Referência do User-ID

Neste artigo:

Visão geral

Os usuários podem interagir com seu website ou aplicativo em uma série de dispositivos diferentes, como um navegador da Web para computador, um navegador em um celular ou um aplicativo nativo para dispositivos móveis. Por padrão, o Google Analytics atribui a cada dispositivo um Client-ID exclusivo e considera cada um deles como um usuário único nos seus relatórios. Com o User-ID, é possível avaliar as interações do usuário que abrangem vários dispositivos como um todo, por exemplo: a atribuição de uma interação com uma campanha de marketing em um dispositivo para uma conversão que ocorre em outro dispositivos ou a eliminação de duplicação de usuários únicos em vários dispositivos.

O recurso User-ID é composto pelos seguintes elementos:

  • Campo userId, que pode ser definido como um ID estável sem identificação pessoal para representar um usuário único.
  • Relatórios de vários dispositivos que fornecem insights sobre o comportamento e os caminhos de conversão entre dispositivos.

Quando os User IDs são enviados com hits do Google Analytics no campo userId, seus relatórios refletem uma contagem mais precisa de usuários únicos e oferecem novas opções de Relatórios de vários dispositivos.

Este artigo descreve como você pode configurar e enviar User IDs ao Google Analytics, além de como os dados do User ID são processados e informados nas vistas em que esse recurso está ativado.

Configuração

Antes de enviar User IDs ao Google Analytics, você precisa ativar pelo menos uma vista de relatórios para o User-ID.

Ativar uma vista para o User-ID produz dois efeitos nela:

  1. Os usuários novos e únicos são calculados por meio de User IDs únicos em vez de Client-IDs únicos.
  2. Relatórios de vários dispositivos que aproveitam o User ID são ativados nessa vista.
Aviso: depois que você ativa o recurso User ID para uma vista, não é possível desativá-lo. Essa vista só exibirá hits para os quais o campo userId está definido.

Coleta

Quando um usuário é conhecido pelo seu site ou aplicativo, você deve enviar um código que represente esse usuário junto com todos os seus hits do Google Analytics, como exibições de página, eventos, transações de comércio eletrônico etc., por meio do campo userId.

É sua responsabilidade criar os códigos. Normalmente eles são gerados por um sistema de autenticação que atribui a cada usuário conectado um código único e estável, que deve ter as seguintes características:

  • Sem identificação pessoal
  • Exclusivo para um usuário do seu serviço ou aplicativo
  • Persistente para um usuário conectado em todos os dispositivos

Para mais informações sobre como definir o campo userId em um ambiente específico, consulte o Guia do desenvolvedor sobre as APIs de coleta e o SDK da sua biblioteca específica.

Processamento

Os hits do Google Analytics, como exibições de página, eventos ou transações, para os quais o campo userId foi definido são processados de forma separada dos hits sem "userId" e só ficarão visíveis nas vistas em que o recurso User-ID estiver ativado.

Por exemplo, nas vistas em que o User-ID está ativado, se um User-ID for definido durante uma sessão do Google Analytics, o início dessa sessão passará a ser o primeiro hit no qual o User-ID foi definido.

Nesse caso, as vistas (perfis) sem o User-ID informariam a sessão inteira sem considerar o campo userId.

Somente as sessões em que o campo userId foi definido serão informadas nos perfis com o recurso User ID ativado.

Relatórios

Após o processamento, os dados de sessões para os quais o campo userId foi definido ficam disponíveis nos Relatórios de vários dispositivos para as vistas (perfis) com o recurso User-ID ativado. Embora os dados de sessões fiquem disponíveis por meio da API de relatórios principais, o campo userId não fica disponível como uma dimensão nos relatórios e não pode ser exportado do Google Analytics.

As métricas de usuários novos e únicos também têm base no User ID nessas vistas. Nas vistas em que o recurso User-ID não está ativado, essas métricas são calculadas por meio de clientIds exclusivos.

Observação: os relatórios entre dispositivos podem ter um período máximo de 90 dias.

Client-ID x User-ID

A tabela a seguir resume as diferenças entre Client-ID e User-ID:

  Client-ID User-ID
O que o código representa? Uma instância pseudônima de dispositivo ou navegador. Um usuário único, como uma conta de usuário conectada, que pode interagir com o conteúdo em mais de uma instância do dispositivo e/ou navegador.
Como o código é definido? Gerado aleatoriamente e enviado automaticamente com todos os hits pelas bibliotecas do Google Analytics. Você precisa definir e enviar seus próprios userIds com os hits do Google Analytics.
Como o ID é usado para calcular os usuários únicos? Em uma vista em que o recurso User-ID não está ativado, o Client-ID é usado para calcular usuários únicos. Em uma vista em que o recurso User-ID está ativado, o User-ID é usado para calcular os usuários únicos.

Limites

Os limites a seguir se aplicam ao recurso User ID:

  • Relatórios de vários dispositivos ativados pelo recurso User-ID têm um período máximo de 90 dias.
  • O valor do User-ID não pode ser usado como uma dimensão dos relatórios na interface da Web e nas APIs.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?