Dados do Universal Analytics x Google Analytics 4

Comparação dos modelos de dados do Universal Analytics e do Google Analytics 4
Este artigo é destinado a proprietários de sites e apps com necessidades personalizadas de coleta e configuração de dados que estão migrando do Universal Analytics para o Google Analytics 4.
Neste artigo:

Tipos de hit

Os tipos de hit do Universal Analytics incluem hits de página, de evento, de comércio eletrônico e de interação social.

Por outro lado, a medição de propriedades do Google Analytics 4 se baseia em eventos, partindo do princípio de que qualquer interação pode ser capturada como um evento. Assim, os tipos de hit da propriedade do Universal Analytics são convertidos em eventos em uma propriedade do Google Analytics 4.

Em uma propriedade do Universal Analytics,

um tipo de hit...

é registrado em uma

propriedade do Google Analytics 4 como...

Visualização de página

Evento

Evento

Evento

Social

Evento

Transação/comércio eletrônico

Evento

Velocidade do usuário

Evento

Exceção

Evento

Visualização no app/tela

Evento

Eventos

Os eventos representam uma diferença fundamental no modelo de dados entre as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4.

Um evento do Universal Analytics tem uma categoria, uma ação e um rótulo, além de ser o próprio tipo de hit. Nas propriedades do Google Analytics 4, cada "hit" é um evento, e não há distinção entre os tipos de hit. Por exemplo, quando alguém visualiza uma das páginas do seu site, um evento page_view é acionado.

Os eventos do Google Analytics 4 não apresentam noção de categoria, ação e rótulo e, ao contrário dos relatórios do Universal Analytics, os relatórios do Google Analytics 4 não exibem categoria, ação e rótulo. Portanto, é melhor repensar a coleta de dados em relação ao modelo do Google Analytics 4, em vez de migrar sua estrutura existente de evento para o Google Analytics 4.

Os eventos do Google Analytics 4 se enquadram em quatro categorias: recomendados, personalizados, coletados automaticamente e de medição otimizada. Os eventos coletados automaticamente e de medição otimizada NÃO EXIGEM que esse código seja adicionado à página da Web ou ao app.

  • Os eventos coletados automaticamente são registrados de forma automática (sem código na página/no aplicativo) quando você implementa o código base para a propriedade do Google Analytics 4 no site (por meio da gtag.js ou do Gerenciador de tags do Google). Os eventos (e parâmetros associados) seguem a nomenclatura e o esquema predefinidos.
  • Os eventos de métrica otimizada são um conjunto especial de eventos registrados automaticamente (sem código na página) na propriedade do Google Analytics 4. Eles podem ser ativados/desativados por meio da interface do usuário dessa propriedade. Os eventos e parâmetros associados seguem a nomenclatura e o esquema predefinidos.

Os tipos de evento a seguir EXIGEM que o código seja adicionado à página da Web ou ao app.

  • Os eventos recomendados têm nomes e parâmetros predefinidos e são recomendados para indústrias específicas. A implementação deles com os respectivos parâmetros prescritos possibilita a inclusão do maior número possível de detalhes nos relatórios e permite que você aproveite os recursos e as integrações mais recentes à medida que forem disponibilizados. No entanto, esses eventos não são registrados automaticamente. Você precisa adicionar um código às suas páginas da Web ou app. Os eventos são recomendados para:
  • Os eventos personalizados são aqueles que você nomeia e implementa. Antes de criar um evento personalizado, é recomendável explorar ao máximo as métricas automática e otimizada e os eventos recomendados. Os eventos de métricas automática e otimizada têm a vantagem de serem registrados automaticamente. Os eventos recomendados oferecem compatibilidade com funcionalidades futuras. Já os eventos personalizados não oferecem esses benefícios.

Os eventos e seus parâmetros estão sujeitos aos limites de coleta e configuração do Google Analytics 4. É importante lembrar que você precisa registrar os parâmetros do evento na IU do relatório para que eles fiquem disponíveis. Caso contrário, eles só estarão disponíveis pelo BigQuery Export e para os públicos-alvo definidos.  

Como mapear os conceitos do Universal Analytics para o Google Analytics 4

Ao mapear eventos de uma propriedade do Universal Analytics para uma propriedade do Google Analytics 4, siga estas etapas:

  1. Primeiro, procure um evento coletado automaticamente relacionado. Se encontrá-lo, não crie um novo. Se não houver eventos desse tipo, siga para a etapa 2.
  2. Procure um evento de métrica otimizada relacionado. Se encontrá-lo, não crie um novo.
  3. Procure um evento recomendado correspondente. Inclua suas tags para acionar o evento em questão.
  4. Se você não encontrar um evento equivalente adequado, crie um personalizado.

Como alinhar eventos do app e da Web

As propriedades do Google Analytics 4 combinam medição do app e da Web. Por outro lado, as propriedades do Universal Analytics são voltadas para a Web. Ao mapear a coleta de dados do Universal Analytics para a coleta do Google Analytics 4, considere as necessidades de avaliação do seu app. Se você tiver um fluxo de dados do app na sua propriedade do Google Analytics 4 e estiver em busca de insights entre plataformas, garanta que sua coleta de dados de eventos seja consistente em todos os apps e na Web.

Por exemplo, veja alguns aspectos a serem considerados:

  • Eventos idênticos precisam ter o mesmo nome (por exemplo, evite o usar accessory_purchase na Web e access_purchase no app).
  • Eventos idênticos precisam ter os mesmos parâmetros associados (por exemplo, evite transmitir country para o evento accessory_purchase na Web e country_code para accessory_purchase no app).
  • Os nomes dos parâmetros associados aos mesmos eventos precisam ser iguais (por exemplo, evite transmitir o parâmetro cc para o evento accessory_purchase na Web e country_code para accessory_purchase no app).
  • Os valores dos parâmetros idênticos transmitidos durante a coleta de dados precisam ser comparáveis (por exemplo, evite transmitir US para o parâmetro country_code na Web e USA para o country_code no app).
  • Os valores transmitidos para o ID do usuário devem ser do mesmo tipo no app e na Web (por exemplo, evite usar a string 555321 na Web e o número inteiro 555321 no app).
A implementação consistente e a nomenclatura dos eventos garantem que os dados do app e da Web sejam comparáveis e que você possa ter uma visão precisa da jornada do usuário final.

O que acontecerá se você não alterar os eventos do Universal Analytics?

Você deve se esforçar para deixar os eventos do Universal Analytics consistentes com os do Google Analytics 4, como descrito acima. Veja o que acontece quando há inconsistência:

  • Se você usa a analytics.js na sua propriedade do Universal Analytics: seus eventos do Universal Analytics não são coletados na propriedade do Google Analytics 4 e nem os eventos associados.
     
  • Se você usa a gtag.js na sua propriedade do Universal Analytics: o esquema de eventos da gtag.js permanece consistente* nas propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4. Desse modo, os eventos da sua propriedade do Universal Analytics serão automaticamente mapeados para os eventos da propriedade do Google Analytics 4, conforme descrito abaixo. Isso é válido para os eventos que seguem o paradigma ação/categoria/rótulo/valor. Os parâmetros mapeados automaticamente da propriedade do Universal Analytics para o Google Analytics 4 podem ser interpretados como personalizados (se não estiverem associados a eventos coletados automaticamente ou de medição otimizada).
    *Válido exceto para eventos de comércio eletrônico, que aceitam valores de parâmetros "complexos" (com vários pares de chave-valor).
  • Gerenciador de tags do Google: os novos modelos de tags são usados para coletar dados de eventos. Nenhum dado será coletado dos eventos implementados com os modelos de tags das propriedades do Universal Analytics.

Se você usa a gtag.js na sua propriedade do Universal Analytics

Se a propriedade do Universal Analytics for implementada com a gtag.js ("UA-XXXXXXXX") e não tiver um comando "send_to" especificado, os eventos serão convertidos automaticamente para uma propriedade do Google Analytics 4 sempre que um ID de métricas ("G-XXXXXXXX") for referenciado na configuração ou quando uma tag do site conectada for usada.

A conversão funciona da seguinte maneira:

  • A ação de evento se torna um nome de evento na propriedade do Google Analytics 4.
  • A categoria, o rótulo e o valor do evento se tornam parâmetros na propriedade do Google Analytics 4. Os limites dos parâmetros são detalhados abaixo.

Por exemplo, o seguinte evento em uma propriedade do Universal Analytics implementado via gtag.js:

1: gtag('event', <ação>, {

2: 'event_category': <categoria>,

3: 'event_label': <rótulo>,

4: 'value': <valor>

5: });

É convertido em uma propriedade do Google Analytics 4 usando esta assinatura de evento generalizada:

1: gtag('event', <nome_do_evento>, {

2: <parâmetro_1>: <valor_do_parâmetro_1>,

3: <parâmetro_2>: <valor_do_parâmetro_2>,

4: <parâmetro_3>: <valor_do_parâmetro_3>,

5: ...

6: });

Então, <ação> na propriedade do Universal Analytics é mapeada para <nome_do_evento> na propriedade do Google Analytics 4. "event_category", "event_label", "value" e os respectivos valores são mapeados para parâmetros com valores.

Convenções de nomenclatura para eventos implementados manualmente

Se você usar um valor "Nome do evento" que não seja um dos nomes de eventos coletados automaticamente e nem um nome dos eventos de medição otimizada, seu evento contará como sendo coletado manualmente.

Você pode usar no máximo 500 "Nomes de eventos" diferentes. Use os nomes de eventos recomendados o máximo possível para aproveitar os recursos de relatórios e que ainda serão lançados nas propriedades do Google Analytics 4.

Parâmetros de evento

Os parâmetros podem ser usados se você quiser enviar informações junto com um evento além do que é enviado pelos parâmetros coletados automaticamente. Todos os parâmetros coletados estão disponíveis para definições de público-alvo e no BigQuery.

Comportamento do parâmetro

Um parâmetro pode conter um número ilimitado de valores exclusivos. No entanto, existem limitações e comportamentos importantes que precisam ser considerados ao configurar uma propriedade do Google Analytics 4 com uma propriedade do Universal Analytics.

  • Você pode enviar no máximo 25 parâmetros personalizados por evento, e o valor de cada um pode ter até 100 caracteres.
  • O limite total é de 50 textos personalizados e 50 parâmetros numéricos por propriedade.

Exemplo

Você está medindo cliques em links de download no seu site para vídeos. A estrutura de inclusão de tag em uma propriedade do Universal Analytics pode ter a seguinte aparência:

  • event_category: "Videos"
  • action: "Download"
  • event_label: "Toy Story"

Se a propriedade do Universal Analytics foi implementada via gtag.js, esse evento será convertido em uma propriedade do Google Analytics 4 seguindo a lógica abaixo:

  • "Download" se torna o nome do evento.
  • "event_category" se torna um parâmetro personalizado.
  • "event_label" se torna um parâmetro personalizado.

Uma estrutura de evento mais generalizada ficaria assim:

  • event_category: [resourceType]
  • action: [interactionType]
  • event_label: [resourceName]
Em uma implementação da gtag.js, "action" se torna o "Nome do evento". Se você tiver 10 tipos de interação, eles serão convertidos em 10 "Nomes de eventos" diferentes.

A conversão de parâmetros da propriedade do Universal Analytics para a propriedade do Google Analytics 4 segue um formato semelhante. Os parâmetros "event_category" e "event_label" seriam adicionados a cada novo evento "action".

Se você tiver uma estrutura de evento semelhante ao exemplo acima, faça o seguinte:

  1. Comece a coletar os dados. Analise os dados do evento no BigQuery.
  2. Revise quais dos eventos atuais já estão cobertos por eventos coletados automaticamente e pela medição otimizada. Adicione um comando "send_to" para enviar esses eventos apenas à implementação da propriedade do Universal Analytics, e não à propriedade do Google Analytics 4.
  3. Implemente eventos recomendados sempre que possível.

Visualizações de página e exibições de tela

As visualizações de página no Universal Analytics são convertidas no evento page_view nas propriedades do Google Analytics 4. Um evento page_view é acionado automaticamente pelo snippet config da gtag.js ou pela tag do modelo de configuração do Google Analytics 4 no Gerenciador de tags do Google.

Alguns atributos de visualização de página do Universal Analytics têm equivalentes no Google Analytics 4, como mostrado abaixo:

Atributo de visualização de página no Universal Analytics

Atributo de visualização de página no Google Analytics 4

page_title

page_title

page_location

page_location

page_path

page_path

Nenhum

page_referrer

 

Uma exibição de tela é o equivalente no app a uma visualização de página. Nas propriedades do Google Analytics 4, um evento screen_view é acionado sempre que um usuário visualiza uma tela.

Não compare as visualizações de página do Universal Analytics com o Google Analytics 4, já que elas são calculadas de maneira diferente, e os números não serão iguais.

Sessões

Uma sessão é um grupo de interações de usuários com seu site que ocorrem em um determinado período.

No Universal Analytics, uma sessão pode abranger várias visualizações de página, eventos, interações sociais e transações de comércio eletrônico. Normalmente, as sessões são definidas como encerradas após um período de inatividade de 30 minutos ou com a ocorrência de outro evento de redefinição qualificado.

As métricas de sessão do Google Analytics 4 são derivadas do evento session_start, um evento coletado automaticamente. A duração de uma sessão representa o período entre o primeiro e o último eventos da sessão. Esta e outras nuances podem causar diferenças de registro das sessões entre as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4.

Cálculo de usuários ativos

A atividade do usuário é detectada automaticamente no Google Analytics 4.  O Universal Analytics, por sua vez, depende da instrumentação manual (disparo de um evento interativo). Um usuário pode iniciar um app e ser considerado um usuário ativo no Google Analytics 4, mas não no Universal Analytics. Isso pode aumentar a contagem de usuários ativos do Google Analytics 4.

Contagem de sessões

Alguns aspectos da contagem de sessões no Google Analytics 4 são diferentes do Universal Analytics. No Universal Analytics, uma nova campanha inicia uma nova sessão, independentemente da atividade. No Google Analytics 4, uma nova campanha não inicia uma nova sessão. Isso pode reduzir o número de sessões nos seus relatórios do Google Analytics 4.

O horário de processamento dos hits também é um fator. No Universal Analytics, os hits são processados se chegarem até quatro horas após o fechamento do dia anterior. Já o Google Analytics 4 processa eventos que chegam até 72 horas depois. Isso pode gerar uma contagem mais baixa de sessões na sua propriedade do Universal Analytics (especialmente para apps) e também pode levar à variação nos números informados dentro de 72 horas.

O upload dos eventos registrados do Google Analytics 4 é feito automaticamente quando os apps iOS são colocados em segundo plano. Isso não acontece com o Universal Analytics. Por isso, as métricas relacionadas ao iOS podem ser significativamente mais altas nos seus relatórios do Google Analytics 4.

Métricas/dimensões personalizadas

As dimensões e métricas personalizadas no Universal Analytics são usadas para adicionar informações aos dados coletados. No Google Analytics 4, eventos ou os parâmetros e as propriedades do usuário podem atender a essa finalidade. Mapeie suas dimensões e métricas personalizadas da seguinte forma, de acordo com o escopo delas.

Escopo da sua propriedade do Universal Analytics

é expresso como o seguinte na sua propriedade do Google Analytics 4

No escopo do hit

Eventos ou parâmetros de evento

No escopo do usuário

Propriedades do usuário

No escopo da sessão

Não há uma propriedade equivalente do Google Analytics 4

No escopo do produto

Parâmetros de comércio eletrônico

Eventos, parâmetros e propriedades do usuário estão sujeitos aos limites da propriedade do Google Analytics 4.

Agrupamento de conteúdo

Com o agrupamento de conteúdo no Universal Analytics, você pode agrupar conteúdo em uma estrutura lógica e, em seguida, ver e comparar métricas por nome do grupo. Por exemplo, você pode ver o número agregado de visualizações de todas as páginas em um grupo, como "Masculino/Camisas", e depois detalhar cada URL ou título da página dentro desse grupo.

As propriedades do Google Analytics 4 têm um parâmetro de evento predefinido para grupo de conteúdo ("content_group" na gtag.js ou "Grupo de conteúdo" no GTM) que preenche os dados na dimensão "Grupo de conteúdo". As outras dimensões do grupo de conteúdo do Universal Analytics podem ser implementadas e operam de forma independente no GA4 como dimensões personalizadas com base no escopo do evento.

User-ID

O User-ID no Universal Analytics tem uma finalidade semelhante no Google Analytics 4: proporcionar um espaço de identidade para os usuários analisarem os dados. Do ponto de vista da coleta de dados, não é necessário fazer alterações específicas para mapear os User-ID de uma propriedade do Universal Analytics para uma do Google Analytics 4.

O User-ID nas propriedades do Google Analytics 4 apresenta uma vista em diferentes plataformas e dispositivos de como os usuários interagem com seu app ou site. Para usar esse recurso, você precisa gerar seus próprios IDs exclusivos e persistentes, atribuí-los consistentemente aos usuários e incluí-los nos dados enviados ao Google Analytics. O serviço cria uma única jornada do usuário considerando todos os dados associados ao mesmo User-ID. Diferentemente do que ocorre no Universal Analytics, uma propriedade do Google Analytics 4 incorpora o User-ID de forma nativa em todos os relatórios, análises e insights, e não requer uma vista de relatórios específica.

Como alinhar entre o app e a Web

Se você precisar de uma única vista de usuários no app e na Web, verifique se a implementação do User-ID na Web é consistente com a no app. Verifique se:

  • o mesmo identificador é usado para acompanhar usuários no app e na Web;
  • os valores transmitidos para o ID do usuário são do mesmo tipo no app e na Web (por exemplo, evite usar a string 555321 na Web e o número inteiro 555321 no app).

Client-ID

O Client-ID é uma string exclusiva gerada aleatoriamente que funciona como um identificador pseudoanônimo e identifica uma instância do navegador de forma anônima. Ela é armazenada nos cookies dos navegadores. Desse modo, as visitas subsequentes ao mesmo site podem ser associadas ao mesmo usuário.

O Client-ID tem a mesma semântica no Universal Analytics e no Google Analytics 4, e também nas duas plataformas ele serve para fornecer um identificador de usuário pseudônimo. O aplicativo equivalente na propriedade do Google Analytics 4 é chamado de ID da instância do aplicativo.

Parâmetros (propriedades do Google Analytics 4)

Nas propriedades do Google Analytics 4, é possível enviar parâmetros para cada evento. Os parâmetros são informações extras que especificam ainda mais a ação realizada pelo usuário ou adicionam mais contexto ao evento. Por exemplo, os parâmetros podem ser usados para descrever o valor da compra ou dar informações sobre onde, como e por que o evento foi registrado.

Alguns parâmetros, como page_title, são enviados automaticamente. Além dos parâmetros registrados automaticamente, é possível incluir até 25 parâmetros em cada evento. Para um evento de jogo (por exemplo: level_up), é possível incluir parâmetros como level_number, character_name etc. Ou então, em um evento de conteúdo (por exemplo: content_view), é recomendável inserir parâmetros como article_id, article_title, author_name, author_id e assim por diante.

Propriedade do usuário (propriedades do Google Analytics 4)

Propriedades do usuário são atributos dos usuários que interagem com seu app ou site. Elas descrevem segmentos da sua base de usuários, como preferência de idioma ou localização geográfica. O Google Analytics registra algumas propriedades do usuário automaticamente.

Configurações de coleta de dados que podem ser migradas

As configurações de coleta de dados a seguir podem ser migradas do Universal Analytics para o Google Analytics 4 em uma relação um para um, desde que a coleta de dados de propriedade do Universal Analytics seja implementada na gtag.js ou no Gerenciador de tags do Google.

Configurações de coleta de dados sem equivalente no Google Analytics 4

Enviar eventos em lote

O JavaScript da gtag.js envia em lote a maioria dos eventos do lado do cliente em uma única solicitação HTTP. No entanto,

  • os eventos de conversão são sempre transmitidos imediatamente, embora possam fazer parte de um lote.
  • Contêineres carregados no modo de depuração nunca enviam eventos em lote, o que facilita o uso do DebugView em tempo real.
  • Se algum evento ainda for mantido no lado do cliente quando o usuário sair da página (por exemplo, ao acessar outra página), esse evento será enviado imediatamente.
  • Em navegadores que não são compatíveis com a API sendBeacon, todos os eventos são enviados à medida que acontecem, não em lote.

Comparar os dados do relatório nas suas propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4

Além das diferenças do modelo de dados descritas neste artigo, suas configurações e codificação podem causar variações entre os dados das propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4. Ao comparar os dados da propriedade do Google Analytics 4 com os do Universal Analytics, verifique se as seguintes condições se aplicam:

  • Os IDs de acompanhamento (da propriedade do Universal Analytics) e o ID da métrica (da propriedade do Google Analytics 4) estão coletando dados das mesmas páginas da Web.
  • As duas propriedades têm implementações de tag equivalentes. Por exemplo, analise estas considerações ao usar tags de sites conectados.
  • Todas as tags estão sendo disparadas. O Assistente de tags do Google pode ajudar você a verificar se suas tags estão funcionando corretamente.
  • As propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4 usam os mesmos fusos horários (Configurações da propriedade > Fuso horário do relatório).
  • Você compara uma vista sem filtros na sua propriedade do Universal Analytics a um único fluxo de dados da Web na sua propriedade do Google Analytics 4.
  • As propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4 coletam dados há pelo menos 30 minutos para que você possa comparar dados nos Relatórios de tempo real.

Com todas as condições acima em vigor, você pode comparar os seguintes dados nos relatórios em tempo real entre as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4:

Métrica / relatório da propriedade do UA Métrica / relatório de propriedade do Google Analytics 4

Exibições de página

Tempo real > Conteúdo > guia "Visualizações de página"

Contagem de eventos (para o evento page_view)

Em Tempo real > cartão Contagem de eventos por nome

Conclusões de metas

Em Tempo real > Conversões

Conversões

Cartão Conversões por nome do evento

Se você ativou um evento como uma conversão que é mapeada para uma das suas conclusões de meta, por exemplo, criou e ativou como conversão um evento para abrir uma página específica que mapeia para uma de suas metas de destino.

 

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
69256
false