Variáveis personalizadas do Floodlight

As variáveis personalizadas do Floodlight permitem capturar informações além do básico (visitas e receita) com parâmetros padrão nas tags.

As variáveis personalizadas usam as chaves (diferencia maiúsculas de minúsculas) u1=, u2= etc. e recebem qualquer valor que você decidir transmitir para elas. Inclua variáveis personalizadas do Floodlight em qualquer uma de suas tags de atividade do Floodlight e gere relatórios sobre os valores no Criador de relatórios. É possível criar até 100 variáveis personalizadas por configuração do Floodlight. Você também pode adicionar nomes que facilitam a compreensão desses parâmetros nos relatórios.

Também é possível usar variáveis personalizadas para criar listas de público-alvo no Campaign Manager 360 e no Display & Video 360.

Exemplos de casos de uso

É possível usar as variáveis personalizadas de muitas maneiras criativas:

  • Localização: passa o código de área, o CEP de entrega ou de cobrança, a região etc.

  • Férias e viagens: passa o número de noites reservadas em hotéis, participação em programas de milhagens, detalhes das rotas ou das tarifas da viagem etc.

  • Produtos: passa o código SKU, o nome do produto, o valor do imposto sobre vendas, o valor do envio etc.

  • Fidelidade: passa um indicador que mostra se o usuário é um cliente novo ou antigo.

Não há limite de caracteres para variáveis personalizadas, mas o comprimento das variáveis é somado ao comprimento total do URL no navegador do usuário. Isso é importante porque o comprimento total do URL é limitado em alguns navegadores. Por exemplo, o Internet Explorer tem comprimento máximo de URL de 2.048 caracteres. Se sua variável personalizada for muito longa, o URL também poderá ficar muito longo.

Criar variáveis personalizadas

Para criar ou editar uma variável personalizada:

  1. Encontre o anunciante desejado e acesse a guia Configurações do Floodlight. Depois, clique em Variáveis personalizadas do Floodlight.

  2. Para cada variável personalizada que você quer criar ou editar, insira um Nome de fácil utilização, que será usado nos relatórios. Por exemplo, se você usar uma variável personalizada para incluir os CEPs dos usuários nas tags do Floodlight, poderá usar CEP como o Nome de fácil utilização.

  3. Selecione o Tipo de variável personalizada que você quer criar. Selecione string se quiser que a variável inclua caracteres alfanuméricos ou especiais. Selecione número se quiser transmitir valores numéricos. Há algumas considerações sobre os valores de variáveis:

    • Não há limite de caracteres para variáveis personalizadas, mas o comprimento das variáveis é somado ao comprimento total do URL no navegador do usuário. Isso é importante porque o comprimento total do URL é limitado em alguns navegadores. Por exemplo, o Internet Explorer tem comprimento máximo de URL de 2.048 caracteres. Se sua variável personalizada for muito longa, o URL também poderá ficar muito longo.
    • As variáveis de string não podem conter os seguintes caracteres: ", < , > nem #.
    • O separador usado nas variáveis numéricas é um ponto decimal (.), como em "3.5".
    • É preciso usar codificação de URL nos caracteres especiais para evitar problemas de processamento.
  4. Clique em Salvar.

Tenha cuidado ao usar parâmetros nas tags. Os termos do seu contrato do Google Marketing Platform proíbem a transmissão de qualquer dado que possamos usar ou reconhecer como informações de identificação pessoal (PII, na sigla em inglês). Se você inserir certos valores em um campo de um produto do Google Marketing Platform, verá um aviso de que não é permitido usar parâmetros para transmitir dados que seriam reconhecidos como PII. Alguns nomes compatíveis com parâmetros que acionam esse aviso são email e username, entre outros. É permitido usar esses nomes se o objetivo não for coletar informações que o Google Marketing Platform possa usar ou reconhecer como PII.Por exemplo, uma variável personalizada com o nome compatível email e o valor weekly é aceitável, mas transmitir o endereço de e-mail de um usuário não é aceitável. Caso seja necessário, a DoubleClick poderá entrar em contato no futuro para verificar se os parâmetros não estão sendo usados de maneira indevida.

 

Saiba mais sobre as práticas recomendadas para evitar o envio de PII.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.