Sobre a posição e a classificação do anúncio

A posição do anúncio é a ordem dele nos resultados do leilão em relação aos outros anúncios. Por exemplo, uma posição "1" significa que ele foi o primeiro a ser exibido, e nenhum outro anúncio apareceu antes dele. Já uma posição "2" significa que ele foi o segundo a ser exibido, e assim por diante. 

Lembre-se de que a posição do anúncio não reflete necessariamente o local em que ele apareceu na página de resultados de pesquisa. Por exemplo, uma posição "1" não significa que ele está acima dos resultados da pesquisa orgânica. Se não há anúncios acima dos resultados da pesquisa, essa posição significa que ele será o primeiro exibido abaixo dos resultados da pesquisa orgânica. Da mesma forma, a posição "2" significa apenas que ele foi o segundo anúncio exibido em ordem. Na prática, um anúncio de texto pode aparecer na segunda posição acima dos resultados da pesquisa ou na primeira ou segunda posição abaixo deles (dependendo se o primeiro anúncio estiver acima ou abaixo dos resultados da pesquisa orgânica).

Para saber onde, em média, seus anúncios são exibidos em relação a outros, consulte a métrica posição média.

É possível ver onde seus anúncios aparecem na página de resultados de pesquisa com as métricas da parte superior e da primeira posição

Dica

Na rede de pesquisa, se você quer entender o local de exibição dos seus anúncios nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa (SERPs), use as métricas de taxa de impressões na primeira posição e na parte superior da página, ou "% de impr. (1ª posição)"e "% de impr. (parte sup.)". Para definir lances com base no local da página, utilize as métricas de parcela de impressões na primeira posição e na parte superior, ou "IS 1ª posição pesq." e "IS parte sup. pesq.". Para isso, use a estratégia de lances "Parcela de impressões desejada" com a opção de segmentar a primeira posição ou a parte superior da página. Não é recomendado definir lances com base na posição média porque, às vezes, ela diminui à medida que os lances aumentam. Isso ocorre porque lances mais altos permitem que você participe de leilões mais competitivos em uma posição inferior.

Como a posição do anúncio é determinada

Elements of Ad Rank

O Google decide quais anúncios serão exibidos e como eles serão posicionados por meio do leilão de anúncios

O Google Ads calcula a classificação de cada anúncio do leilão. Essa classificação determina a posição dos seus anúncios e define se eles estão qualificados para exibição. De modo geral, o anúncio com a classificação mais alta é exibido na primeira posição, aquele com a segunda classificação mais alta aparece na segunda posição e assim por diante (presumindo que eles atinjam os limites).

 De modo geral, a classificação do anúncio é calculada com base em cinco fatores:

  1. Seu lance: ao definir o lance, você informa ao Google Ads o valor máximo que aceita pagar por um clique no anúncio. Normalmente, você acaba pagando menos. Além disso, é possível alterar o lance a qualquer momento.
  2. Qualidade dos anúncios e da página de destino: o Google Ads também analisa a relevância e a utilidade do anúncio e do site vinculado a ele para a pessoa que o verá. Nossa avaliação da qualidade do anúncio é resumida no Índice de qualidade, que você pode monitorar e tentar melhorar na conta do Google Ads.
  3. Classificações mínimas do anúncio: para garantir a exibição de anúncios de alta qualidade, definimos limites mínimos de qualidade que um anúncio precisa atingir para ficar em uma posição específica.
  4. Contexto da pesquisa: o contexto é importante no leilão de anúncios. Ao calcular a classificação do anúncio, levamos em consideração vários fatores: os termos de pesquisa que a pessoa inseriu, a localização geográfica dela no momento da pesquisa, o tipo de dispositivo usado (por exemplo: dispositivo móvel ou computador), o horário em que a pesquisa foi feita, a natureza dos termos da pesquisa, outros anúncios e resultados de pesquisa exibidos na página e outros sinais e atributos do usuário.
  5. Estimativa do impacto das extensões e de outros formatos de anúncio: ao criar um anúncio, você tem a opção de adicionar outras informações a ele, como um número de telefone ou mais links para páginas específicas do seu site. São as chamadas extensões de anúncio. O Google Ads faz uma estimativa de como as extensões e outros formatos usados afetam o desempenho do anúncio.

Exemplo

Imagine que cinco anunciantes estejam competindo por, no máximo, quatro posições de anúncio acima dos resultados da pesquisa na página do Google. Suponha que a classificação dos anúncios de cada anunciante seja 80, 50, 30, 10 e 5.

Se a classificação mínima necessária para que o anúncio seja exibido acima dos resultados da pesquisa for 40, apenas os dois primeiros anunciantes (com classificações de 80 e 50) poderão exibir anúncios acima dos resultados.

Se a classificação mínima para que o anúncio seja exibido abaixo dos resultados da pesquisa for 8, dois dos três anunciantes restantes (aqueles com classificações de 30 e 10) terão os anúncios exibidos abaixo dos resultados. O anunciante com classificação de 5 não atingiu o valor mínimo e, portanto, não terá o anúncio exibido.

De acordo com a métrica "Posição média", o anunciante com classificação de 80 (primeira posição acima dos resultados de pesquisa) alcançará a posição 1, o anunciante com classificação de 50 (segunda posição acima dos resultados de pesquisa) ocupará a posição 2, o anunciante com classificação de 30 (primeira posição abaixo dos resultados de pesquisa) ficará na posição 3 e o anunciante com classificação de 10 (segunda posição abaixo dos resultados de pesquisa) terá a posição 4. Sendo assim, o conceito de "posição" está relacionado à ordem dos anunciantes no leilão, e não a um local específico na página de resultados de pesquisa. Mesmo que duas das quatro posições de anúncios disponíveis acima dos resultados da pesquisa fiquem vazias (aquelas logo abaixo dos anunciantes com classificações de 80 e 50), os dois anunciantes seguintes (com classificações de 30 e 10) receberão as posições 3 e 4, de acordo com a métrica "Posição média".

Com base nas métricas da parte superior e da primeira posição, o anunciante com classificação de 80 (primeira posição acima dos resultados) terá 1 impressão contabilizada para a parte superior e a primeira posição, o anunciante com classificação de 50 (segunda posição acima dos resultados de pesquisa) terá 1 impressão para a primeira posição e o anunciante com classificação de 30 (primeira posição abaixo dos resultados) não terá impressões para a parte superior e a primeira posição, assim como o anunciante com classificação de 10 (segunda posição abaixo dos resultados de pesquisa).

  Classificação do anúncio Impr. na primeira posição Impr. na parte superior Posição méd. % de impr. (1ª posição) % de impr. (parte sup.)
 
Anunciante A 80 1 1 1 100% 100%
Anunciante B 50 0 1 2 0% 100%
Anunciante C 30 0 0 3 0% 0%
Anunciante D 10 0 0 4 0% 0%
 

Para melhorar sua parcela de impressões na parte superior e na primeira posição da página de resultados de pesquisa, você pode:

  • melhorar a qualidade dos anúncios e a experiência na página de destino;
  • aumentar seu lance.

Mais qualidade gera melhor classificação do anúncio

Sempre que alguém faz uma pesquisa e aciona um anúncio que concorre em um leilão, nós calculamos a classificação desse anúncio. Esse cálculo leva em consideração seu lance, a relevância do anúncio, a experiência na página de destino e a CTR esperada no momento do leilão, além de outros fatores. Para determinar os componentes de qualidade do momento do leilão, analisamos vários fatores diferentes. Ao aprimorar os fatores a seguir, você ajuda a melhorar os componentes de qualidade da classificação do anúncio:
  • Taxa de cliques esperada do anúncio: é composta, em parte, pelo histórico de cliques e impressões do anúncio (de acordo com fatores como a posição, extensões e outros formatos que possam ter afetado a visibilidade de um anúncio em que alguém clicou anteriormente).
  • Relevância do anúncio para a pesquisa: o nível de relevância do texto do anúncio para a pesquisa de um usuário.
  • Qualidade da sua página de destino: qual é o grau de relevância, transparência e facilidade de navegação da sua página.

Por que a qualidade do anúncio é importante

Os componentes de qualidade da classificação do anúncio são usados de várias maneiras diferentes e podem afetar os seguintes itens:
  • Qualificação para o leilão de anúncios: nossas medidas de qualidade ajudam a determinar as classificações mínimas do anúncio e, portanto, se seu anúncio está qualificado para exibição.
  • Seu custo real por clique (CPC): os anúncios de qualidade mais alta geralmente levam a CPCs mais baixos. Isso significa que você paga menos por clique quando a qualidade dos seus anúncios é maior.
  • Posição do anúncio: os anúncios de qualidade mais alta geralmente ocupam posições melhores, ou seja, posições mais elevadas na página.
  • Qualificação para extensões e outros formatos de anúncio: a classificação do anúncio determina se ele está qualificado para ser exibido com extensões e outros formatos, como sitelinks.
Em resumo, anúncios de qualidade mais alta geralmente resultam em custos mais baixos, melhores posições e mais sucesso na publicidade. O sistema do Google Ads funciona melhor para todos (anunciantes, clientes, editores e até mesmo para o Google) quando os anúncios que exibimos são relevantes e correspondem melhor ao que os clientes estão procurando. 
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?