Planejando sua estratégia de retorno ao escritório? Veja como o Chrome OS pode ajudar.

Gerenciar atualizações do Chrome (Mac)

Administradores do Mac podem usar o Google Software Update para gerenciar as atualizações do navegador Chrome e de apps do Chrome nos computadores Mac dos usuários. Existem dois tipos de políticas do Google Software Update:

  • As políticas globais são válidas para todos os apps do Google instalados em um dispositivo.
  • As políticas específicas se aplicam apenas a um app específico e substituem as globais.

Você pode definir valores para os dois tipos de política no arquivo de configuração do Google Software Update (com.google.Keystone.plist) e depois criar um perfil de configuração que será implantado em todos os dispositivos da organização.

Etapa 1: criar um arquivo de configurações de política

Criar um novo arquivo de lista de propriedades
  1. Crie um novo arquivo de lista de propriedades (.plist) usando um editor.
    Para criar e editar arquivos .plist, o Google recomenda que você use um editor, como o Xcode, que formate o código XML.
  2. Adicione chaves de políticas globais ao arquivo da seguinte forma:
    <key>updatePolicies</key>
    <dict>
     <key>global</key>
     <dict>
     </dict>
    </dict>
  3. Salve o arquivo como com.google.Keystone.plist.
  4. Se você usa um sistema de gerenciamento de dispositivos móveis (MDM, na sigla em inglês), como o JAMF ou o AirWatch, faça upload do arquivo .plist nesse sistema. Se você não usa um MDM, salve o arquivo em /Library/Managed Preferences/.  

Etapa 2: configurar atualizações

Ativar as atualizações automáticas (recomendado)

Para o navegador Chrome e todos os apps gerenciados pelo Google Software Update

Recomendamos que você mantenha as atualizações automáticas ativadas para que os usuários recebam correções de segurança essenciais e novos recursos quando disponíveis.

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist em um editor XML.
  2. Na chave updatePolicies, adicione a entrada UpdateDefault do navegador Chrome e defina o valor da chave como 0. O exemplo abaixo mostra as configurações do navegador Chrome (com.google.Chrome) que ativam as atualizações automáticas:
    <key>updatePolicies</key>
    <dict>
      <key>global</key>
      <dict>
        <key>UpdateDefault</key>
        <integer>0</integer>
      </dict>
    </dict>
  3. Salve as mudanças.

A tabela abaixo mostra todas as configurações válidas para a chave UpdateDefault.

Desativar atualizações

Para o navegador Chrome e todos os aplicativos gerenciados pelo Google Software Update.

O navegador Chrome é atualizado automaticamente para que os usuários não fiquem sem atualizações de segurança importantes nem percam novos recursos.

Se você precisar interromper as atualizações do navegador Chrome, desative as atualizações automáticas e impeça que os usuários atualizem o navegador manualmente.

Importante: não recomendamos desativar as atualizações do navegador. Isso impede a aplicação de correções de software e patches de segurança no navegador Chrome. Você também corre o risco de observar falhas e vulnerabilidades de segurança. Se precisar desativar as atualizações, implemente um processo para garantir que as atualizações sejam feitas periodicamente em toda a rede. Melhor ainda: inclua um plano para reativar as atualizações assim que possível.

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist em um editor XML.
  2. Na chave updatePolicies, adicione a entrada UpdateDefault do navegador Chrome e defina o valor da chave como 2. Este exemplo mostra as configurações do navegador Chrome (com.google.Chrome) que desativam as atualizações automáticas programadas e impedem que os usuários instalem as atualizações manualmente com chrome://settings/help:
    <key>updatePolicies</key>
    <dict>
      <key>global</key>
      <dict>
        <key>UpdateDefault</key>
        <integer>3</integer>
      </dict>
    </dict>
  3. Salve as mudanças.

A tabela abaixo mostra todas as configurações válidas para a chave UpdateDefault.

Desativar as atualizações dos componentes do navegador Chrome (opcional)

Apenas para componentes do navegador Chrome.

Mesmo que você desative as atualizações do Chrome, os componentes do navegador continuarão sendo atualizados automaticamente, inclusive o DRM do Widevine e o componente de recuperação do atualizador do Chrome.

Para desativar a atualização automática dos componentes do navegador Chrome, siga estas etapas:

  1. Em um arquivo de lista de propriedades personalizadas (.plist), desative a política do Chrome ComponentUpdatesEnabled. O exemplo abaixo mostra como desativar as atualizações dos componentes:
    <key>global</key>
    <dict>
         <key>ComponentUpdatesEnabled</key>

            <boolean>false</boolean>
      <dict>
  2. Usando a ferramenta de implantação de sua preferência, implante a política nos computadores Mac.

Observação:

  • Esta política não se aplica a todos os componentes. Veja a lista completa dos componentes não incluídos em ComponentUpdatesEnabled.
  • Veja mais informações sobre como configurar as políticas do Chrome em computadores Mac em Modelos de políticas.

Etapa 3: personalizar atualizações

Programar atualizações automáticas fora do horário de trabalho

Para o navegador Chrome e todos os apps gerenciados pelo Google Software Update

Para evitar que as atualizações automáticas ocorram em determinados períodos, como em horários de pico no trabalho, você pode definir quando elas ocorrem a cada dia.

Observação: os intervalos especificados consideram os horários locais da máquina.

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist em um editor XML.
  2. Adicione as seguintes chaves aninhadas à chave global updatePolicies:
    Configuração  Descrição
    UpdatesSuppressedStartHour O horário, no formato de relógio de 24 horas, em que as atualizações automáticas são iniciadas. Use um valor entre 0 (meia-noite) e 23.
    UpdatesSuppressedStartMin O minuto, dentro do horário de início, em que as atualizações automáticas são iniciadas. Use um valor entre 0 e 59.
    UpdatesSuppressedDurationMin O período, em minutos, em que as atualizações automáticas podem ser executadas. Se esse valor for definido como 0, o sistema se comportará como se nenhuma janela de atualização tivesse sido especificada.
  3. Salve as mudanças.

Exemplo

Este exemplo define o período de atualização automática para iniciar às 16h30 e terminar às 8h da manhã seguinte:

<key>updatePolicies</key>
<dict>
 <key>global</key>
 <dict>
  <key>UpdatesSuppressedStartHour</key>
  <integer>16</integer>
  <key>UpdatesSuppressedStartMin</key>
  <integer>30</integer>
  <key>UpdatesSuppressedDurationMin</key>
  <integer>960</integer>
  </dict>
</dict>

Definir políticas específicas de apps

Para todos os apps gerenciados pelo Google Software Update.

Cada app do Google tem um identificador exclusivo (código do app) usado para definir as configurações de políticas específicas de app. Essas definições modificarão todas as configurações globais de atualização. Para configurar políticas de atualização de um app, você precisa ter o código dele.

  1. Encontre o código do app que você quer gerenciar:
    1. Abra a pasta de apps no computador.
    2. Clique com o botão direito do mouse no aplicativo do Google que você quer configurar.
    3. Selecione Mostrar conteúdo do pacote.
    4. Abra a pasta do conteúdo.
    5. Abra o arquivo info.plist e procure o código do app. O formato será com.google.nomedoproduto. Por exemplo, o ID do app do Drive File Stream é com.google.drivefs.
  2. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist em um editor XML.
  3. Na chave updatePolicies, adicione uma entrada UpdateDefault específica para cada app que você quer atualizar. Este exemplo mostra as configurações do Drive File Stream (com.google.drivefs).
    <key>com.google.drivefs</key>
    <dict>
     <key>UpdateDefault</key>
     <integer>2</integer>
    </dict>
    
  4. Defina a chave UpdateDefault para a configuração de atualização de política que você quiser.
  5. (Opcional) Para fixar um app em uma única versão, especifique a versão usando a chave TargetVersionPrefix. Isso impedirá que os dispositivos façam a atualização para versões do aplicativo posteriores ao número especificado.
  6. Salve as mudanças.
Fixar as atualizações do navegador Chrome em uma versão específica

Apenas para atualizações do navegador Chrome

Você pode especificar para qual versão do navegador Chrome (principal ou completa específica) os computadores Mac serão atualizados. A atualização dos computadores no Canal Stable para novas versões do navegador Chrome é gradual e leva algumas semanas. Às vezes ela pode demorar um pouco mais.

  • Especificar o marco principal usando a sintaxe xx.: os computadores continuarão recebendo atualizações de segurança enquanto o marco especificado for a versão principal no Canal Stable. O navegador Chrome será atualizado para a versão secundária mais recente após o lançamento. Isso pode levar algumas semanas.
  • Especificar a versão completa usando a sintaxe xx.xx.xx.xx: os computadores serão atualizados para a versão que você especificar assim que ela estiver disponível.

Em geral, recomendamos que você use a sintaxe do marco principal, xx., para garantir que os dispositivos permaneçam na versão mais recente para esse marco. Às vezes, pode ser necessário especificar uma versão usando a sintaxe completa: xx.xx.xx.xx. Por exemplo, talvez você precise implantar uma correção de segurança crítica, e a velocidade de lançamento do Google Software Update não atenda às necessidades da empresa. Também é possível que uma versão específica tenha sido certificada com base nos testes internos da sua organização.

Às vezes, o lançamento de versões secundárias não é concluído devido a bugs ou correções de segurança que exigem uma nova versão secundária. Se você usar a sintaxe de versão completa, xx.xx.xx.xx, correrá o risco de implantar uma versão que não é a mais recente ou tem bugs conhecidos.

Atenção: fixar atualizações em uma versão específica do Chrome serve apenas como um recurso temporário, por exemplo, durante o teste de uma nova versão do navegador. Libere os computadores dos usuários após esse período. Caso contrário, eles poderão perder atualizações de segurança importantes e novos recursos.

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist que você criou no editor de sua preferência.
  2. Na chave updatePolicies, adicione as entradas UpdateDefault e TargetVersionPrefix do navegador Chrome. Este exemplo mostra as configurações do navegador Chrome (com.google.Chrome) que fixam a versão 89:
    <key>com.google.Chrome</key>
    <dict>
     <key>TargetVersionPrefix</key>
     <string>89.</string>
    </dict>
    
  3. Salve o arquivo.
Reverter o navegador Chrome para uma versão anterior

Aplicável apenas a atualizações do navegador Chrome. Use essa política por sua própria conta e risco.

Para que as atualizações de segurança mais recentes protejam os usuários, recomendamos a instalação da versão mais nova do navegador Chrome. Use a chave RollbackToTargetVersion com TargetVersionPrefix se você quiser reverter temporariamente para uma versão específica do navegador Chrome nos computadores Mac. Ao adotar versões anteriores do navegador Chrome, você expõe os usuários a problemas de segurança conhecidos.

O navegador Chrome armazena localmente nos dispositivos um resumo das informações do usuário após cada atualização principal de versão. Por padrão, os três resumos mais recentes são mantidos. Você pode especificar quantos snapshots quer armazenar nos dispositivos dos usuários. Veja os detalhes em Manter os dados durante a reversão de versão.

Observação: só é possível usar essa política para restaurar as três versões principais mais recentes do navegador Chrome.

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist que você criou no editor de sua preferência.
  2. Na chave updatePolicies, adicione as entradas UpdateDefault, TargetVersionPrefix e RollbackToTargetVersion do navegador Chrome. 
  3. Salve o arquivo.

Exemplo

Este exemplo mostra as configurações do navegador Chrome (com.google.Chrome) que revertem para a versão 89:

<key>com.google.Chrome</key>
<dict>
 <key>TargetVersionPrefix</key>
 <string>89.</string>
 <key>RollbackToTargetVersion</key>
 <true/>
</dict>

Definir o navegador Chrome com um canal de lançamento específico

Aplicável apenas a atualizações do navegador Chrome.

A partir da versão 90 do Chrome, você pode escolher o Canal Stable, Beta ou de Desenvolvedor no Google Software Update. Por padrão, o Chrome segue as atualizações no Canal Stable.

Saiba mais sobre qual canal escolher para seus usuários em Canais de lançamento do navegador Chrome.

Informações importantes

  • Mudar para um canal mais estável: quando você muda um navegador para um canal mais estável, como do Beta para o Stable, esse canal pode ter o número de uma versão mais antiga. Por exemplo, o Stable está na versão 90 quando o Beta está na versão 91. Por padrão, o Google Software Update não faz downgrade do Chrome para uma versão anterior ao trocar de canal. O Chrome permanece no canal antigo até o upgrade do novo canal para uma versão mais recente. 
    Se você quiser trocar o Chrome para um canal com uma versão anterior, defina o canal desejado em TargetChannel e instrua o Chrome a reverter para a versão certa. Veja detalhes em Reverter o navegador Chrome para uma versão anterior acima.
    Por exemplo:
    <key>com.google.Chrome</key>
    <dict>
     <key>TargetChannel</key>
     <string>stable</string>
     <key>RollbackToTargetVersion</key>
     <true/>
    </dict>

  • Limpeza da política TargetChannel: se a política TargetChannel for limpa, o Chrome continuará seguindo o último canal em que recebeu uma atualização. Por exemplo, se você definir TargetChannel como beta para mover uma série de máquinas para o Canal Beta, elas continuarão sendo atualizadas no Canal Beta, mesmo que a política TargetChannel seja limpa. Para movê-las de volta para o Canal Stable, defina a política TargetChannel como "Stable". Você pode limpar a política TargetChannel depois que todas as máquinas tiverem recebido uma atualização no Canal Stable.

Orientações

  1. Abra o arquivo com.google.Keystone.plist que você criou no editor de sua preferência.
  2. Nas chaves updatePolicies e com.google.Chrome, adicione a entrada de chave TargetChannel do navegador Chrome.
  3. Defina a política como stablebeta ou dev. Observação: o padrão é stable.
  4. Salve o arquivo.

O exemplo abaixo mostra as configurações do navegador Chrome (com.google.Chrome) que definem o canal de lançamento como Beta:

<key>com.google.Chrome</key>
<dict>
 <key>TargetChannel</key>
 <string>beta</string>
</dict>

Armazenar em cache as atualizações do navegador Chrome para reduzir a largura de banda

Se um cache de proxy intermediário estiver configurado na rede da sua organização, você poderá usá-lo para armazenar em cache as atualizações do navegador Chrome. Os downloads de atualizações do Google podem ser armazenados em cache na maioria dos servidores proxy com armazenamento na Web. Os caches de proxy reduzem a largura de banda e melhoram os tempos de resposta porque armazenam em cache e reutilizam páginas da Web solicitadas com frequência.

No entanto, muitas configurações padrão do cache de proxy não são ideais para as atualizações do navegador Chrome. Para que o software de cache do proxy armazene em cache as atualizações do navegador Chrome, administradores de TI experientes podem definir as seguintes configurações:

  • Tamanho máximo do objeto de arquivo: o download das atualizações é feito em um único arquivo. Por isso, o tamanho máximo do objeto de arquivo deve ser de 100 MB.
    Para armazenar as atualizações em cache, defina a chave DownloadPreference global como armazenável em cache. Consulte a lista de propriedades de exemplo.
  • Configurações de URL: se for possível adicionar configurações a domínios específicos no servidor, dê preferência a dl.google.com/* e www.google.com/dl/*. É nesses locais que os dispositivos recebem atualizações do navegador Chrome.
  • Espaço de cache: o espaço total que o servidor pode usar para armazenar objetos em cache. Se você tiver mais de 30 GB de espaço, poderá aumentar o valor para armazenar mais objetos em cache.

Etapa 4: implantar as configurações de atualização automática

Enviar políticas de atualização automática para os computadores dos usuários

Após fazer as alterações no arquivo com.google.Keystone.plist, use a ferramenta de implantação que você preferir para implantar as políticas de atualização automática nos computadores Mac.

Existem muitas ferramentas de Gerenciamento de dispositivos móveis (MDM, na sigla em inglês) que podem ser usadas para implantar os perfis de configuração (por exemplo, o Profile Manager, o Jamf Pro ou o AirWatch). Veja as orientações abaixo. Essas etapas podem variar de acordo com a ferramenta de MDM.

  1. Abra a ferramenta de MDM.
  2. Faça upload do arquivo com.google.Chrome.mobileconfig que você criou com a ferramenta de MDM para gerar um novo perfil de configuração e gerenciar políticas do navegador Chrome.Esse perfil contém todas as preferências de gerenciamento.
  3. Implante o perfil de atualização automática para garantir que todos os dispositivos Mac tenham as mesmas configurações.

O arquivo de exemplo com.google.keystone.mobileconfig tem configurações para desativar as atualizações automáticas e fixar a versão 62 no navegador Chrome.

Principais valores e exemplos

Atualizar as configurações de políticas
Configuração Descrição
<integer>0</integer> Ativa as atualizações automáticas. As atualizações são sempre aplicadas quando detectadas pelo Google Software Update. Esse é o valor padrão.
<integer>1</integer> As atualizações são instaladas apenas nas verificações programadas, não nas manuais.
<integer>2</integer> Desativa as atualizações automáticas. Depois disso, o Google Software Update não fará a atualização automática de todos os usuários para a versão estável mais recente do Chrome. As atualizações são aplicadas apenas quando o usuário as verifica manualmente, por exemplo, na página chrome://help ou executando o comando CheckForUpdatesNow.command.
<integer>3</integer> As atualizações nunca são aplicadas.
Exemplo de lista de propriedades
  
<?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>
<!DOCTYPE plist PUBLIC "-//Apple//DTD PLIST 1.0//EN" "http://www.apple.com/DTDs/PropertyList-1.0.dtd">
<plist version="1.0">
<dict>
	<key>updatePolicies</key>
        <dict>
          <key>global</key>
          <dict>
            <key>UpdateDefault</key>
            <integer>3</integer>
            <key>DownloadPreference</key>
            <string>cacheable</string>
          </dict>
          <key>com.google.Chrome</key>
          <dict>
            <key>UpdateDefault</key>
            <integer>2</integer>
            <key>TargetVersionPrefix</key>
            <string>62.</string>
          </dict>
	    <key>com.google.drivefs</key>
          <dict>
            <key>UpdateDefault</key>
            <integer>2</integer>
           </dict>
        </dict>
</dict>
</plist>
  

Google e marcas e logotipos relacionados são marcas registradas da Google LLC. Todos os outros nomes de empresas e produtos são marcas registradas das empresas às quais eles estão associados.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
410864
false
false