[GA4] Dimensões e métricas personalizadas

Criar novas dimensões e métricas de parâmetros de evento

Você pode configurar dimensões e métricas personalizadas com base nos valores dos parâmetros de evento coletados para sua propriedade. Por exemplo, digamos que você colete o evento a seguir sempre que um visitante do seu site ler um artigo.

gtag('event','read_article', {
    "author":"Bill Q",
    "title":"Como montar uma mochila",
    "number_of_pages":2,
});

Você pode criar uma dimensão "Author", que acessa os valores do parâmetro author, e uma métrica "Article_Length", que recebe o valor do parâmetro number_of_pages.

Escopo do evento e do usuário

Uma dimensão personalizada tem um escopo de evento ou de usuário.

  • Escopo de evento: no exemplo acima, você criaria a dimensão "Author" para ter um escopo de evento.
  • Escopo de usuário: é recomendável criar dimensões personalizadas no escopo do usuário para identificar os atributos estáticos ou que não sofrerão mudanças frequentes, como "usuário_que_gasta=sim", "profissão=engenheiro" ou "time_favorito=Flamengo".
    Nunca inclua informações de identificação pessoal como nomes, CPFs ou endereços de e-mail, nem mesmo com hash.

Uma métrica personalizada sempre tem um escopo de evento.

Limites

Você pode criar até

  • 50 dimensões e 50 métricas personalizadas por propriedade
  • 25 dimensões personalizadas no escopo do usuário com nomes exclusivos

Se você atingiu sua cota, mas precisa criar novas dimensões e/ou métricas personalizadas, arquive aquelas que não usa mais.

Para ver o número total de dimensões e métricas personalizadas que você criou, clique em Definições personalizadas, em "Configurar" (na navegação à esquerda) e selecione Informações de cota (no canto superior direito).

Criar uma dimensão personalizada

É necessário ter papel de editor para criar dimensões personalizadas.

Clique em Definições personalizadas, em "Configurar" (na navegação à esquerda) e selecione Criar dimensões personalizadas:

  1. Insira o nome da dimensão.
  2. Selecione um Escopo no menu suspenso (Evento ou Usuário).
  3. Insira uma descrição para a dimensão personalizada.
  4. Selecione um Parâmetro de evento (escopo de evento) ou Propriedade do usuário (escopo de usuário) na lista, ou digite o nome de um parâmetro/propriedade que você coletará no futuro.
  5. Clique em Salvar.
Você verá o valor "not set" para uma dimensão personalizada nas primeiras 48 horas.

Criar uma métrica personalizada

Você precisa ter papel de editor para criar métricas personalizadas.

Clique em Definições personalizadas, em "Configurar" (na navegação à esquerda), clique na guia Métricas personalizadas e em Criar métricas personalizadas:

  1. Insira o nome da métrica.
  2. Inclua uma descrição para a métrica personalizada.
  3. Selecione um Parâmetro de evento na lista ou insira o nome de um parâmetro que você coletará no futuro.
  4. Escolha uma Unidade de medida no menu suspenso.
    Ao selecionar Moeda como a unidade de medida, você também precisa identificar a métrica personalizada como uma métrica de custo e/ou receita. Assim, é possível restringir o acesso à métrica personalizada ao configurar funções do usuário que limitam o acesso às métricas em questão.
  5. Clique em Salvar.
As métricas personalizadas levam de 24 a 48 horas para serem preenchidas com dados.

Editar uma dimensão ou métrica personalizada

Você precisa ter papel de editor para editar dimensões e métricas personalizadas.
  1. Clique em Definições personalizadas em "Configurar" (na navegação à esquerda).
  2. Na linha que contém a dimensão ou métrica, clique em "Mais" e em Editar.
  3. Faça as mudanças e clique em Salvar.

Arquivar uma dimensão ou métrica personalizada

Se você precisar criar novas dimensões e/ou métricas personalizadas, mas tiver atingido o limite, arquive aquelas que não estiver mais usando para liberar sua cota.

O arquivamento de uma dimensão ou métrica personalizada afeta todos os públicos-alvo, explorações ou segmentos com base nessa dimensão ou métrica.

  1. Clique em Definições personalizadas em "Configurar" (na navegação à esquerda).
  2. Na linha que contém a dimensão ou métrica, clique em Mais e em Arquivar.
    Você verá uma lista das outras entidades no Google Analytics (por exemplo, públicos-alvo, explorações etc.) que usam a definição personalizada.
Essa mudança não pode ser desfeita, e não é possível restaurar os dados correspondentes.

Públicos-alvo

Quando você arquiva uma dimensão ou métrica personalizada usada na definição de um público-alvo, essa definição se torna inválida, e o público-alvo não acumula novos usuários.

Os dados históricos do público-alvo são preservados, mas nenhum dado novo é gerado quando ele se torna inválido.

Não é possível exportar públicos-alvo inválidos para outros produtos (por exemplo, Google Ads, Optimize etc.).

Se você já tiver exportado o público-alvo para outros produtos, ele continuará funcionando conforme o esperado. No entanto, como o público-alvo não acumulará novos usuários, a contagem de usuários cairá conforme a duração da associação expirar para os usuários atuais, até que o público-alvo não contenha mais usuários.

Se um público-alvo incluir uma dimensão ou métrica personalizada arquivada, você verá um ícone de aviso ao lado do nome dele na lista:

Ao editar a definição do público-alvo, você verá outra mensagem informando que o público-alvo inclui uma dimensão ou métrica personalizada arquivada:

Não é possível editar as condições do público-alvo. Crie um público-alvo totalmente novo para ter uma versão dele sem a dimensão ou métrica personalizada arquivada.

Explorações e segmentos

Avisos semelhantes aparecem em "Explorações" para explorações e segmentos que incluem dimensões ou métricas personalizadas arquivadas. Além disso, as listas de dimensões e métricas em "Explorações" identificam definições personalizadas arquivadas com o mesmo ícone de aviso.

Assim como nos públicos-alvo, as explorações e os segmentos com definições personalizadas arquivadas são inválidos e não são carregados.

Se você remover a definição personalizada arquivada, a exploração ou o segmento voltarão a ser carregados.

Embora as definições personalizadas arquivadas apareçam nas listas de dimensões e métricas (com um aviso), não é possível adicioná-las a explorações ou segmentos.

Descontinuação dos relatórios de parâmetros personalizados

Com métricas e dimensões personalizadas no escopo do evento, os parâmetros são identificados para métricas e dimensões em toda a propriedade, permitindo criar uma única dimensão ou métrica de acordo com um parâmetro e gerar relatórios de quantos eventos você quiser. Antes, com os relatórios de parâmetros personalizados, os parâmetros eram identificados para eventos individuais. Consequentemente, se você quisesse gerar relatórios sobre o mesmo parâmetro em cinco eventos diferentes, teria que usar cinco parâmetros do seu limite de cem.

Com a suspensão de uso desses relatórios, o Google Analytics preservou os dados agregados históricos com base no escopo do evento e passou a alimentá-los de forma contínua com novos dados agregados. Nos casos em que um parâmetro é registrado para vários eventos, o Google Analytics os distingue atribuindo um nome de métrica/dimensão que inclui o nome do evento atribuído atualmente (por exemplo, "custom_dimension_name [event_name]").

Uma prática recomendada é remover as métricas e dimensões personalizadas duplicadas que foram registradas em vários eventos para ajudar a preservar a cota.

As dimensões personalizadas no escopo do usuário não exigem "slots". As propriedades do usuário se tornam sinônimos de slots de dimensão personalizada no escopo do usuário, permitindo que os desenvolvedores se concentrem no rastreamento de pontos de dados com nomes significativos, sem a necessidade de associar cada ponto de dados a um número de slot arbitrário.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
5054967
false