Configurar uma propriedade

É para as propriedades que envia dados e onde configura as visualizações de propriedade de relatórios.
Pode adicionar até 50 propriedades a cada conta do Analytics. Para aumentar este limite, contacte o seu gestor de conta.

Necessita da permissão Editar na conta para adicionar propriedades. Para configurar uma propriedade:

  1. Inicie sessão no Google Analytics..
  2. Clique em Administração.
  3. Na coluna CONTA, utilize o menu para selecionar a conta à qual pretende adicionar a propriedade.
    Se tiver muitas contas, utilize a caixa de pesquisa para ajudar a localizar a adequada.
  4. Na coluna PROPRIEDADE, selecione Criar nova propriedade no menu.
    Se não possuir a autorização para Editar na conta, não conseguirá ver a opção Criar nova propriedade. Verifique se selecionou a conta correta na coluna CONTA.
  5. Selecione Website ou Aplicação para dispositivos móveis.
    Se selecionar Website, avance para o passo 7.
    Se selecionar Aplicação para dispositivos móveis, continue para o passo 6.
  6. (Aplicação para dispositivos móveis) Em Método de acompanhamento, selecione Firebase. Selecione uma aplicação no menu e clique em Associar a aplicação.
  7. Introduza o Website ou o Nome da aplicação.
    Se pretender acompanhar mais do que uma aplicação na sua conta, utilize um nome muito específico e descritivo que inclua a edição ou o número de versão. Deste modo, poderá manter as propriedades da sua aplicação organizadas.
  8. (Apenas na Web) Introduza o URL do Website.
    Não pode criar uma propriedade se o seu URL não estiver formatado corretamente. Veja como formatar corretamente o seu nome de domínio.

    Selecione o padrão do protocolo (http:// ou https://). Introduza o nome do domínio, sem quaisquer carateres a seguir ao nome, incluindo uma barra final (www.example.com e não www.example.com/).

    A maioria dos anfitriões de domínio só suporta carateres UTF-8 no URL. É aconselhável utilizar carateres UTF-8 ou punycode para símbolos e quaisquer carateres com codificação diferente de UTF-8 (incluindo carateres cirílicos) no seu nome de domínio. Experimente um conversor de punycode para obter ajuda neste processo.

  9. Selecione uma Categoria da indústria.
    Pode utilizar modelos de objetivo para a sua indústria quando seleciona uma categoria da indústria.
  10. Selecione o Fuso horário de relatórios.
    Este será utilizado como limite de dia dos relatórios, independentemente da origem dos dados. Obtenha mais informações acerca de como funciona a definição Fuso horário de relatórios.
    • A definição de fuso horário afeta o modo como os dados são apresentados nos seus relatórios. Por exemplo, se escolher Estados Unidos, Hora do Pacífico, o início e o fim de cada dia será calculado com base na Hora do Pacífico, independentemente de as sessões terem origem em Nova Iorque, Londres ou Moscovo.
    • Se a sua conta do Analytics estiver associada a uma conta do Google Ads, o fuso horário é definido automaticamente como a sua preferência do Google Ads e não verá esta opção. Este procedimento garante a execução de relatórios precisos com base nas suas campanhas do Google Ads.
    • A alteração do fuso horário afeta os dados posteriores a esse momento e não é aplicada retroativamente. Pode verificar um período sem atividade ou um pico de atividade nos dados de relatório, em torno do momento em que atualizar a sua definição de hora após já ter estado a utilizar esta propriedade. Os seus relatórios também podem fazer referência ao fuso horário antigo durante um curto período de tempo após atualizar esta definição.
  11. Clique em Obter ID de acompanhamento.
    A sua propriedade é criada após clicar neste botão, mas tem de configurar o código de acompanhamento para recolher dados.
A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?