Dimensões e métricas

Conheça os elementos principais dos seus relatórios.
Neste artigo:

Vista geral

Todos os relatórios no Google Analytics são compostos por dimensões e métricas.

As dimensões são atributos dos seus dados. Por exemplo, a dimensão Cidade indica a cidade, por exemplo, "Paris" ou "Nova Iorque", de origem de uma sessão. A dimensão Página indica o URL de uma página visualizada.

As métricas são medidas quantitativas. A métrica Sessões corresponde ao número total de sessões. A métrica Páginas/Sessão é o número médio de páginas visualizadas por sessão.

As tabelas na maioria dos relatórios do Google Analytics organizam os valores de dimensão em linhas e as métricas em colunas. Por exemplo, esta tabela mostra uma dimensão (Cidade) e duas métricas (Sessões e Páginas/Sessão).

DIMENSÃO MÉTRICA MÉTRICA
Cidade Sessões Páginas/sessão
São Francisco 5000 3,74
Berlim 4000 4,55

Na maioria dos relatórios do Google Analytics, pode alterar a dimensão e/ou adicionar uma dimensão secundária. Por exemplo, adicionar Navegador como dimensão secundária à tabela acima resultaria no seguinte:

DIMENSÃO DIMENSÃO MÉTRICA MÉTRICA
Cidade Navegador Sessões Páginas/sessão
São Francisco Google Chrome 3000 3,5
São Francisco Firefox 2000 4,1
Berlim Google Chrome 2000 5,5
Berlim Safari 1000 2,5
Berlim Firefox 1000 4,7

Combinações dimensões-métricas válidas

Nem todas as métricas podem ser combinadas com todas as dimensões. Cada dimensão e cada métrica têm um âmbito: ao nível do utilizador, ao nível da sessão ou ao nível do resultado. Na maioria dos casos, só faz sentido combinar dimensões e métricas que partilham o mesmo âmbito. Por exemplo, Sessões é uma métrica baseada em sessões, pelo que só se pode utilizar com dimensões ao nível da sessão, como Origem ou Cidade. Não seria lógico combinar Sessões com uma dimensão ao nível do resultado, como Página.

Para obter uma lista dos pares de dimensões-métricas válidos, utilize a referência de dimensões e métricas.

Como calcular métricas

No Google Analytics, as métricas de utilizador calculam-se de duas formas simples:

  • Como totais de descrição geral
    em que a métrica é apresentada como uma estatística resumida para todo o seu site como, por exemplo, a taxa de rejeição ou o total de visualizações de página.
  • Em associação a uma ou mais dimensões de relatório
    em que o valor da métrica é qualificado pelas dimensões selecionadas.

O diagrama seguinte ilustra estes dois tipos de cálculo com um exemplo simples. No lado esquerdo, os dados do utilizador são calculados como uma métrica de descrição geral, enquanto, no lado direito, os mesmos dados são calculados através da dimensão Novo utilizador.

No exemplo do relatório Descrição geral, os cálculos de tempo no site são realizados a partir da diferença entre a sessão inicial de cada utilizador e a saída, com a média da soma das durações das três sessões. Este número baseia-se num cálculo relativamente simples obtido com a recolha dos dados de data/hora ao nível do pedido.

No exemplo do relatório Novo vs. retorno, as médias não são calculadas para todas as sessões, mas sim através da dimensão Tipo de utilizador. Ao combinar a métrica Tempo no site com uma dimensão, pode analisar esta métrica com base nos utilizadores de retorno vs. novos, em que os cálculos são modificados pela dimensão solicitada. A utilização da dimensão oferece informações sobre o comportamento dos utilizadores que não se encontram no relatório de descrição geral e mostra claramente que os novos utilizadores passam mais tempo no seu site do que os utilizadores de retorno.

O cálculo das métricas também é afetado pelo empilhamento de várias dimensões com uma determinada métrica. Tanto nos relatórios pré-formatados como nos relatórios personalizados, é possível utilizar várias dimensões em conjunto. Por exemplo, suponha que utiliza a dimensão Tipo de utilizador e a dimensão Idioma para analisar o tempo no site do seu Website. Neste caso, o cálculo de utilizadores novos versus de retorno é o mesmo, mas quando começa a ver detalhes sobre novos utilizadores com a dimensão Idioma, o cálculo sofre ainda mais modificações devido a essa dimensão adicional. Por exemplo, os detalhes dos utilizadores poderiam assemelhar-se aos seguintes, onde os principais tempos no site estão listados por ordem:

Tipo de utilizador Idioma Tempo médio no site
Todos os tipos Todos os idiomas 3:25
Retorno Todos os idiomas 5:03
  Finlandês 29:49
  Vietnamita 20:44
  Indonésio 16:55
Novo Todos os idiomas 2:09
  Malaio 17:38
  Inglês (Grã-bretanha) 16:56
  Chinês (tradicional) 16:20

Estes números baseiam-se num relatório real do Google Analytics. Neste caso, pode determinar se quem passou mais tempo no site foram os novos utilizadores ou os de retorno. Além disso, pode determinar que idiomas de cada uma destas categorias registaram o tempo no site de maior duração com recurso a uma dimensão adicional.

Modelos de atribuição

Como o Google Analytics tenta responder a uma variedade de perguntas sobre o comportamento dos utilizadores, emprega diferentes tipos de cálculo ou modelos de atribuição para chegar aos dados visualizados nos relatórios. Pode considerar cada relatório do Google Analytics como uma resposta a determinado tipo de pergunta de análise de utilizadores. Muitas vezes, estas perguntas inserem-se em categorias distintas:

  • Conteúdo: quantas vezes foi visualizada determinada página?
  • Objetivos: que URLs de páginas contribuíram para a taxa de conversão de objetivos mais elevada?
  • Comércio eletrónico: com que valor determinada página contribuiu para uma transação?
  • Pesquisa interna: que termos de pesquisa interna contribuíram para uma transação?

O Google Analytics utiliza um modelo de atribuição distinto para cada uma destas categorias principais e os relatórios nelas contidos. Como cada modelo de atribuição é concebido para calcular um conjunto de métricas conhecido, poderá reparar que algumas métricas, como as visualizações de página, aparecem em determinados relatórios e noutros não. Isto deve-se ao modelo de atribuição utilizado para o relatório em questão.

Os relatórios do Google Analytics utilizam três modelos de atribuição:

Atribuição por pedido

Esta atribuição fornece valores agregados para uma única métrica ou para pares de dimensão/métrica. Este é o tipo de atribuição mais comum e mais simples do Google Analytics, uma vez que os valores são determinados a partir de pedidos GIF de utilizadores individuais. Deste modo, para qualquer pedido, é possível procurar uma dimensão e/ou métrica específica.

A maioria dos valores de dimensão estão disponíveis ao nível do pedido e permanecem persistentes através do próprio pedido HTTP/GET, ou no pedido GIF, para cada pedido de página ou de evento feito ao seu site. Algumas das dimensões comuns disponíveis ao nível do pedido são:

  • URI de página: disponível com cada pedido feito ao seu site, esta dimensão indica o caminho da página acedida
  • campanha: se um utilizador chegar através de uma campanha, essa campanha permanece disponível persistentemente a cada pedido posterior, até que haja uma alteração na própria campanha
  • agente do utilizador: cada pedido de um utilizador contém as informações do navegador desse utilizador, enviadas através do pedido HTTP/GET do navegador e armazenadas diretamente nos ficheiros de registo.

Atribuição por valor da página

O objetivo deste tipo de atribuição é responder à pergunta: "Qual foi a utilidade da minha página em relação a um valor de objetivo ou de receita?"Utilize este modelo de atribuição para determinar o valor de Valor da página de uma página ou de um conjunto de páginas. A ilustração seguinte mostra uma série de visualizações de página de utilizadores em relação aos objetivos e às compras, tal como pode ocorrer no seu site.

Legenda: P1 a P4 representam páginas. Os sacos de compras indicam uma página de recibo e a imagem de bandeira indica um objetivo.


Este modelo de atribuição denomina-se "previsão", uma vez que aplica valor a uma página mediante a previsão dos objetivos e/ou das compras ocorridas após visitada a página. A tabela seguinte mostra o valor atribuído a cada página nesta sequência.

Página Valor de objetivo/receita
P1 55 $ + objetivo 1
P2 55 $ + objetivo 1
P3 35 $ + objetivo 1
P4 0 $

Este modelo de atribuição não é utilizado nos relatórios de objetivos ou de comércio eletrónico, uma vez que não apresentam URIs de página ou títulos em relação às atividades de comércio eletrónico.

Atribuição por pesquisa no site

Este modelo de atribuição permite que os relatórios Pesquisa no site apresentem taxas de conversão de objetivos e valores de objetivos por termo de pesquisa.

Este modelo de atribuição funciona de um modo diferente da atribuição por valor da página, uma vez que o valor do objetivo é atribuído ao termo de pesquisa mais próximo que gera a conversão, e não depois. O diagrama seguinte ilustra uma sequência de pesquisas no site internas juntamente com visualizações de página e compras.

Legenda: P1 a P4 representam páginas. Os sacos de compras indicam uma página de recibo, o ícone de pesquisa indica uma pesquisa dos termos "Sapatos" e "Flores". A imagem de bandeira indica um objetivo.


Com este modelo, os termos de pesquisa atribuídos ao objetivo 1 e as transações são:

  • Sapatos: 20 $
  • Flores: 25 $

Neste modelo, as transações ou os objetivos são atribuídos ao termo de pesquisa imediatamente anterior ao objetivo ou à transação.

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?