Como importar dados de dispositivos GPS

Se você tiver um dispositivo GPS (Sistema de posicionamento global), conecte-o ao computador para importar dados de trilhas e pontos de referência para o Google Earth. Isso permite que você visualize os dados do GPS no Google Earth.

Clique nos tópicos a seguir para obter mais informações:

Dispositivos GPS compatíveis

No momento, o Google Earth é compatível com a maioria dos dispositivos GPS da Garmin e Magellan, além do Wintec WBT - 201.

O site do GPSBabel relaciona os dispositivos oficialmente compatíveis com o recurso de importação de GPS do Google Earth. Você pode experimentar outros dispositivos, mas talvez eles não funcionem corretamente.

Se você estiver usando um dispositivo incompatível, experimente importar dados do GPS para o computador como um arquivo .gpx ou .loc e abri-lo no Google Earth. Consulte Como importar dados de GPS existentes.

Conectores necessários

É necessário um cabo serial ou USB para conectar o dispositivo GPS ao computador. A maioria dos dispositivos GPS é vendida com um desses cabos. Se seu dispositivo GPS não vier acompanhado de um cabo, visite o site do fabricante para comprar o cabo correto para seu modelo de dispositivo.

Pontos GPS

É possível escolher como os dados de GPS são importados para o Google Earth. Ao importar dados de GPS para o Google Earth, uma caixa de diálogo solicitará se você deseja importar trilhas, pontos de referência, trajetos ou todas as opções anteriores.

  • Trilhas - Trilhas (ou pontos de trilhas) são pontos gravados automaticamente pelo dispositivo GPS durante uma viagem.
  • Pontos de referência - Pontos de referência são pontos inseridos pelo usuário. Os pontos de referência normalmente são marcados com um nome, como "casa" ou "ponto de virada".
  • Trajetos - Pontos de trajeto são usados pelo dispositivo GPS para criar um itinerário entre um ponto gravado e outro ponto gravado. Os pontos de trajeto podem conter vários conjuntos de rotas e podem ser importados para o Google Earth como caminhos.

Como importar dados de GPS

Há duas maneiras de importar dados do GPS para o Google Earth:

  • Importar um arquivos de dados de GPS existente
  • Importar dados diretamente do seu dispositivo GPS
Após importar, para salvar os dados do seu GPS, mova-os para a pasta "Meus lugares" antes de fechar o Google Earth.

Como importar dados de GPS existentes Arquivos

Você pode importar um arquivo de dados de GPS existente de qualquer tipo compatível (incluindo GPX, Garmin GDB, arquivos de registro NMEA etc.) de uma das seguintes maneiras:

  • Vá para Arquivo > Abrir, escolha seu arquivo de dados e pressione "Abrir".
  • Para importar um dos tipos de arquivo listados acima, basta arrastá-lo e soltá-lo no Google Earth.
  • Vá para Ferramentas > GPS, clique no botão "Importar do arquivo". Navegue para encontrar seu arquivo e pressione "Abrir".

Depois de importar os dados de GPS existentes, selecione como gostaria de exibir os dados nas opções na caixa de diálogo:

"Criar KML Tracks" e "Ajustar altitudes à altura do solo" são selecionados por padrão.

  • Criar KML Tracks

    Selecione "Criar KML Tracks" para visualizar seus dados de GPS como uma trilha. Trilha é uma linha de dados de GPS que inclui um elemento de tempo. Quando disponíveis nos dados de origem, as trilhas também podem armazenar dados de sensor adicionais como frequência cardíaca, cadência, temperatura e força. Além disso, a opção de trilhas permite personalizar seu ícone.

    A opção de trilhas é altamente recomendada, se você planeja ver seus dados no Google Earth 5.2 ou posterior, e é a melhor opção a ser usada com o recurso de perfil de elevação na versão 5.2. Saiba mais sobre trilhas de GPS.

  • Criar KML LineStrings

    Selecione "Criar KML LineStrings" para visualizar seus dados de GPS como uma LineString. A opção LineStrings é ideal para quem quer importar dados para o Google Maps ou para outros visualizadores de KML. LineStrings é uma linha de dados de GPS que não tem um elemento tempo associado a ela. Essa opção permite ver os pontos individuais que compõem sua trilha. Os pontos, no entanto, possuem informação de tempo.

    Embora essa opção inclua informações sobre elevação e local, você deve acessá-las por meio do balão associado a cada ponto e não pela linha.

  • Ajustar altitudes à altura do solo

    Marque "Ajustar altitudes à altura do solo" para ajustar todos os pontos gravados no nível do solo, por exemplo, ao importar uma trilha percorrida a pé, de carro ou de bicicleta. Entretanto, se a trilha de GPS foi gravada durante uma viagem aérea, como em asa-delta ou voos de avião, verifique se essa opção não está selecionada para garantir que os pontos sejam exibidos acima do solo.

Como importar dados do seu dispositivo GPS

É simples importar dados do dispositivo GPS para o Google Earth:

  1. Verifique se todos os drivers necessários estão instalados no computador. Se você estiver usando um computador com Windows e um dispositivo USB da Garmin que requer drivers USB, instale o driver USB a partir do CD que acompanha o dispositivo GPS ou faça o download do driver no site da Garmin.
  2. Conecte o dispositivo GPS ao computador com o Google Earth usando o cabo serial ou USB que acompanha o dispositivo. Verifique se o dispositivo GPS está desativado durante a conexão.
  3. Ligue o dispositivo GPS. Quando o dispositivo estiver ligado e ativado, não será necessário aguardar até que ele se conecte aos satélites.
  4. No menu "Ferramentas", selecione GPS. A janela "Importação de GPS" é exibida.


  5. Em Dispositivo, selecione o fabricante correto do seu dispositivo GPS. Se estiver importando um arquivo, marque "Importar do arquivo". Para obter mais informações, consulte Como importar dados de GPS existentes.
  6. Em Importar, selecione os tipos de dados que deseja importar. Recomendamos usar a opção padrão de manter selecionado todos os três tipos. Isso fará com que todos os tipos de dados de GPS sejam transferidos.
  7. Em Saída, selecione "KML Tracks" ou "KML LineStrings" para escolher como você gostaria que as trilhas de GPS fossem exibidas. Saiba mais sobre KML Tracks e KML LineStrings.
  8. Marque a opção Ajustar altitudes à altura do solo para ajustar todos os pontos gravados no nível do solo, por exemplo, ao importar uma rota percorrida a pé, de carro ou de bicicleta. Entretanto, se a trilha de GPS foi gravada durante uma viagem aérea, como em asa-delta ou voos de avião, verifique se essa opção não está selecionada para garantir que os pontos sejam exibidos acima do solo.
  9. Clique em Importar. Quando for concluído o carregamento dos dados de GPS no Google Earth, será exibida uma caixa de diálogo de confirmação.
Dica: se os dados de GPS estiverem demorando mais do que o esperado para serem importados, diminua a taxa de amostra quando for coletá-los. A maioria dos receptores GPS permite definir a taxa de amostra da trilha. Ao diminuir a taxa de amostra você estará coletando menos pontos na mesma quantidade de tempo.

Seus dados aparecem no painel Lugares com o marcador Dispositivo GPS. Se expandir a pasta Dispositivo GPS, você poderá ver os dados de GPS classificados em pastas separadas de acordo com o tipo de dados, conforme ilustrado no exemplo a seguir.

Você pode expandir essas pastas para obter mais informações, além de organizar, editar, compartilhar e salvar os dados. Caso as opções de saída “KML Tracks” e “KML LineString” tiverem sido selecionadas durante a importação dos dados, seus dados aparecerão na pasta "Trilhas" tanto no formato de trilha quanto no de LineString.

Observação: se você receber um erro de conexão quando importar seus dados, desligue e ligue novamente o dispositivo GPS e volte à etapa quatro.

Rastreamento por GPS em tempo real

Se você conectou seu computador portátil a um dispositivo GPS, poderá ver as informações de GPS em tempo real. Por exemplo, você pode capturar seu local e acompanhar seu progresso no Google Earth se o dispositivo GPS estiver conectado a um laptop durante a viagem. Para fazer isso:

  1. Conecte seu dispositivo GPS e o computador portátil conforme descrito nas etapas de 1 a 4 da seção Como importar dados do seu dispositivo GPS.
  2. Na caixa de diálogo GPS, clique na guia Tempo real.
  3. Selecione as opções apropriadas:
    • Selecione o protocolo: se você não souber qual usar, escolha "NMEA".
    • Limite de importação de pontos de trilha: a opção de limite de importação de pontos de trilha define o número de posições salvas e traçadas na tela. Um número menor pode resultar em dados mais rápidos, porém com uma representação menos precisa do seu percurso. Um número maior gera resultados opostos.
    • Intervalo de pesquisa (s): o intervalo de pesquisa é a frequência com que o Google Earth coleta dados do dispositivo GPS.
    • Seguir o caminho automaticamente: selecione esta opção para ativar o centralizador do visualizador em 3D e seguir a trilha atual do GPS em tempo real.
  1. Clique em início para iniciar o rastreamento por GPS em tempo real.