Corrija dados em falta e discrepâncias

A posição média (Pos. média) será removida em setembro de 2019. As percentagens das impressões no topo e impressões no topo absoluto da página oferecem uma visão mais clara do local de apresentação dos anúncios nas páginas de pesquisa. Pode utilizar estas novas métricas para otimizar a posição do anúncio. Saiba mais

Por vezes, poderá reparar que faltam determinados detalhes num relatório transferido ou que os dados não correspondem aos visualizados no Google Analytics ou em relatórios de terceiros. Clique no link deste artigo que melhor descreve o seu problema para saber o que está a acontecer.

Dados em falta

O relatório tem dados em falta

Em alguns casos, um relatório transferido do editor de relatórios pode excluir dados das suas tabelas de desempenho da conta. Por exemplo, se tiver recebido "0" cliques ou impressões numa determinada linha, o editor de relatórios removerá esses dados do relatório transferido.

Também pode filtrar linhas com "0" no editor de relatórios.

O relatório não contém valores totais

Se aplicar determinados segmentos aos seus dados e, em seguida, transferir o seu relatório, poderá visualizar "--", em vez dos valores totais resumidos. Os dados não estão disponíveis, porque um valor total forneceria informações incorretas.

Por exemplo, o "tipo de clique" poderá aplicar-se a vários aspetos da mesma impressão (ou seja, uma impressão de clique para ligar poderá ser apresentada juntamente com uma impressão de título no mesmo anúncio). Se tiver aplicado o segmento Tipo de clique aos seus dados, visualizará "--", em vez dos totais resumidos no relatório transferido. Neste caso, um valor total seria incorreto, pois contaria algumas das impressões duas vezes.

O relatório não contém colunas

Ocasionalmente, se tentar incluir determinados segmentos quando transfere uma tabela na página Campanhas, algumas colunas da tabela podem ser excluídas do relatório, porque nem todas as estatísticas de coluna estão disponíveis para todos os segmentos.

Por exemplo, suponhamos que pretende incluir segmentos de acompanhamento de conversões no relatório da sua campanha. Uma vez que poderá associar várias ações de conversão com um único clique, não é possível incluir estatísticas de conversão e métricas básicas de desempenho (como cliques e impressões) no mesmo relatório. Pondere adicionar colunas com métricas de conversão, como "Taxa de conv.", "Valor total de conv." e "Custo/conv." à sua tabela, em vez de métricas de cliques com conversão. Se tiver colunas de métricas básicas de desempenho na tabela, essas colunas não serão incluídas no relatório.

O relatório não contém determinadas palavras-chave

Apenas as palavras-chave que receberam, no mínimo, uma impressão durante o período do relatório serão apresentadas num determinado relatório. Por exemplo, se o relatório abranger os últimos sete dias e a palavra-chave "vaso de flores" não receber impressões durante esses sete dias, "vaso de flores" não aparecerá no relatório.

Se não visualizar uma determinada palavra-chave, experimente expandir o intervalo de datas antes de transferir o relatório.

Algumas palavras-chave altamente detalhadas poderão simplesmente não receber quaisquer impressões. As palavras-chave que não receberem impressões por um período de 90 dias serão eventualmente desativadas.

Discrepâncias nos dados

Poderá observar um de dois tipos de discrepância entre as estatísticas das suas contas do Google Ads e as dos seus registos do servidor Web ou do software de acompanhamento de terceiros:

  • O primeiro ocorre quando os registos Web ou o software de acompanhamento de terceiros mostram menos cliques nos anúncios do que as estatísticas do Google Ads.
  • O segundo tipo ocorre quando uma empresa de auditoria de cliques de terceiros comunica mais cliques inválidos do que os detetados pela equipa de qualidade do tráfego de anúncios do Google Ads.

Saber mais

Diferenças entre o Google Analytics e o Google Ads

Poderá haver casos em que os seus dados do Google Ads divirjam dos dados importados do Google Analytics. Seguem-se alguns dos motivos mais comuns:

  • O Google Ads acompanha os cliques, ao passo que o Google Analytics acompanha as visitas. Há vários motivos pelos quais estas métricas podem divergir:
    • Um visitante pode clicar várias vezes no seu anúncio. Quando uma pessoa clica várias vezes num anúncio na mesma sessão, o Google Ads regista vários cliques, enquanto o Analytics reconhece as visualizações de página separadas como uma visita.
    • Uma pessoa pode clicar num anúncio e, mais tarde, durante uma sessão diferente, regressar diretamente ao site através de um marcador ou de um link guardado. Esta situação é registada como um clique no Google Ads, mas como várias visitas no Analytics.
    • Um visitante pode clicar no seu anúncio, mas depois mudar de ideias e impedir o carregamento completo da página ao clicar noutra página ou ao premir o botão Parar ou Anterior do navegador. Neste caso, o Analytics não regista uma visita, mas o Google Ads contabiliza esta ocorrência como um clique.
  • Para assegurar uma faturação mais exata, o Google Ads filtra automaticamente os cliques inválidos dos seus relatórios. No entanto, o Analytics comunica estes cliques como visitas ao seu Website de forma a mostrar o conjunto completo de dados de tráfego.
  • A comparação de intervalos de datas longos poderá incluir períodos em que as suas contas não estavam associadas.
Os cliques ultrapassam as impressões/a CTR é superior a 100%

Embora não seja possível ter efetivamente mais cliques do que impressões, por vezes, os relatórios da sua conta podem refletir esta situação ou apresentar uma taxa de cliques (CTR) superior a 100%.

Por que é que isto acontece? Em primeiro lugar, os relatórios visualizados na sua conta não são em tempo real. Os cliques são atualizados praticamente de hora a hora, ao passo que as impressões são atualizadas apenas com intervalos de algumas horas. Por isso, é possível que o número de cliques apresentado nos seus relatórios ultrapasse o número de impressões, enquanto os relatórios não forem completamente atualizados. Isto acontece geralmente no final do dia (23:59 no mesmo fuso horário selecionado para a sua conta).

Para consultar os relatórios com a maior exatidão possível, sugerimos que reveja o relatório de um determinado dia no dia seguinte, quando os servidores terminarem os relatórios dos cliques e das impressões.

Em segundo lugar, como os navegadores colocam em cache os resultados da pesquisa e os anúncios em páginas de resultados da pesquisa, a nossa tecnologia regista apenas uma impressão do anúncio por pesquisa. No entanto, os seus relatórios mostram vários cliques se um visitante clicar no seu anúncio mais do que uma vez numa sessão de navegador em cache.

Poderá ver um determinado número de cliques nos seus próprios registos Web. Estes cliques representam visitantes legítimos que acedem à sua publicidade das formas esperadas. É possível que um visitante clique legitimamente no seu anúncio mais do que uma vez. Por exemplo, a pessoa pode estar a comparar preços ou a regressar ao seu site para obter mais informações. Além disso, alguns fornecedores de serviços de Internet atribuem um único endereço IP a mais de uma pessoa. Neste caso, vários cliques do mesmo endereço IP não significam que alguém esteja a clicar várias vezes no seu anúncio.

Utilizadores únicos, cliques e conversões comunicados como números decimais na vista Alcance e frequência

Uma vez que a frequência estimada se baseia nos dados de um grupo de exemplo, a estimativa dos utilizadores únicos e dos seus cliques subsequentes nem sempre resulta num número inteiro.

Dados afetados pela hora de verão

As suas estatísticas do Google Ads refletem sempre a hora local do fuso horário escolhido para a sua conta.

Muitos países procedem a um ajuste anual do respetivo horário oficial para aumentar o número de horas de luz diurna durante os meses de verão. Isto denomina-se normalmente de Hora de verão. Se o fuso horário definido para a sua conta seguir a hora de verão, a programação e as estatísticas da sua conta do Google Ads ajustar-se-ão automaticamente. A sua conta também se ajustará quando o fuso horário regressar à hora normal no final do verão.

Se pretender, pode definir a conta para a Hora do meridiano de Greenwich (GMT) durante todo o ano, sem qualquer mudança para a Hora de verão. Tem de efetuar esta seleção durante o processo de inscrição na conta.

Para associar a sua conta à hora GMT, sem a influência dos fusos horários, terá de selecionar o Reino Unido como o seu país de fuso horário e (GMT+00:00) Sem hora de verão (pode efetuar esta seleção independentemente do país em que gere a sua conta). Efetue o seguinte procedimento:

  1. Depois de inscrever a sua conta, receberá um email de confirmação do Google Ads. Siga o link no email e inicie sessão na sua conta.
  2. Clique no link Submeter as suas informações de faturação.
  3. Utilize o menu pendente "País ou território do fuso horário" para selecionar Reino Unido. Será apresentado um segundo menu pendente.
  4. Utilize o segundo menu pendente para selecionar (GMT+00:00) Sem hora de verão.
  5. Clique em Continuar, introduza as informações de faturação e ative a sua conta.

Lembre-se de que a seleção (GMT+00:00) Sem hora de verão está disponível quando seleciona o Reino Unido como país do fuso horário.

Atrasos na GDN

Nas novas campanhas GDN, demora 12 horas para que os anúncios aprovados comecem a ser publicados. Relativamente a alterações na GDN, varia em função da duração do atraso. No entanto, de um modo geral, verifica-se um atraso mais prolongado na aplicação de alterações na GDN do que nas campanhas de pesquisa.

Tenha em atenção

Os dados de desempenho não ficam disponíveis instantaneamente e alguns relatórios são atualizados apenas uma vez por dia. Saiba mais acerca de como determinar a atualidade dos dados.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?

Precisa de mais ajuda?

Inicie sessão para obter opções de apoio técnico adicionais e resolver rapidamente o seu problema.