Atualizações da política de declarações falsas (julho de 2020)

 

Em julho de 2020, o Google atualizará a política de declarações falsas para incluir a política sobre "anúncios com indutores de cliques". Essa política inclui anúncios que usam imagens ou textos sensacionalistas ou indutores de cliques com a intenção de aumentar o tráfego, pressionando o espectador a realizar ações imediatas para entender o contexto completo do anúncio. Com o lançamento dessa política, os tipos de anúncio a seguir serão proibidos.

Não é permitido o seguinte:

Anúncios que usam táticas de indução de cliques, textos ou imagens sensacionalistas para aumentar o tráfego
Exemplos (lista não exaustiva): anúncios que alegam revelar segredos, escândalos ou outras informações sensacionalistas sobre o produto ou serviço divulgado; anúncios que usam indutores de cliques como "Clique aqui para descobrir", "Você não acreditará no que aconteceu" ou frases sinônimas ou semelhantes com o intuito de incentivar o usuário a clicar no anúncio para entender o contexto completo; anúncios que usam partes do corpo ampliadas claramente alteradas, retratos falados ou fotos de acidentes ou desastres reais para promover um produto ou serviço; ou anúncios que usam imagens do tipo "antes e depois" para promover alterações significativas no corpo humano.
 
Anúncios que usam eventos negativos, como mortes, acidentes, doenças, prisões ou falências, para incitar medo, culpa ou outras fortes emoções negativas e pressionar o espectador a realizar ações imediatas
Exemplos (lista não exaustiva): anúncios que pressionam o usuário a comprar, fazer uma inscrição ou parar de consumir um produto ou serviço para evitar danos; anúncios que usam representações de grande angústia, dor, medo ou choque para promover um produto ou serviço.
 

Postado em junho de 2020

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?