Sobre os campos calculados

Transforme, classifique e faça cálculos com seus dados.

Com os campos calculados, você pode criar novas métricas e dimensões derivadas dos seus dados. Eles também permitem estender e transformar as informações provenientes das fontes de dados e ver os resultados nos relatórios.

Neste artigo:

Assistir a um vídeo

Como os campos calculados funcionam

Um campo calculado é uma fórmula que realiza ações em um ou mais campos na sua fonte de dados. Eles podem realizar cálculos aritméticos e matemáticos, manipular textos, datas e informações geográficas e usar a lógica de ramificação para avaliar os dados e retornar resultados diferentes. A saída de um campo calculado pode ser exibida para cada linha de dados em gráficos que incluam esse campo. A exibição dessas novas informações depende da forma como elas são usadas.

Por exemplo, digamos que você crie um campo calculado chamado Total, que multiplique um campo de preço unitário (Price) por um campo de quantidades vendidas (Qty Sold):

Exemplo de campo calculado

Quando usado em uma tabela, o campo calculado Total exibe o produto dessa multiplicação em cada linha.

Exemplo de tabela mostrando o campo calculado com preço total.

Quando usado na visão geral, o campo Total exibe a soma dos produtos para todas as linhas em que a quantidade é multiplicada pelo preço.

Exemplo de visão geral mostrando o campo calculado com preço total.

Fonte de dados x campos calculados específicos para gráficos

Existem dois tipos de campo calculado, determinados pelo local onde são criados: na fonte de dados ou em gráficos específicos em um relatório. Cada tipo tem vantagens diferentes.

Campos calculados em fontes de dados

Quando você cria um campo calculado em uma fonte de dados, as seguintes condições são aplicáveis:

  • O campo calculado fica disponível em qualquer relatório que usa essa fonte.
  • Você pode usá-lo em gráficos, controles e outros campos calculados como em um campo normal.
  • É possível realizar filtragens em um campo calculado da fonte de dados como em um campo normal. Por exemplo, você pode definir uma propriedade de filtro para incluir apenas itens com um valor combinado de R$ 500 ou mais:

Exemplo de uso de um campo calculado em um filtro.

Limitações dos campos calculados da fonte de dados

Os campos calculados em fontes de dados têm as seguintes limitações:

  • Não é possível usar um campo calculado da fonte de dados com informações combinadas.
  • É preciso ter direitos de edição na fonte de dados para criar ou editar campos calculados nela.

Campos calculados específicos para gráficos

Você pode adicionar campos calculados diretamente a um gráfico no seu relatório. Esses campos calculados específicos para gráficos (também conhecidos como "de nível de gráfico") podem fazer cálculos matemáticos, usar funções e retornar instruções CASE com base em resultados, assim como os campos calculados em uma fonte de dados.

Os campos calculados específicos para gráficos têm algumas vantagens em comparação aos campos calculados da fonte de dados:

  • É possível adicionar campos de forma prática sem acessar a fonte de dados.
  • Você pode criar campos calculados específicos para gráficos com base em informações combinadas.
  • É possível incluir campos calculados da fonte de dados em campos calculados específicos para gráficos.

Limitações dos campos calculados específicos para gráficos

  • Eles só são exibidos no gráfico em que foram criados. Criar um campo no gráfico não o cria na fonte de dados desse gráfico.
  • Não é possível fazer referência a outros campos calculados específicos para gráficos na sua fórmula, mesmo que eles estejam definidos no gráfico em questão. Caso seja necessário fazer referência, use um campo calculado da fonte de dados.
  • Para criar campos calculados específicos para gráficos, você precisa ser editor do relatório.
  • A edição de campo em relatórios precisa estar ativada na fonte de dados.

A tabela a seguir resume as diferenças entre esses dois tipos de campo calculado.

Recurso Campos calculados da fonte de dados Campos calculados específicos para gráficos
Quem pode criar? Editores de fontes de dados Editores de relatórios
Funciona em dados combinados? Não Sim
É possível incluir outros campos calculados? Sim Não
Onde o campo pode ser usado? Qualquer relatório com base na fonte de dados Apenas no gráfico específico em que foi criado

Tipo de dados

O tipo de dados de um campo calculado depende das funções envolvidas na fórmula:

  • Fórmulas que usam funções aritméticas ou de agregação, como SUM, COUNT, MAX ou "create Numbers".
  • Fórmulas que usam funções de texto, como CONCAT, SUBSTR, LOWER ou "create Text".
  • Fórmulas que usam funções de data e hora, como "create Number", data ou data e hora, dependendo da função usada.

Você pode alterar o tipo de dados dos seus campos calculados utilizando o menu suspenso Tipo no editor de fonte.

Saiba mais sobre os tipos de dados.

Agregação e campos calculados

A agregação é o método utilizado para resumir os dados de um campo. Você pode construir campos calculados que funcionam em valores não agregados, linha a linha ou em valores agregados.

Por exemplo, suponha que você tem duas dimensões numéricas não agregadas, Preço e Quantidade Vendida, com os seguintes dados:

Data do pedido Item Quantidade vendida Preço
02/10/2019 Alpiste Piu Piu

7

7,99

03/10/2019 Alpiste Piu Piu

5

7,99

08/10/2019 Alpiste Piu Piu

3

7,99

13/10/2019 Alpiste Piu Piu

5

7,99

Para calcular o valor total desses pedidos, é necessário multiplicar Preço e Quantidade vendida:

Preço * Quantidade vendida

 

Se você criar esse campo na fonte de dados, o resultado será uma dimensão numérica não agregada. Ao usar isso em um gráfico, a agregação padrão "Soma" será utilizada e o total por linha dos seus dados será calculado.

Para criar uma métrica calculada agregada, inclua as funções de agregação desejadas de qualquer um dos campos numéricos que compõem a fórmula. Por exemplo, digamos que você queira exibir sua margem de lucro total em uma visão geral. Para fazer isso, use uma fórmula como esta:

SUM(Lucro) / SUM(Receita)

 

Ao especificar explicitamente o método, a agregação padrão do campo é definida como Automático. Isso garante que o Data Studio agregue a fórmula conforme pretendido e evita que os campos calculados sejam corrompidos, caso alguém mude a agregação padrão.

O que você pode fazer com campos calculados

Com os campos calculados, você pode fazer o seguinte.

Cálculos básicos com campos numéricos

Você pode fazer cálculos aritméticos simples usando operadores normais:

  • Adição: +
  • Subtração: -
  • Divisão: /
  • Multiplicação: *

Você pode criar um campo calculado utilizando qualquer um dos operadores acima em combinação com valores numéricos estáticos e campos numéricos não agregados da sua fonte de dados. Use parênteses para impor a ordem de cálculo.

Exemplos

Usuários / Novos usuários

(SUM(Preço) * SUM(Quantidade)) * 0,085

Manipular seus dados com funções

As funções permitem agregar seus dados de maneiras diferentes, aplicar operações matemáticas e estatísticas, manipular texto e trabalhar com informações geográficas e de data.

Exemplos

SUM(Quantidade): adiciona os valores ao campo "Quantidade".

PERCENTILE(Usuários por dia, 50): retorna os valores entre os 50% melhores colocados do campo "Usuários por dia".

ROUND(Receita por usuário, 0): arredonda o campo "Receita por usuário" para 0 lugares.

SUBSTR(Campanha, 1, 5): retorna os cinco primeiros caracteres do campo "Campanha".

REGEXP_EXTRACT(Valores delimitados por barras verticais, '^([a-zA-Z_]*)(\\|)'): extrai o primeiro valor em uma string determinada por barras verticais.

Observe o uso da barra invertida dupla para evitar o caractere "|".

DATETIME_DIFF(Data de início, Data de término): calcula o número de dias entre essas duas datas.

PARSE_DATETIME("%d/%m/%Y %H:%M:%S", DateTimeText): cria uma data usando um campo de texto.

TOCITY(Código do critério, "CRITERIA_ID"): exibe o nome da cidade associada com base em um ID de critério válido da segmentação geográfica do Google Ads.

Saiba mais sobre como usar funções.

Usar lógica de ramificação em campos calculados

Com as instruções CASE, você pode executar a lógica de estilo "if/then/else" nos campos calculados. Por exemplo, a seguinte fórmula CASE classifica os países especificados em regiões e agrupa aqueles não especificados em uma categoria "Outros":

CASE 
    WHEN País IN ("EUA","Canadá","México") THEN "América do Norte" 
    WHEN País IN ("Inglaterra","França") THEN "Europa" 
    ELSE "Other" 
END

Saiba mais sobre CASE.

 

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.