Publicidade personalizada

O Google oferece versões traduzidas da Central de Ajuda para sua conveniência, porém tais traduções não têm por objetivo alterar o conteúdo substantivo das nossas políticas. A versão em inglês é a usada oficialmente para aplicar nossas políticas. Se quiser ver este artigo em outra língua, confira a lista de idiomas na parte inferior da página.

A publicidade personalizada é uma ferramenta eficiente que melhora a relevância da publicidade para os usuários e aumenta o ROI dos anunciantes. Como ela utiliza dados on-line do usuário para segmentar pessoas com conteúdo de publicidade mais relevante, ela permite uma experiência aprimorada tanto para os usuários quanto para os anunciantes.

Ao usar o comportamento do usuário ou os dados de interesse para mostrar conteúdo de anúncio mais relevante, é importante lidar com essas informações de maneira adequada. Sabemos que alguns interesses são confidenciais e que a segmentação baseada neles poderia ter um impacto negativo na experiência do usuário.

Considerando isso e com base nas particularidades associadas à segmentação de anúncios para os usuários, identificamos padrões de política para todos os recursos de segmentação de publicidade personalizada. Esses padrões não substituem nossas outras políticas de publicidade (por exemplo, para o Google Ads ou o Shopping). Os anunciantes continuam sendo responsáveis pelo cumprimento de todas as políticas de publicidade aplicáveis, além das políticas de publicidade personalizada. Eles também precisam obedecer às nossas políticas de consentimento de usuários da União Europeia, quando necessário.

A Política de Privacidade do Google se aplica a todos os nossos recursos e determina como coletamos, usamos e protegemos os dados do usuário. Saiba mais sobre o que acontece quando nossas políticas são violadas.

Políticas de publicidade personalizada
Princípios da política de conteúdo de publicidade personalizada Políticas de coleta e uso de dados de publicidade personalizada
Restrições com base no recurso de segmentação de publicidade personalizada
Princípios da política: categorias de interesse sensíveis
 

Princípios da política de conteúdo de publicidade personalizada

Não é possível segmentar categorias de interesse sensíveis em anúncios personalizados. Definimos categorias de interesses sensíveis seguindo estes princípios da política de conteúdo:

Restrições legais: os anúncios precisam obedecer à lei.

Dificuldades pessoais: os anúncios não podem segmentar usuários de formas que explorem as dificuldades ou problemas deles.

Identidade e crença: os anúncios não podem segmentar usuários com base em categorias propensas a discriminação sistêmica ou estigmas injustos.

Interesses sexuais: os anúncios não podem segmentar usuários com base em interesses ou experiências sexuais inerentemente particulares.

Acesso a oportunidades: os anúncios não podem limitar o acesso a oportunidades, aproveitando preconceitos sociais injustos ao segmentar usuários com categorias de conteúdo específicas.

Restrições com base no recurso de segmentação de publicidade personalizada

As políticas de anúncios personalizados se aplicam de forma diferente dependendo do recurso de segmentação usado. Todos os recursos de segmentação têm dois componentes:

  • Segmentação de usuários, que se refere aos grupos de usuários que você escolheu para ver seus anúncios e inclui todos os aspectos da criação ou seleção desses grupos.
  • Promoção de produtos e serviços, que se refere ao conteúdo específico no seu anúncio ou na sua página de destino.

Dependendo se o recurso de segmentação é um público-alvo selecionado pelo anunciante ou pelo Google, as categorias de interesse sensíveis para anúncios personalizados podem ou não se aplicar à promoção de produtos e serviços.

  • Não permitimos a segmentação de usuários com base em categorias de interesse sensíveis em nenhum recurso de segmentação de anúncios personalizados.
  • No caso de públicos-alvo selecionados pelos anunciantes (ou seja, que podem ser personalizados, editados ou enviados pelos próprios anunciantes), também não é possível promover produtos e serviços de categorias de interesse sensíveis.
  • Em públicos-alvo selecionados pelo Google (ou seja, em que o Google gerencia a seleção e o desenvolvimento), os anunciantes podem promover produtos e serviços de categorias de interesse sensíveis.

Efeito da política

Os anunciantes que promovem produtos e serviços que se enquadram nas categorias de interesse sensíveis não podem usar públicos-alvo próprios. Entretanto, todos os anunciantes podem utilizar os públicos-alvo selecionados pelo Google, mesmo que promovam categorias de interesse sensíveis.

Veja a seguinte lista não exaustiva de recursos de segmentação e como as políticas de anúncios personalizados se aplicam.

Públicos-alvo selecionados pelos anunciantes

Se você é um anunciante que promove produtos e serviços em categorias de interesse sensíveis, não pode usar os recursos de segmentação a seguir.

Públicos-alvo selecionados pelo Google

Todos os anunciantes podem usar os seguintes recursos de segmentação, incluindo aqueles que promovem produtos e serviços em categorias de interesse sensíveis.

  • No mercado
  • Afinidade
  • Informações demográficas
  • Informações demográficas detalhadas
  • Eventos importantes
  • Segmentação por local
 

Categorias de interesse sensíveis

Restrições legais

Os anúncios devem obedecer a todas as leis e regulamentações aplicáveis dos locais onde eles estão sendo exibidos.

Não permitimos segmentar usuários com base em conteúdo legalmente restrito, conforme definido nas categorias de interesse sensíveis a seguir. Dependendo do recurso de segmentação usado, talvez você também não possa promover produtos e serviços nessas categorias de interesse sensíveis.

Você é responsável por garantir que seus anúncios cumpram a política, quando necessário. Veja abaixo exemplos específicos do que não é permitido.

 
Solucionador de problemas: conformidade com a política
  1. Leia a política acima para saber o que não permitimos. Confirme se os anúncios, o site ou o app obedecem às políticas de publicidade personalizada. Mesmo que os anúncios não sejam segmentados usando categorias sensíveis, alguns tipos de conteúdo ainda são proibidos.
  2. Retire esse conteúdo do seu site ou app. Se o site ou app tiver conteúdo não permitido, remova todo o conteúdo que não esteja de acordo com essa política. Em seguida, solicite uma revisão antes de prosseguir com a próxima etapa de verificação das suas listas de público-alvo.
  3. Remova esse conteúdo do seu anúncio.
    Edite seu anúncio se ele violar esta política para garantir a conformidade.
    • Na página "Anúncios", passe o cursor sobre o anúncio que você quer editar.
    • Clique no ícone de lápis ao lado do anúncio para editá-lo.
    • Clique em "Salvar" quando terminar.
  4. Quando você edita e salva o anúncio, ele é enviado para revisão. A maior parte dos anúncios é revisada em até um dia útil. No entanto, esse processo poderá demorar mais se for necessária uma análise mais complexa. Você poderá solicitar uma revisão do seu anúncio quando remover o conteúdo inaceitável dele e da respectiva página de destino.
  5. Desassocie ou remova grupos de anúncios que segmentam listas de público-alvo ou de remarketing. Depois que revisamos o site ou aplicativo, as listas associadas são ativadas. Confirme se os anúncios que utilizam essas listas obedecem às políticas de publicidade personalizada. Se os anúncios não obedecem às políticas de publicidade personalizada, remova a segmentação ou os grupos de anúncios que usam as listas de público-alvo ou de remarketing.
Se você não conseguir resolver essas violações ou optar por não corrigi-las, remova o anúncio para evitar que sua conta seja suspensa futuramente por ter muitos anúncios reprovados.

Usuários com menos de 13 anos na publicidade personalizada

Coleta de informações pessoais de crianças com menos de 13 anos (ou a idade aplicável no país em questão) ou segmentação de conteúdo de interesse para crianças com menos de 13 anos (ou, novamente, a idade aplicável na região)

Termos relacionados a medicamentos restritos na publicidade personalizada

Medicamentos controlados e informações sobre medicamentos controlados, a menos que os medicamentos ou ingredientes sejam destinados apenas ao uso animal e não sejam propensos a uso abusivo por pessoas ou outro uso indevido (saiba mais)

Recrutamento para estudos clínicos na publicidade personalizada

Promoção de recrutamento para estudos clínicos

Bebidas alcoólicas na publicidade personalizada

Bebidas alcoólicas e bebidas que se assemelham a bebidas alcoólicas

Jogos de azar na publicidade personalizada

 Jogos de azar (on-line e off-line), informações relacionadas a jogos de azar on-line, jogos on-line não relacionados a cassinos envolvendo dinheiro ou prêmios e jogos on-line de cassinos, independentemente de envolverem dinheiro ou não

Jogos de azar com base no local na publicidade personalizada

Cassinos físicos que promovem jogos de azar de forma explícita

 

Dificuldades pessoais

Entendemos que os usuários não querem ver anúncios que explorem seus problemas e dificuldades pessoais. Por isso, não permitimos a publicidade personalizada com base nessas dificuldades. Essas dificuldades pessoais incluem condições de saúde, tratamentos, procedimentos, deficiências pessoais, problemas ou experiências traumáticas. Também não é permitido impor negatividade ao usuário.

Não permitimos segmentar usuários com base em dificuldades pessoais, conforme definido nas categorias de interesse sensíveis a seguir. Dependendo do recurso de segmentação usado, talvez você também não possa promover produtos e serviços nessas categorias de interesse sensíveis.

Você é responsável por garantir que seus anúncios cumpram a política, quando necessário. Veja abaixo exemplos específicos do que não é permitido.

Solucionador de problemas: conformidade com a política
  1. Leia a política abaixo para saber o que não é permitido. Confirme se os anúncios, o site ou o app obedecem às políticas de publicidade personalizada. Mesmo que os anúncios não sejam segmentados usando categorias sensíveis, alguns tipos de conteúdo ainda são proibidos.
  2. Retire esse conteúdo do seu site ou app. Se o site ou app tiver conteúdo não permitido, remova todo o conteúdo que não esteja de acordo com essa política. Em seguida, solicite uma revisão antes de prosseguir com a próxima etapa de verificação das suas listas de público-alvo.

  3. Remova esse conteúdo do seu anúncio.

    Se seu anúncio viola essa política, edite-o para que ele fique em conformidade.

    • Na página Anúncios, passe o cursor sobre o anúncio que você deseja editar.
    • Clique no ícone de lápis ao lado do anúncio para editá-lo.
    • Clique em Salvar quando terminar.

    Depois que você editar e salvar o anúncio, ele será enviado para nossa revisão. A maior parte dos anúncios é revisada em até um dia útil. No entanto, esse processo poderá demorar mais, se for necessário fazer uma revisão mais complexa. Se constatarmos que você removeu o conteúdo inaceitável do anúncio e do respectivo destino, poderemos aprovar a exibição dele.

  4. Desassocie ou remova grupos de anúncios que segmentam listas de público-alvo ou de remarketing. Depois que revisamos o site ou aplicativo, as listas associadas são ativadas. Confirme se os anúncios que utilizam essas listas obedecem às políticas de publicidade personalizada. Se os anúncios não obedecem às políticas de publicidade personalizada, remova a segmentação ou os grupos de anúncios que usam as listas de público-alvo ou de remarketing.
Se você não conseguir resolver essas violações ou optar por não corrigi-las, remova o anúncio para evitar que sua conta seja suspensa futuramente por ter muitos anúncios reprovados.

Saúde na publicidade personalizada

Conteúdo relacionado à saúde pessoal, que inclui:

  • condições de saúde física ou mental, como doenças, saúde sexual e condições crônicas, que precisam de cuidados ou gerenciamento em longo prazo;
  • produtos, serviços ou procedimentos para tratar ou lidar com condições crônicas de saúde, como medicamentos de venda livre e dispositivos médicos;
  • quaisquer problemas de saúde associados a partes ou funções íntimas do corpo, como saúde genital, intestinal ou urinária;
  • procedimentos médicos invasivos, como cirurgias estéticas;
  • deficiências, mesmo quando o conteúdo é voltado para o principal cuidador do usuário.
    • Exemplos: tratamentos para condições crônicas de saúde, como diabetes ou artrite; tratamentos para doenças sexualmente transmissíveis; serviços de aconselhamento para transtornos de saúde mental, como depressão ou ansiedade; dispositivos médicos para apneia do sono, como aparelhos CPAP; medicamentos de venda livre para candidíase; informações sobre como ajudar seu filho autista

Status financeiro negativo na publicidade personalizada

Crises, dificuldades ou privações financeiras pessoais

  • Exemplos: serviços de falência e assistência social, abrigos para pessoas sem-teto, recursos para pessoas desempregadas e produtos e serviços de empréstimos predatórios

Dificuldades de relacionamento na publicidade personalizada

Dificuldades pessoais com a família, amigos ou outras relações interpessoais

  • Exemplos: serviços de divórcio, livros sobre como lidar com o divórcio, produtos ou serviços funerários e serviços de aconselhamento familiar

Ato criminoso na publicidade personalizada

Antecedentes criminais, crimes cometidos, alegações ou acusações criminais

  • Exemplos: serviços de fiança e advogados de defesa criminal

Abuso e trauma na publicidade personalizada

Status pessoal como vítima de abuso, crimes ou outro evento traumático

  • Exemplos: abrigos para vítimas de violência doméstica e serviços de defesa a vítimas

Imposição de negatividade na publicidade personalizada

Imposição de negatividade sobre o usuário ou adoção de uma perspectiva ou tendência negativa para promover qualquer categoria de conteúdo

  • Exemplos: vergonha do corpo, negatividade relacionada a atributos físicos ou interações sociais, sugestão de resultados negativos aos usuários caso não realizem ações específicas
 

Identidade e crença

Consideramos sistemas de identidade e de crença profundamente pessoais e complexos. Eles são altamente dependentes da diversidade de normas culturais, geografia, história e experiências pessoais de vida. Entendemos também que a forma como a pessoa se identifica ou em que ela acredita pode ser usada para segmentar usuários com base em julgamentos ou estigmas.

Queremos que os anúncios proporcionem uma experiência positiva e que sejam exibidos com base nos interesses dos usuários, não nos valores pessoais deles. Portanto, não permitimos a publicidade personalizada com base na identidade própria fundamental ou intrínseca do usuário nem nos sistemas de crença pessoais dele. Essas identidades e crenças podem incluir classificações inerentemente particulares de si mesmos, classificações suscetíveis a estigmas, discriminação ou assédio, associação a grupos suscetíveis a estigmas, discriminação ou preconceito e sistemas de crença pessoais.

Não permitimos a segmentação de usuários com base na identidade e crença, conforme definido nas categorias de interesse sensíveis a seguir. Dependendo do recurso de segmentação usado, talvez você também não possa promover produtos e serviços nessas categorias de interesse sensíveis.

Você é responsável por garantir que seus anúncios cumpram a política, quando necessário. Veja abaixo exemplos específicos do que não é permitido.

Solucionador de problemas: conformidade com a política
  1. Leia a política acima para saber o que não permitimos. Confirme se os anúncios, o site ou o app obedecem às políticas de publicidade personalizada. Mesmo que os anúncios não sejam segmentados usando categorias sensíveis, alguns tipos de conteúdo ainda são proibidos.
  2. Retire esse conteúdo do seu site ou app. Se o site ou app tiver conteúdo não permitido, remova todo o conteúdo que não esteja de acordo com essa política. Em seguida, solicite uma revisão antes de prosseguir com a próxima etapa de verificação das suas listas de público-alvo.
  3. Remova esse conteúdo do seu anúncio.
    Edite seu anúncio se ele violar esta política para garantir a conformidade.
    • Na página "Anúncios", passe o cursor sobre o anúncio que você quer editar.
    • Clique no ícone de lápis ao lado do anúncio para editá-lo.
    • Clique em "Salvar" quando terminar.
  4. Quando você edita e salva o anúncio, ele é enviado para revisão. A maior parte dos anúncios é revisada em até um dia útil. No entanto, esse processo poderá demorar mais se for necessária uma análise mais complexa. Você poderá solicitar uma revisão do seu anúncio quando remover o conteúdo inaceitável dele e da respectiva página de destino.
  5. Desassocie ou remova grupos de anúncios que segmentam listas de público-alvo ou de remarketing. Depois que revisamos o site ou aplicativo, as listas associadas são ativadas. Confirme se os anúncios que utilizam essas listas obedecem às políticas de publicidade personalizada. Se os anúncios não obedecem às políticas de publicidade personalizada, remova a segmentação ou os grupos de anúncios que usam as listas de público-alvo ou de remarketing.
Se você não conseguir resolver essas violações ou optar por não corrigi-las, remova o anúncio para evitar que sua conta seja suspensa futuramente por ter muitos anúncios reprovados.

Orientação sexual na publicidade personalizada

Orientação sexual, incluindo homossexualidade, bissexualidade, orientação indefinida ou heterossexualidade

  • Exemplos: informações que tratam da revelação de homossexualidade, encontros e viagens gays e informações sobre bissexualidade

Filiação política na publicidade personalizada

Esta política de publicidade personalizada só não se aplica aos anúncios do Gmail entre todos os recursos de segmentação. Consulte a política abaixo sobre conteúdo político em anúncios do Gmail.

Filiação política

  • Exemplos: ideologias políticas, opiniões políticas, partidos políticos, organizações políticas, campanhas políticas e engajamento em discurso político

Conteúdo político na publicidade personalizada

Esta política de publicidade personalizada se aplica a todos os recursos de segmentação, incluindo os anúncios do Gmail.

Filiação política

  • Exemplos: ideologias políticas, opiniões políticas, partidos políticos, organizações políticas, campanhas políticas e engajamento em discurso político

Associação a sindicatos na publicidade personalizada

Sindicatos e anúncios que implicam o conhecimento sobre a associação de um usuário a sindicatos

  • Exemplos: sites de sindicatos, informações direcionadas aos membros de sindicatos, blogs de sindicatos e apoio de sindicatos a disputas trabalhistas

Raça e etnia na publicidade personalizada

Raça e etnia

  • Exemplos: publicações, universidades ou serviços de encontros orientados segundo diferenças étnicas ou raciais

Crença religiosa na publicidade personalizada

Crenças religiosas

  • Exemplos: lugares de adoração, orientação religiosa, educação ou universidades religiosas e produtos religiosos

Grupos marginalizados na publicidade personalizada

Associação com um grupo social marginalizado ou vulnerável, como castas sociais, imigrantes ou refugiados

  • Exemplos: produtos direcionados a usuários com base em casta social, serviços para imigrantes e serviços jurídicos para refugiados

Identificação como transgênero na publicidade personalizada

Identificação pessoal com um gênero que não seja o designado no nascimento ou que não corresponda à identificação masculina ou feminina

  • Exemplos: informações sobre mudança de sexo ou advogados para casos que envolvem discriminação contra transgêneros
 

Interesses sexuais

Entendemos que os interesses sexuais são inerentemente particulares e, dependendo das normas culturais, nem sempre são discutidos de forma aberta. Acreditamos na conservação da privacidade dos interesses sexuais do usuário. Por isso, não permitimos a publicidade personalizada que segmenta usuários com base nos seus respectivos interesses, experiências, atividades ou preferências sexuais pessoais. Esses interesses incluem atividades e comportamentos sexuais ou produtos utilizados nas relações sexuais. Além disso, não permitimos categorias sexualmente sugestivas ou destinadas a estímulos sexuais.

Não permitimos a segmentação de usuários com base em interesses sexuais, conforme definido nas categorias de interesse sensíveis a seguir. Dependendo do recurso de segmentação usado, talvez você também não possa promover produtos e serviços nessas categorias de interesse sensíveis.

Você é responsável por garantir que seus anúncios cumpram a política, quando necessário. Veja abaixo exemplos específicos do que não é permitido.

Solucionador de problemas: conformidade com a política
  1. Leia a política acima para saber o que não permitimos. Confirme se os anúncios, o site ou o app obedecem às políticas de publicidade personalizada. Mesmo que os anúncios não sejam segmentados usando categorias sensíveis, alguns tipos de conteúdo ainda são proibidos.
  2. Retire esse conteúdo do seu site ou app. Se o site ou app tiver conteúdo não permitido, remova todo o conteúdo que não esteja de acordo com essa política. Em seguida, solicite uma revisão antes de prosseguir com a próxima etapa de verificação das suas listas de público-alvo.
  3. Remova esse conteúdo do seu anúncio.
    Edite seu anúncio se ele violar esta política para garantir a conformidade.
    • Na página "Anúncios", passe o cursor sobre o anúncio que você quer editar.
    • Clique no ícone de lápis ao lado do anúncio para editá-lo.
    • Clique em "Salvar" quando terminar.
  4. Quando você edita e salva o anúncio, ele é enviado para revisão. A maior parte dos anúncios é revisada em até um dia útil. No entanto, esse processo poderá demorar mais se for necessária uma análise mais complexa. Você poderá solicitar uma revisão do seu anúncio quando remover o conteúdo inaceitável dele e da respectiva página de destino.
  5. Desassocie ou remova grupos de anúncios que segmentam listas de público-alvo ou de remarketing. Depois que revisamos o site ou aplicativo, as listas associadas são ativadas. Confirme se os anúncios que utilizam essas listas obedecem às políticas de publicidade personalizada. Se os anúncios não obedecem às políticas de publicidade personalizada, remova a segmentação ou os grupos de anúncios que usam as listas de público-alvo ou de remarketing.
Se você não conseguir resolver essas violações ou optar por não corrigi-las, remova o anúncio para evitar que sua conta seja suspensa futuramente por ter muitos anúncios reprovados.

Controle de natalidade na publicidade personalizada

Itens relacionados à prevenção de gravidez ou doenças sexualmente transmissíveis

  • Exemplos: preservativos, pílula contraceptiva oral, esponja contraceptiva

Conteúdo sexual

 Todo tipo de conteúdo sexual, conforme definido na política de conteúdo sexual do Google Ads.

Se a política de conteúdo sexual e a política de interesses sexuais na publicidade personalizada divergirem no tratamento de determinada categoria, a política de interesses sexuais prevalecerá no que diz respeito à forma como a categoria pode ser usada para segmentação e anúncios personalizados.

 

Acesso a oportunidades

Acreditamos que o acesso a oportunidades sociais e econômicas é fundamental para o bem-estar individual, o status social e a qualidade de vida. Também reconhecemos que discriminações e vieses sociais históricos fizeram com que o acesso a essas oportunidades por parte de alguns segmentos da sociedade fosse desigual.

Portanto, em um esforço para expandir a inclusão de usuários afetados por vieses sociais de maneira desproporcional, não permitimos que algumas categorias de produtos ou serviços sejam segmentadas para públicos específicos. Além disso, também existem políticas de anúncios que proíbem a discriminação e as políticas de anúncios personalizados impedindo o uso de categorias de identidade e crença. Veja abaixo exemplos específicos do que não permitimos.

Países: Estados Unidos, Canadá

Nos EUA e no Canadá, não é permitido segmentar as seguintes categorias de interesse sensíveis para públicos-alvo com base em gênero, idade, status parental, estado civil ou CEP.

Habitação em anúncios personalizados

Casas para venda ou locação, em que uma casa é definida como um lugar onde uma pessoa pode residir. Isso inclui produtos ou serviços que possibilitam a venda ou locação de residências.

  • Exemplos: sites com listas de imóveis, casas individuais para venda ou aluguel, serviços imobiliários

Emprego em anúncios personalizados

Oportunidades de emprego ou contratação de uma pessoa para uma vaga.*

  • Exemplos: anúncios de trabalho, sites de recrutamento, sites com listas de empregos

*Um subconjunto de anunciantes predeterminados do governo dos EUA promovendo empregos em anúncios personalizados pode segmentar públicos-alvo restritos em condições específicas. Se a segmentação for feita com base em uma qualificação profissional legítima para uma vaga no governo, que é definida pela legislação dos EUA como uma qualificação necessária para o andamento normal do trabalho, esses anunciantes identificados do governo norte-americano poderão segmentar públicos-alvo restritos.

Crédito em anúncios personalizados

Ofertas de crédito ou produtos e serviços relacionados a empréstimos ou financiamentos.

  • Exemplos: cartões de crédito, empréstimos, financiamentos imobiliários, de automóveis, de eletrodomésticos, empréstimos de curto prazo



Políticas de coleta e uso de dados de publicidade personalizada

Essas políticas definem os requisitos para a coleta e uso de dados nos anúncios personalizados. Além delas, aplicam-se também as políticas de anúncios do Google para coleta e uso de dados.

Veja a seguir o que não é permitido:

Exibir anúncios que coletam ou contêm informações de identificação pessoal (PII), a menos que você use um formato de anúncio fornecido pelo Google e criado com essa finalidade.

  • Exemplo: coletar endereços de e-mail, números de telefone ou números de cartão de crédito no próprio anúncio

Usar ou associar PII a listas de remarketing, cookies, feeds de dados ou outros identificadores anônimos.

Compartilhar PII com o Google por meio de tags de remarketing ou qualquer feed de dados do produto que possa estar associado a anúncios.

Enviar ao Google informações de local exato sem o consentimento prévio dos usuários.

Usar uma lista de remarketing que segmenta um público-alvo muito restrito ou específico. Isso inclui o caso em que a combinação de uma lista de remarketing com outros critérios de segmentação (como limitações geográficas ou outras segmentações de usuários) resulta em um anúncio segmentado para um número relativamente pequeno de usuários. Saiba mais sobre os requisitos de tamanho de listas de remarketing.

Para remarketing

  • Para desativar a coleta de dados de remarketing dos usuários que não querem ver anúncios personalizados, use o parâmetro allow_ad_personalization_signals. Saiba como modificar a tag global do site para desativar a coleta de dados de remarketing para usuários específicos.
  • Ao usar recursos de remarketing, reengajamento ou Públicos-alvo semelhantes, você precisa incluir informações específicas na sua Política de Privacidade.
  • O Google pode adicionar rótulos de aviso no anúncio para divulgar publicidade personalizada aos nossos usuários. Além disso, podemos mostrar a eles as listas de remarketing de que fazem parte e o nome de domínio correspondente. Não é permitido modificar nem ocultar esses avisos. Se você quer implementar seu próprio aviso no anúncio, faça isso obedecendo aos padrões relevantes do setor.
  • O Google não permite que outro anunciante use suas listas de remarketing ou de Públicos-alvo semelhantes sem seu consentimento.
Solucionador de problemas: políticas de publicidade personalizada para coleta e uso de dados
  1. Leia a política abaixo para saber o que não é permitido. Confirme se os anúncios, o site ou o app obedecem às políticas de publicidade personalizada. Mesmo que os anúncios não sejam segmentados usando categorias sensíveis, alguns tipos de conteúdo ainda são proibidos.
  2. Retire esse conteúdo do seu site ou app. Se o site ou app tiver conteúdo não permitido, remova todo o conteúdo que não esteja de acordo com essa política. Em seguida, solicite uma revisão antes de prosseguir com a próxima etapa de verificação das suas listas de público-alvo.

  3. Remova esse conteúdo do seu anúncio.

    Se seu anúncio viola essa política, edite-o para que ele fique em conformidade.

    • Na página Anúncios, passe o cursor sobre o anúncio que você deseja editar.
    • Clique no ícone de lápis ao lado do anúncio para editá-lo.
    • Clique em Salvar quando terminar.

    Depois que você editar e salvar o anúncio, ele será enviado para nossa revisão. A maior parte dos anúncios é revisada em até um dia útil. No entanto, esse processo poderá demorar mais, se for necessário fazer uma revisão mais complexa. Se constatarmos que você removeu o conteúdo inaceitável do anúncio e do respectivo destino, poderemos aprovar a exibição dele.

  4. Desassocie ou remova grupos de anúncios que segmentam listas de público-alvo ou de remarketing. Depois que revisamos o site ou aplicativo, as listas associadas são ativadas. Confirme se os anúncios que utilizam essas listas obedecem às políticas de publicidade personalizada. Se os anúncios não obedecem às políticas de publicidade personalizada, remova a segmentação ou os grupos de anúncios que usam as listas de público-alvo ou de remarketing.
Se você não conseguir resolver essas violações ou optar por não corrigi-las, remova o anúncio para evitar que sua conta seja suspensa futuramente por ter muitos anúncios reprovados.

Precisa de ajuda?

Se você tiver dúvidas sobre nossas políticas, fale com o suporte do Google Ads
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Related questions from the Community

Pesquisa
Limpar pesquisa
Fechar pesquisa
Google Apps
Menu principal
Pesquisar na Central de Ajuda
true
73067
false
false
false
true
false