[GA4] Fazer upgrade de uma implementação da analytics.js

Este artigo é destinado a proprietários de sites que querem entender como a analytics.js de uma propriedade do Universal Analytics (UA) é mapeada para a gtag.js de uma propriedade do Google Analytics 4 e gostariam de receber orientações detalhadas sobre implementação. Ele pressupõe que você já criou uma propriedade do Google Analytics 4. Se você precisa apenas adicionar o código de medição básico à sua página, leia estas instruções.
Neste artigo:

Sobre o snippet da gtag.js

Se você usar o analytics.js na sua propriedade atual do Universal Analytics, precisará adicionar o snippet da gtag.js à nova propriedade do Google Analytics 4. O snippet da gtag.js tem a seguinte estrutura:

01: <script async src="https://www.googletagmanager.com/gtag/js?id=<Algum ID da propriedade A>"></script>

02: <script>

03: window.dataLayer = window.dataLayer || [];

04: function gtag(){dataLayer.push(arguments);}

05: gtag('js', new Date());

06:

07: gtag('config', '<Algum ID da propriedade A>');

08:

09: gtag('config', '<Algum ID da propriedade B>');

10:

11: gtag('event', 'sign_up', { 'method': 'email' });

12:

13: gtag('event', 'view_video', { 'send_to': '<Algum ID da propriedade B>' });

14:

15: </script>

Linha 7: a diretiva "config" da gtag permite a coleta de dados para a propriedade associada a <Algum ID da propriedade A>. Por exemplo, adicionar essa diretiva com um ID de métrica em uma propriedade do Google Analytics 4 enviará eventos page_view a essa propriedade.

O ID da propriedade pode representar produtos diferentes do Google, incluindo propriedade do UA ("UA-XXXXXXXX"), propriedade do Google Analytics 4 ("G-XXXXXXXX"), Google Ads ("AW-XXXXXXXX") ou Floodlight ("DC-XXXXXXXX").

Linha 11: a diretiva "event" da gtag enviará um evento. Nos snippets em que há várias diretivas "config" para diversas propriedades, o evento será enviado para todas as propriedades.

Nesse exemplo, o parâmetro "sign_up" é o nome do evento. O último parâmetro é um objeto que contém um conjunto de parâmetros de evento. Nesse caso, "method" é um parâmetro com um valor "email".

Linha 13: o evento tem "send_to" como parâmetro. Esse é um parâmetro especial que "direciona" o evento associado a uma propriedade específica. Em outras palavras, esse evento só será enviado para a propriedade indicada por <Algum ID da propriedade B>.

A coleta de dados básicos para uma propriedade do Google Analytics 4 é ativada por meio da diretiva "config" da gtag e possibilita a coleta de eventos page_view como um evento coletado automaticamente quando carregada em uma página.

O hit de exibição de página ou o evento page_view pode ser modificado ou bloqueado usando parâmetros específicos.

Identificadores de propriedade

Os IDs da propriedade do Universal Analytics têm o formato "UA-XXXXXXXX", que também é chamado de ID de acompanhamento. Neste guia, vamos nos referir a ele como o ID da propriedade do UA.

Os fluxos de dados da Web da propriedade do Google Analytics 4 usam um ID de métrica com o formato "G-XXXXXXXX".

Em alguns exemplos de código e documentação, ambos podem ser chamados de "GA_Measurement_ID".

Coleta de dados básicos

Ao ativar a coleta de dados básicos para uma propriedade do Google Analytics 4, é possível reunir as seguintes informações:

Para ativar a coleta de dados básicos na sua propriedade do Google Analytics 4, adicione o snippet da gtag.js (tag global do site) à seção <head> de cada página.

Snippet da gtag.js em comparação com o snippet da analytics.js

O snippet da gtag.js de uma propriedade do Google Analytics 4 tem uma finalidade semelhante ao analytics.js de uma propriedade do Universal Analytics.

A maior diferença entre esses dois snippets é que o código analytics.js inclui uma chamada "send pageview" diferente, enquanto o código da gtag.js não. Na gtag.js, a exibição de página é um evento coletado automaticamente enviado com a diretiva "config".

 

Propriedade do Universal Analytics (analytics.js)

<script>

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){

(i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o),

m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m)

})(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga');

ga('create', 'MEASUREMENT_ID', 'auto');

ga('send', 'pageview');

</script>

Propriedade do Google Analytics 4 (gtag.js)

<script async src="https://www.googletagmanager.com/gtag/js?id=MEASUREMENT_ID"></script>

<script>

window.dataLayer = window.dataLayer || [];

function gtag(){dataLayer.push(arguments);}

gtag('js', new Date());

gtag('config', 'MEASUREMENT_ID');

</script>

Configurações da gtag.js

Você pode configurar o snippet básico da gtag.js para controlar as configurações de coleta de dados, como anonimização de IP, personalizações de cookies e Indicadores do Google, assim como no analytics.js. Para fazer isso, use as diretivas "config" ou "set" na gtag.js, em vez das diretivas "set", "create" e "require" no analytics.js.

As propriedades do Google Analytics 4 ("G-XXXXXXXX") são compatíveis com a implementação de configurações semelhantes por meio da gtag.js. Existem diferenças entre as configurações para as propriedades do Universal Analytics e do Google Analytics 4. Observe as considerações a seguir:

  • A anonimização de IP é padronizada como "true" e não é configurável em uma propriedade do Google Analytics 4. Dessa forma, o endereço IP é automaticamente mascarado com o evento padrão para a propriedade do Google Analytics 4 ("G-XXXXXXXX").
  • Quando for necessário aplicar configurações globais a todas as propriedades configuradas, o comando "set" da gtag.js deve aplicar em todos os IDs de métrica e/ou de propriedade.
  • Preste atenção especial aos recursos de publicidade e Personalização de anúncios no analytics.js, que normalmente são implementados com uma linha "set".

Se você usar as diretivas "set", "create" e "require" na sua implementação atual do analytics.js, revise quais são definidas automaticamente em uma propriedade do Google Analytics 4 e quais precisam ser especificadas no código dessa propriedade (mapeamento de parâmetros).

Veja abaixo alguns exemplos de configurações com amostras de código no analytics.js (para a propriedade do UA) e na gtag.js (para a propriedade do Google Analytics 4):

Ativar a coleta de dados básicos e configurar o User-ID

analytics.js

ga('create', 'GA_MEASUREMENT_ID', 'auto', {

userId: USER_ID

});

ga('send', 'pageview');

gtag.js

gtag('config', 'GA_MEASUREMENT_ID', {

'user_id': 'USER_ID'

});

Definir configurações de cookies

analytics.js

ga('create', 'GA_MEASUREMENT_ID', {

'cookieName': 'gaCookie',

'cookieDomain': 'blog.example.co.uk',

'cookieExpires': 60 * 60 * 24 * 28 // Time in seconds.

});

gtag.js

gtag('config', 'GA_MEASUREMENT_ID', {

'cookie_prefix': 'MyCookie',

'cookie_domain': 'blog.example.com',

'cookie_expires': 28 * 24 * 60 * 60 // 28 days, in seconds

});

Bloquear um evento page_view

Se você não precisar que um evento page_view seja enviado ao carregar o código de configuração (por exemplo, se tiver um carregamento de iframe), ajuste a configuração para bloquear o evento. Considere uma situação em que um evento page_view é enviado, seguido pelo login de um usuário no site. Para a interação de login, use uma diretiva "config" para definir o User-ID, mas não envie outro evento page_view. O código a seguir ilustra como evitar que o evento page_view seja enviado.

gtag('config', 'MEASUREMENT_ID', {

'user_id': 'USER_ID',

'send_page_view': false

});

Nomes de tags

Os nomes das tags (conhecidos como "rastreadores") são usados se você quiser enviar dados para diferentes propriedades do Universal Analytics no analytics.js. No analytics.js, os rastreadores definem para qual propriedade você quer enviar os dados. Os hits após o "create" inicial não precisam mais especificar o ID da propriedade do Universal Analytics, apenas o nome do rastreador.

Na gtag.js, os rastreadores não estão disponíveis para propriedades do Google Analytics 4 ou do Universal Analytics. Se você quiser enviar todos os hits a várias propriedades (diferentes fluxos de dados em uma propriedade do Google Analytics 4), especifique todos os IDs de métrica ou propriedade na linha "config".

Eventos

Em uma propriedade do Universal Analytics implementada via gtag.js ("UA-XXXXXXXX"), os eventos são implementados como um tipo de hit diferente, usando as dimensões "Categoria do evento", "Ação" e "Rótulo" e o valor do evento da métrica. Quando coletados, eles aparecem nos seus relatórios e não há limites para o número de valores de evento, dimensão e métrica diferentes.

Em uma propriedade do Google Analytics 4, cada "hit" é um "evento", o que significa que não há mais uma distinção entre tipos de hit.

Tipos de evento em uma propriedade do Google Analytics 4

Os eventos do Google Analytics 4 se enquadram em quatro categorias: medição otimizada e eventos recomendados, personalizados e coletados automaticamente.

  1. Os eventos coletados de forma automática são reunidos com a coleta de dados básicos.
  2. A medição otimizada disponibiliza eventos que podem ser ativados e desativados usando a interface do administrador em uma propriedade do Google Analytics 4. Os eventos de medição otimizada NÃO EXIGEM que você adicione/modifique código na Web ou no app.
    • Quando os eventos são/permanecem implementados de forma individual e também são coletados pela medição otimizada, eles são registrados duas vezes.Se você estiver enviando um evento a uma propriedade do Universal Analytics e outra do Google Analytics 4, a solução será incluir um parâmetro "send_to" no evento especificando o ID da propriedade relevante do Universal Analytics. Dessa forma, o evento será transmitido somente para a propriedade do Universal Analytics, não para a do Google Analytics 4.
    • Observação técnica: a medição otimizada não se baseia nos IDs ou classes de HTML, ao contrário das situações em que eles foram usados como acionadores ou variáveis de eventos, como cliques em links e downloads pelo Gerenciador de tags do Google.

  1. Eventos recomendados são aqueles que você implementa manualmente, mas com nomes e parâmetros predefinidos pelo Google. Eles dão acesso a recursos de relatórios existentes e futuros que não estão disponíveis para eventos personalizados (aqueles que você nomeia). Os eventos recomendados estão disponíveis para:
  1. Os eventos personalizados são aqueles que você nomeia e implementa.

Práticas recomendadas ao implementar eventos

  1. Sempre que possível, use eventos coletados e otimizados automaticamente em vez de implementar seus próprios eventos.
  2. Se o evento desejado não for coletado de forma automática e não for disponibilizado como parte da medição otimizada, procure um que seja recomendado para implementação.
  3. Apenas implemente um evento personalizado se (1) e (2) não atenderem às suas necessidades.

Crie um inventário com todos os eventos que estão sendo usados na sua propriedade do Universal Analytics e veja se os eventos de medição otimizada e coletados automaticamente atendem às necessidades da propriedade do Google Analytics 4. Concentre-se nesses eventos primeiro, porque eles NÃO precisam ser codificados manualmente para a migração.

Eventos implementados de forma manual (ou seja, eventos recomendados e personalizados)

A estrutura de dados dos eventos é diferente entre as propriedades do Google Analytics 4 e do Universal Analytics.

  • Em uma propriedade do Universal Analytics, os eventos têm os campos "Categoria do evento", "Ação do evento", "Rótulo do evento" e "Valor do evento", e é possível adicionar dimensões personalizadas.
  • Em uma propriedade do Google Analytics 4, um evento implementado manualmente consiste em "Nome do evento", parâmetros coletados de forma automática e parâmetros especificados manualmente. Esse parâmetros especificados de forma manual substituem os campos de evento de uma propriedade do Universal Analytics e também podem ser usados para especificar outras informações.

Uma conversão válida e direta de um evento de propriedade do Universal Analytics (implementado no analytics.js) para um evento de propriedade do Google Analytics 4 pode ter a seguinte aparência:

Evento de propriedade do UA (via analytics.js)

ga('send', 'event', 'Videos', 'play', 'Fall Campaign');

OU

ga('send', {

hitType: 'event',

eventCategory: 'Videos',

eventAction: 'play',

eventLabel: 'Fall Campaign'

});

Evento de propriedadedo Google Analytics 4 (via gtag.js)

gtag('event', 'play', {

'eventCategory': 'Videos',

'eventLabel': "'Fall Campaign'

});

Convenções de nomenclatura para eventos implementados manualmente

Se você usar um valor "Nome do evento" que não esteja na lista de nomes de eventos coletados automaticamente e nem seja um nome dos eventos de medição otimizada, seu evento contará como sendo coletado manualmente.


Você pode usar no máximo 500 "Nomes de eventos" diferentes. Use os nomes de eventos recomendados para que eles sejam compatíveis com outros relatórios e funcionalidades que ainda serão lançadas nas propriedades do Google Analytics 4 e que dependerão dessas convenções de nomenclatura.

Parâmetros de evento

Os parâmetros podem ser usados se você quiser enviar informações junto com um evento além do que é enviado pelos parâmetros coletados automaticamente. Todos os parâmetros coletados estão disponíveis para definições de público-alvo e no BigQuery.

Comportamento do parâmetro

Um parâmetro pode conter um número ilimitado de valores exclusivos. No entanto, existem limitações e comportamentos importantes que precisam ser considerados ao configurar uma propriedade do Google Analytics 4 com uma propriedade do Universal Analytics.

  • Você pode enviar no máximo 25 parâmetros personalizados por evento, e o valor de cada um pode ter até 100 caracteres. Veja mais detalhes abaixo em "Limites para a coleta de eventos".
  • Há um limite total de 50 dimensões personalizadas e 50 métricas personalizadas por propriedade.

Recomendações

  1. Comece a coletar os dados. Não registre parâmetros ainda. Analise os dados do evento no BigQuery.
  2. Revise quais dos eventos atuais já estão cobertos por eventos coletados automaticamente e pela medição otimizada.
  3. Implemente eventos recomendados sempre que possível.
  4. Registre os parâmetros conforme necessário.

Dimensões e métricas personalizadas

As dimensões e métricas personalizadas são usadas para ampliar informações que são medidas no site e importar dados off-line de sistemas de CRM. Em uma propriedade do Universal Analytics ("UA-XXXXXXXX"), as dimensões e métricas personalizadas precisam ser criadas na IU, receber um ID e, em seguida, ser implementadas ou importadas. Elas podem ser criadas com quatro escopos diferentes: hit, sessão, usuário e produto.

Em uma propriedade do Google Analytics 4 ("G-XXXXXXXX"), o caso de uso de dimensões e métricas personalizadas é implementado de maneira diferente. As dimensões e métricas personalizadas na propriedade do UA implementadas por meio do analytics.js precisam ser reimplementadas como parâmetros na propriedade do Google Analytics 4.

Uma dimensão personalizada para uma propriedade do Universal Analytics pode ser implementada por meio do analytics.js da seguinte maneira:

ga('send', 'event', 'category_value', 'action_name', {'dimension5': 'custom data'

});

OR

ga('set', 'dimension5', 'custom data');

 

Essas dimensões personalizadas podem ser convertidas para a propriedade do Google Analytics 4 por meio da gtag.js da seguinte maneira:

gtag('event', 'action_name', {'eventCategory': 'category_value',

'dimension5': 'custom data'

});

OR

gtag('set', {'dimension5': 'custom data'});

Existem duas ressalvas:

  1. Os parâmetros precisam ser registrados na interface do usuário para aparecer nos relatórios. Esse é um processo comparável ao registro de dimensões personalizadas no Universal Analytics (os limites são aplicáveis). Eles só precisam ser registrados se você quiser analisar apenas os dados exportados ou usar o parâmetro somente para ativação do público-alvo.
  2. O escopo dos parâmetros personalizados está sempre no nível do evento, comparáveis ao escopo do hit. Isso também se aplica a dimensões personalizadas que são convertidas automaticamente em parâmetros (para implementações "UA-XXXXXXXX" da gtag.js), independentemente da configuração original do escopo da dimensão personalizada.

O mesmo mapeamento e considerações se aplicam a métricas personalizadas, mas eles são contabilizados nos limites de parâmetros numéricos em vez de limites de texto quando registrados para relatórios.

Conceitualmente, as dimensões e métricas personalizadas de escopo variável em uma propriedade do Universal Analytics são mapeadas para uma propriedade do Google Analytics 4 como:

  • Dimensão personalizada com escopo de hit: parameter (máximo de 25 parâmetros registrados por evento durante a coleta de dados e máximo de 50 dimensões personalizadas/50 métricas personalizadas)
    Observação: os eventos e parâmetros coletados automaticamente já abrangem alguns casos de uso onde, anteriormente, as dimensões personalizadas com escopo de hit seriam usadas.
  • Dimensão personalizada no escopo do usuário: user-properties (máximo de 25 registrados para geração de relatórios por meio da IU). As propriedades do usuário coletadas automaticamente não contam para esse limite.
  • Dimensão personalizada no escopo da sessão: sem equivalente na propriedade do Google Analytics 4. Observe os parâmetros personalizados ou as propriedades do usuário.

Práticas recomendadas para propriedades do usuário

As propriedades do usuário são semelhantes às dimensões personalizadas com escopo do usuário. Isso significa que elas permanecem com um usuário em diferentes plataformas (por exemplo, em todos os tipos de fluxo de dados). Por isso, essas propriedades só devem ser usadas se os dados forem aplicáveis no nível do usuário.

As propriedades do usuário não devem ser usadas para dados no nível da sessão ou do dispositivo (por exemplo: tamanho da tela).

Exemplo de propriedade do Google Analytics 4

gtag('set', 'user_properties', {

favorite_composer: 'Mahler',

favorite_instrument: 'double bass',

season_ticketholder: 'true'

});

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?
Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
69256
false