Planejador de palavras-chave: ver métricas e previsões

Quando você recebe métricas de palavras-chave, pode optar por ver previsões ou um histórico das métricas. Todas essas estatísticas são específicas do local, do período e das configurações de segmentação da rede de pesquisa que você seleciona no painel "Segmentação". Tais métricas e previsões ajudam você a decidir como agrupar palavras-chave e definir lances.

Este artigo mostra como ver métricas e previsões das suas palavras-chave, o significado dessas métricas e previsões e como segmentar e filtrar os resultados.

Instruções

Ver métricas e previsões das suas palavras-chave

  1. Faça login na sua conta do Google Ads.
  2. No canto superior direito, clique no ícone de ferramentas . Em seguida, clique em "Planejamento" e em Planejador de palavras-chave.
  3. Clique em Ver métricas e previsões das suas palavras-chave.
  4. Insira ou cole uma lista de palavras-chave na caixa de pesquisa, separadas por vírgulas ou quebras de linha.
  5. Clique em Primeiros passos para ver suas previsões.
    • Para ver previsões para o plano divididas por palavras-chave principais, locais e dispositivos, clique em "Visão geral do plano" no Menu de páginas à esquerda.
    • Para ver o histórico de estatísticas, como dados da média de pesquisas mensais ou da concorrência, clique em "Histórico de métricas" na parte superior da página.

Dica

Se você usa tipos de correspondência de palavra-chave, só eles são considerados para calcular as previsões de tráfego. Por exemplo, se você adicionar uma palavra-chave como correspondência exata, como "[Resort de luxo em Maceió]", as previsões darão uma ideia do possível desempenho como palavra-chave de correspondência exata. Saiba mais sobre os tipos de correspondência de palavra-chave.

Sobre o histórico de métricas

Quando você usa o Planejador de palavras-chave para ver um histórico de métricas das suas palavras-chave ou campanhas, as estatísticas detalhadas são exibidas em uma tabela. Elas podem ajudar você a selecionar palavras-chave para usar em campanhas. Lembre-se de que as previsões levam em consideração lance, orçamento, periodicidade e outros fatores que são ignorados pelo histórico de métricas.

O que o histórico de métricas significa?

  • Média de pesquisas mensais: o número médio de vezes que as pessoas pesquisaram uma palavra-chave e suas variantes aproximadas com base nas configurações de período, de local e da rede de pesquisa que você selecionou. Essas informações podem ser usadas para verificar o nível de popularidade das suas palavras-chave em diferentes períodos do ano. Por padrão, o número de pesquisas do termo (independentemente do idioma) é a média de um período de 12 meses.
  • Concorrência: o número de anunciantes exibidos para cada palavra-chave em relação a todas as palavras-chave no Google. Esses dados são específicos para a segmentação de local e da rede de pesquisa selecionada. Na coluna "Concorrência", você descobre se a concorrência para uma palavra-chave é baixa, média ou alta.
  • Lance na parte superior da página (menores valores): o menor valor (entre os 20% dos lances de menor valor) que os anunciantes pagaram no passado pelo lance na parte superior da página de uma palavra-chave, com base nas suas configurações de local e da rede de pesquisa.
  • Lance na parte superior da página (maiores valores): o maior valor (entre os 20% dos lances de maior valor) que os anunciantes pagaram no passado pelo lance de uma palavra-chave na parte superior da página, com base nas suas configurações de local e da rede de pesquisa.
  • Parcela de impressões orgânicas (“Parcela de impr. orgânicas”): a porcentagem de exibições de uma ficha do seu site nas pesquisas na Web de uma palavra-chave. Para calculá-la, dividimos o número de pesquisas na Web que mostraram uma ficha do seu site pelo número total de pesquisas dessa ideia de palavra-chave.
  • Posição média orgânica ("Posição méd. orgânica"): mostra a classificação das fichas do seu site em comparação com as de outros sites. Ela é calculada com base na posição média superior da sua ficha (ou de várias fichas) para cada pesquisa na Web de uma determinada palavra-chave.
  • Parcela de impressões do anúncio: o número de impressões que você recebeu dividido pelo número total de pesquisas para o local e a rede segmentados e que corresponderam exatamente à palavra-chave no último mês. Lembre-se de que a coluna "Parcela de impr. do anúncio" do Planejador de palavras-chave é diferente das colunas "Parcela de impressões" e "Parcela de impressões de correspondência exata" no gerenciamento da campanha. Essas colunas refletem o número de impressões que uma palavra-chave está qualificada para receber. No Planejador de palavras-chave, a parcela de impressões do anúncio tem como base o volume de pesquisas daquela palavra-chave exata. Um traço (-) na coluna "Parcela de impr. do anúncio" significa que não há dados suficientes para calcular esse número.

Observação: como ver os dados orgânicos

Para visualizar a parcela de impressões orgânicas e a posição média orgânica, é necessário ter uma conta do Search Console para seu site e vinculá-la à conta do Google Ads. Saiba como vincular o Search Console ao Google Ads.

Fatores a serem considerados sobre o histórico de métricas

  • Suas estatísticas de volume de pesquisas são aproximadas. Isso significa que, quando você tiver ideias de palavras-chave para vários locais, os volumes de pesquisa talvez não totalizem o esperado.
  • O tráfego da Web é influenciado pela periodicidade, por eventos atuais e por vários outros fatores. Portanto, o número de pesquisas das suas palavras-chave oscila constantemente.
  • As previsões de palavras-chave ajudam você a determinar seu desempenho estimado. Sua previsão de impressões leva em consideração o lance, o orçamento, a periodicidade e o histórico da qualidade dos anúncios, mas as estatísticas de volume de pesquisa, não. Além disso, o volume de pesquisas é determinado somente para correspondências exatas de palavra-chave, enquanto as impressões estimadas são calculadas com base nos tipos de correspondência selecionados.
  • As estatísticas do intervalo de lances ajudam você a decidir quais palavras-chave usar em uma campanha. As estatísticas do intervalo de lances, ou "lance na parte superior da página (menores valores)" e "lance na parte superior da página (maiores valores)", ajudam também a escolher um lance eficiente para suas palavras-chave. As estatísticas do intervalo de lances levam em consideração os lances que resultaram na exibição de um anúncio na parte superior da primeira página dos resultados de pesquisa.
  • As estatísticas do intervalo de lances mostram informações de lances dos últimos 30 dias. Você não verá estatísticas do intervalo de lance de palavras-chave com informações limitadas no histórico de lances. Como a exibição de um anúncio na parte superior da primeira página de resultados é consequência de uma combinação do lance, do Índice de qualidade e de outros fatores, você pode usar essas métricas para ajustar os lances com relação ao Índice de qualidade de palavras-chave semelhantes.

Sobre as previsões

Sua previsão de impressões leva em consideração o lance, o orçamento, a periodicidade e o histórico da qualidade dos anúncios para estimar o desempenho futuro. Ao usar o Planejador de palavras-chave para ver previsões, você terá uma visão geral das palavras-chave no gráfico e previsões mais detalhadas na tabela, além de informações sobre quais tipos de lances podem ajudar você a atingir as metas da sua empresa.

O que as previsões de palavras-chave significam?

  • Cliques: o número de cliques que seu anúncio receberá por dia se a palavra-chave acionar o anúncio.
  • Custo: o valor médio que você pode gastar por dia com essa palavra-chave.
  • Impressões: a frequência com que seu anúncio pode ser exibido em um dia. Uma impressão é contabilizada sempre que um anúncio é exibido em uma página de resultados de pesquisa.
  • Taxa de cliques ("CTR"): a proporção entre o número de cliques que seu anúncio pode receber e o número de vezes que ele pode ser exibido (que chamamos de impressão).
  • Custo médio por clique (CPC méd.): o valor médio que você paga por um clique. O valor final cobrado por um clique é ajustado automaticamente, e isso é conhecido como custo real por clique (CPC real). Assim, você paga apenas um centavo a mais do que o valor mínimo necessário para manter a posição do seu anúncio. Portanto, o valor exibido pode ser mais baixo do que o intervalo de previsão de custo geral de todas as palavras-chave ou do que o lance de CPC já definido para seu grupo de anúncios.

Observação

Tenha em mente que o histórico de estatísticas, como a média mensal de pesquisas, é exibido apenas para correspondência exata. Por exemplo, suponha que sua palavra-chave seja chocolate amargo. Se você quiser verificar a média de pesquisas mensais dessa palavra-chave, verá as mesmas estatísticas de correspondência exata se usar a correspondência ampla, de frase ou exata para chocolate amargo. Por outro lado, as previsões de tráfego, como cliques e custo, consideram os tipos de correspondência das palavras-chave da conta. Por exemplo, se você recebe previsões de uma lista de palavras-chave de correspondência ampla, todas as possíveis sobreposições entre essas palavras-chave são consideradas.

A página "Visão geral do plano"

A página "Visão geral do plano" mostra previsões do plano detalhadas por palavras-chave principais, locais e dispositivos. As informações são exibidas em um painel claro, e é possível alterar os parâmetros em cada previsão para ver insights detalhados sobre o sucesso em potencial do plano.
Na parte superior da página "Visão geral do plano", você também encontra um lance padrão, que pode ser alterado ao selecionar um ponto diferente no gráfico ou digitar um lance no campo da parte superior da página. Isso ajuda você a ver o possível desempenho das palavras-chave com lances maiores ou menores. O lance padrão é definido com base no:
  • seu plano anterior (se aplicável);
  • lance máximo de CPC médio dos grupos de anúncios na conta com CPC manual; ou
  • CPC máximo médio de todos os grupos de anúncios com lances manuais que usam a mesma moeda.

Corrigir problemas nas previsões de tráfego

Em alguns casos, as previsões de tráfego que você vê no Planejador de palavras-chave podem parecer menores do que o esperado ou diferentes do tráfego que seu anúncio está recebendo. Ou você pode enfrentar dificuldades para ver essas previsões.
Continue lendo para descobrir por que você não vê previsões de tráfego no Planejador de palavras-chave e o que é possível fazer para corrigir isso.

As previsões são baixas

O Planejador de palavras-chave mostra estimativas aproximadas do número de cliques e impressões que você pode receber por dia. Muitas vezes, ao aumentar seu lance de CPC, é possível melhorar os resultados. No entanto, talvez o aumento do lance de CPC tenha pouco efeito nas suas previsões de tráfego. Isso pode acontecer pelos seguintes motivos:
  • Desempenho histórico do anúncio: o Planejador de palavras-chave inclui nos cálculos amostras do desempenho histórico dos seus anúncios e de outros anúncios com palavras-chave semelhantes. Se a taxa de cliques (CTR) geral da amostra for sempre baixa, suas previsões de cliques também serão mais baixas. Tente melhorar sua CTR, o que poderá aumentar suas previsões no futuro.
  • Análise da pesquisa: para fornecer previsões de tráfego precisas, os padrões de palavras-chave e de pesquisa são monitorados. Previsões baixas podem ser decorrentes da falta de pesquisas para sua palavra-chave ou frase de palavra-chave específica. Nessa situação, adicione mais palavras-chave ou combinações de palavras-chave. Para fazer isso, clique em "Ideias de palavras-chave" no Menu de páginas à esquerda.
  • Políticas da Rede do Google: os sites que fazem parceria com o Google para exibir anúncios (parceiros de pesquisa) definem políticas diferentes em relação a quais tipos de anúncio podem ser exibidos nas páginas ou nos produtos deles. Por exemplo, alguns parceiros de pesquisa aceitam apenas anúncios indicados para menores. O Planejador de palavras-chave leva em consideração essas variações de política dos parceiros de pesquisa ao calcular as previsões. Embora a publicidade na rede de pesquisa possa aumentar sua exposição a clientes em potencial, as previsões de tráfego que você vê nem sempre refletem isso.

O tráfego que seu anúncio recebe é diferente das previsões do Planejador de palavras-chave

O Planejador de palavras-chave usa as informações do sistema de anúncios dinâmicos para projetar os possíveis resultados no Google e nos parceiros de pesquisa. Veja alguns dos motivos pelos quais suas previsões de tráfego podem ser diferentes dos resultados reais:
  • Você criou uma conta do Google Ads recentemente: se você é um novo anunciante, suas previsões baseiam-se em dados médios históricos de todos os anunciantes, visto que ainda não temos dados suficientes sobre sua empresa. Você verá uma média aproximada para orientação até que mais dados sobre o desempenho dos seus anúncios estejam disponíveis.
  • Seus anúncios são exibidos na Rede de Display: suas previsões se aplicam à rede de pesquisa e não incluem previsões do possível número de cliques nos anúncios da Rede de Display, incluindo os canais escolhidos por você. Se seus anúncios são exibidos também na Rede de Display, espere mais tráfego do que o previsto.
  • Você está segmentando uma região geográfica pequena: os resultados podem ser menos precisos ao segmentar uma região geográfica pequena simplesmente por haver menos dados para usar como base nas previsões.
  • Você tem palavras-chave iguais ou muito semelhantes em campanhas diferentes: não importa quantos dos seus anúncios estejam em exibição com uma mesma palavra-chave, apenas um deles será exibido em cada página de resultados de pesquisa. Isso significa que, se você tiver palavras-chave semelhantes ou idênticas em grupos de anúncios ou campanhas diferentes, essas palavras-chave concorrerão entre si. Embora o Planejador de palavras-chave tente considerar a concorrência entre palavras-chave semelhantes e idênticas exibidas nos grupos de anúncios da mesma campanha, as previsões para essas palavras-chave podem ser menos precisas. O Planejador de palavras-chave não analisa palavras-chave de campanhas diferentes. Sendo assim, a concorrência entre campanhas não será contabilizada nas suas previsões.
  • Você está recebendo previsões para palavras-chave semelhantes incluídas no seu plano ou na sua lista de palavras-chave: se você estima cliques para duas ou mais palavras-chave semelhantes, o Planejador de palavras-chave tenta prever como o tráfego será dividido entre os termos sobrepostos. Como resultado, suas previsões serão menos precisas.
  • Dados de uma semana inteira são usados para calcular a média e apresentar uma previsão diária: as previsões são baseadas nos dados de uma semana, e uma média desses dados é calculada para apresentar previsões diárias. O tráfego diário varia. Sendo assim, considere a média de uma semana completa em vez da previsão de um único dia.

Links relacionados

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?