Adicionar, editar e resolver problemas de campos calculados

Saiba como criar e modificar campos calculados nos seus relatórios e nas fontes de dados.
Neste artigo:

Criar um campo calculado na sua fonte de dados

É necessário ter direitos de edição na fonte de dados para criar e editar campos calculados.

Os campos calculados de fontes de dados estão disponíveis em qualquer relatório que use a respectiva fonte. Para criar um campo calculado, siga estas etapas:

  1. Edite sua fonte de dados.
  2. No canto superior direito, clique em Botão "Criar novo" ADICIONAR UM CAMPO.
  3. Insira um Nome para esse campo:
    1. Este é o nome padrão que aparece nos seus relatórios. Para alterá-lo em gráficos individuais, edite o nome no seletor de dimensões e métricas.
    2. O nome do campo deve ser único.
    3. Não é possível usar uma palavra-chave reservada como nome do campo.
  4. Insira uma Fórmula:
    1. Para selecionar uma dimensão, métrica ou função, digite o nome dela. 
      1. Se você tiver vários campos com nomes iguais ou campos que dupliquem parte do nome de uma função (por exemplo, Data e Data2), digite parte do nome e selecione o campo desejado na lista.
      2. Também é possível clicar em um campo na lista Campos disponíveis à esquerda para adicioná-lo ao editor de fórmulas.
    2. No canto inferior direito, clique em SALVAR (ou ATUALIZAR, se você estiver editando um campo existente).
    3. Ajuste as opções Tipo, Agregação e Mostrar como, conforme apropriado.

The calculated field editor.

Exemplo de criação de um campo calculado.

Editar um campo calculado na sua fonte de dados

Os campos calculados aparecem na fonte de dados com um símbolo fx. Para editar a fórmula, clique em fx à direita. O editor de fórmulas será exibido. Nele, você pode ajustar o campo, se necessário.

Editar um campo calculado

Criar um campo calculado específico para gráficos

Os campos calculados específicos para gráficos só são exibidos no gráfico em que foram criados.

Para criar um campo calculado específico para gráficos, siga estas etapas:

  1. Edite o relatório.
  2. Selecione um gráfico.
  3. No painel de propriedades à direita, clique em + Adicionar dimensão ou + Adicionar métrica, dependendo do tipo de campo que você quer criar.
  4. Na parte inferior da lista de campos, clique em CRIAR CAMPO.
  5. Insira um nome para o campo.
  6. Insira sua fórmula.
    Você pode usar os mesmos operadores e funções que os campos calculados da fonte de dados. No entanto, não é possível fazer referência a outros campos calculados específicos para gráficos.
     
    Você pode usar campos calculados específicos para gráficos com dados combinados.
  7. Ajuste as opções Tipo, Agregação e Mostrar como, conforme apropriado.
  8. Clique em APLICAR.

Editar um campo calculado específico para gráficos

Esses campos calculados têm um símbolo fx à esquerda do painel de propriedades. Para editar a fórmula, clique em "fx". O editor de fórmulas será exibido. Nele, você pode ajustar o campo, se necessário.

Reutilizar um campo calculado específico para gráficos

Os campos calculados específicos para gráficos só são exibidos no gráfico em que foram criados. Não é possível reutilizá-lo diretamente ou fazer referência a ele em outros campos. No entanto, você pode copiar um gráfico contendo esses campos calculados. A cópia incluirá todos os campos que foram definidos no original, e você poderá editá-los no novo gráfico conforme necessário.

Resolver problemas dos campos calculados

Se houver algum erro na fórmula de um campo calculado, uma mensagem de aviso será exibida e não será possível salvar o campo. Veja alguns motivos pelos quais a fórmula pode ser recusada:

Motivo ou mensagem de erro Soluções possíveis
Nome de campo inválido.

Um nome de campo válido aparece automaticamente como um chip verde ou azul no editor de fórmulas.

Verifique a ortografia e quaisquer caracteres especiais no nome do campo.
Nome de função inválido.

Uma função válida aparece automaticamente em letras verdes maiúsculas no editor de fórmulas.

Verifique a ortografia do nome da função.
Falta de aspas.

As strings literais precisam estar entre pares correspondentes de aspas simples ou duplas.

Verifique se todos os literais de strings estão devidamente entre aspas.
Parênteses incompatíveis.

Ao executar funções de aninhamento, é fácil perder os parênteses de fechamento.

Verifique se a quantidade de parênteses de abertura e de fechamento é a mesma e se os parênteses estão nos lugares certos.
Tipo de argumento de função incompatível.

As funções esperam argumentos de um tipo específico. Se houver incompatibilidade, pode ocorrer um erro. Por exemplo, ao usar uma função de data em uma dimensão de texto.

Escolha os valores de entrada corretos. Você pode usar CAST() para alterar o tipo de valor de entrada.
Não é possível reagregar as métricas

As funções de agregação não podem ser aplicadas a dados já agregados. Isso inclui a maioria das métricas encontradas no Google Analytics e no Google Ads. Por exemplo, as Sessões já são somadas no seu conjunto de dados, portanto, a fórmula "SUM(Sessions)" causará um erro.

Essa limitação tem origem no conjunto de dados subjacente. Qualquer solução envolve a mudança na maneira como os dados serão apresentados (se possível).
Uma expressão pode ter métricas ou dimensões, mas não as duas.

Não é possível misturar dimensões e métricas em argumentos de função.

Verifique se você está usando a função apropriada para os seus dados. Por exemplo, use CONCAT() para adicionar texto a um campo de texto, em vez de usar "+".
As agregações e expressões de métricas não são permitidas nessa expressão.

Você quer criar uma nova dimensão calculada específica para gráficos, mas o resultado da fórmula adicionada criaria uma métrica.

Tente criar o novo campo como uma métrica.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
102097
false