Bebidas alcoólicas

A política do Google Ads sobre álcool será alterada no fim de Novembro. Além de actualmente permitir anúncios que promovem o branding de bebidas com elevado teor de álcool, a nova política permitirá anúncios que promovam a venda de bebidas com elevado teor de álcool. Para manter a qualidade dos anúncios e para estar em conformidade com todas as leis e regulamentos, o Google Ads apenas permitirá anúncios que promovam a venda/o branding de bebidas com elevado teor de álcool se aderirem com rigor a certas restrições de publicidade.

O anúncio e o Web site deverão cumprir os seguintes critérios:

  • não segmentar menores de idade
  • não incluir o apoio de atletas, personagens de banda desenhada ou quaisquer outros ícones/pessoas apelativos para menores de idade
  • a página de destino tem de ter um sistema de verificação da idade do utilizador e incluir afirmações sobre o consumo responsável de bebidas alcoólicas
  • não sugerir que o consumo de bebidas alcoólicas possa melhorar o desempenho sexual, social ou profissional
  • não sugerir que o consumo de bebidas alcoólicas seja relaxante ou terapêutico
  • não indicar que o consumo de bebidas alcoólicas em excesso é bom
  • não mostrar pessoas a consumir bebidas alcoólicas ao mesmo tempo que praticam actos ilegais, violentos ou perigosos; ou com outros comportamentos inadequados como, por exemplo, a agir de modo degradante
  • não conter conteúdos de natureza sexual

Algumas jurisdições poderão impor qualquer um dos seguintes regulamentos adicionais:

  • requerer licenças estatais para a publicidade a bebidas alcoólicas
  • proibir anúncios a bebidas com um determinado teor de álcool
  • requerer determinadas exclusões de responsabilidade em anúncios a bebidas alcoólicas

Esta alteração da política afectará a Argentina, a Austrália, a Áustria, a Bélgica, o Brasil, o Canadá, o Chile, a China, a República Checa, a Dinamarca, a França, a Alemanha, a Grécia, Hong Kong, a Hungria, a Irlanda, Israel, a Itália, o Japão, o Quénia, os Países Baixos, o Panamá, o Peru, Portugal, Singapura, a África do Sul, a Coreia do Sul, a Espanha, a Suécia, o Reino Unido e os Estados Unidos. Tomámos esta decisão para ajudar mais anunciantes a utilizar o Google Ads para promoverem os seus produtos. Após a entrada em vigor da nova política, a descrição da política será actualizada.
(Publicado a 16 de Novembro de 2010)

A informação foi útil?
Como podemos melhorá-la?