Probabilidade de conversão

O relatório de probabilidade de conversão ainda não é compatível com os dados dos sinais do Google.
Neste artigo:

Visualizar dados de probabilidade de conversão

Para abrir o Relatório de probabilidade de conversão:

  1. Faça login no Google Analytics.
  2. Navegue até sua vista.
  3. Abra a seção Relatórios.
  4. Selecione Público > Comportamento > Probabilidade de conversão.

Os dados de probabilidade de conversão são disponibilizados com um atraso de 24 horas. Esse relatório depende do processamento completo das tabelas de agregação diária.

Se uma vista de relatórios não atender aos pré-requisitos de dados, o relatório não ficará visível no Google Analytics.

No momento, a probabilidade de conversão se baseia apenas nos dados de transação.

Sobre a probabilidade de conversão

Usando as mesmas técnicas de modelagem de dados que determinam as Listas inteligentes e as Metas inteligentes, o Google Analytics calcula a dimensão "Probabilidade m de conversão" e a métrica "Porcentagem média de probabilidade de conversão" para definir as chances de um usuário realizar a conversão durante os próximos 30 dias. As transações de cada usuário são avaliadas, e a probabilidade de conversão resultante é expressa como uma pontuação média de 1 a 100 para todos os usuários durante o período, sendo 1 o menos provável e 100, o mais provável. Um valor 0 indica que as chances de conversão não são calculadas para o período selecionado.

A porcentagem de probabilidade de conversão é calculada para usuários individuais.

A porcentagem média de probabilidade de conversão é calculada para todos os usuários relacionados a uma dimensão no período que você está usando, por exemplo:

  • A pontuação de todos os usuários, em que canal = pesquisa orgânica entre 1º e 31 de janeiro.
  • A pontuação de todos os usuários, em que fonte = Google entre 1º e 31 de janeiro.

A dimensão "Porcentagem de probabilidade de conversão", com intervalos como valores de dimensão, está disponível no Relatório de probabilidade de conversão e em segmentos, públicos de remarketing e relatórios personalizados do Google Analytics.

A métrica "Porcentagem média de probabilidade de conversão" está disponível em relatórios personalizados.

Pré-requisitos

Para calcular a dimensão e a métrica, o Google Analytics precisa dos seguintes dados:

  • No mínimo, 1.000 transações de comércio eletrônico por mês na vista de relatórios. É necessário ter implementado o acompanhamento de comércio eletrônico.
  • Depois que você atingir o limite inicial de 1.000 transações de comércio eletrônico, o Google Analytics precisa coletar dados por 30 dias para criar um modelo.
  • Após criar um modelo com os dados, se o Google Analytics não confiar na precisão dos resultados, os dados de probabilidade de conversão não serão disponibilizados para essa vista de relatórios.

Se o número de transações na vista de relatórios for menor que 1.000 por mês, o Google Analytics usará o último modelo satisfatório para gerar dados do relatório.

Relatório de probabilidade de conversão

Dados padrão no Relatório de probabilidade de conversão

No Relatório de probabilidade de conversão, você encontra estes dados:

  • A distribuição de sessões, e as sessões com e sem transações, em intervalos de probabilidade de conversão (histograma). Por exemplo, o número de sessões em que os valores do usuário referentes à porcentagem de probabilidade de conversão variavam de 21 a 50.
  • Métricas de aquisição, comportamento e conversão para usuários em todas as dimensões de agrupamento padrão de canais, origem e mídia (tabela).

Como usar dados de probabilidade de conversão

Segmentos

Com os segmentos, você pode consultar todos os seus dados dentro de um limite de probabilidade de conversão. Por exemplo, é possível criar um segmento para porcentagem de probabilidade de conversão superior a 25% e, em seguida, examinar dados como:

  • Comparações entre os usuários que demonstram alta probabilidade de converter e o restante da base de usuários. Considere se os usuários propensos a realizar conversões representam uma fração pequena do total ou se seus anúncios e site atraem uma grande porcentagem dos usuários.
  • Quais canais, palavras-chave e campanhas geram usuários bastante interessados.
  • Quais caminhos de conversão são mais eficientes e em que ponto do caminho você pode exibir o anúncio mais eficaz.

Da mesma forma, você pode usar um limite inferior para analisar a extremidade oposta do espectro de usuários:

  • Qual porcentagem de usuários tem menos probabilidade de gerar conversões.
  • Considere se as palavras-chave e campanhas que atraem usuários sem probabilidade de conversão são diferentes daquelas que atraem usuários mais valiosos. Em caso positivo, avalie se convém dedicar um orçamento menor a elas.
  • Quais caminhos de conversão os usuários com sessões de baixa qualidade seguem? Há oportunidades nesses caminhos para exibir um marketing mais eficaz?

Públicos de remarketing

É mais fácil convencer usuários que estão mais perto de converter a concluir essas conversões. Por exemplo, usuários que estudaram sobre detalhes do produto ou que adicionaram itens ao carrinho de compras demonstraram sinais fortes de que já estão assumindo a propriedade desses produtos. Um acompanhamento persuasivo da sua parte, por meio de uma campanha de remarketing bem-elaborada, pode ser o último empurrão necessário para eles concluírem o processo.

Crie públicos de remarketing com base nos seus usuários mais propensos a realizar conversões e use esses públicos nas suas diversas plataformas de marketing, como o Google Ads e o Display & Video 360. Dessa forma, é possível atraí-los novamente em qualquer lugar que você anuncie na Internet.

Também é possível publicar esses públicos no Optimize para saber exatamente quais ajustes no conteúdo do seu site oferecem maior probabilidade de conversão.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?