Políticas do programa do Ad Manager e do Ad Exchange

Evitar malware no conteúdo do anúncio

O Google trabalha ativamente com anunciantes e parceiros de confiança para combater o malware em anúncios. Todos os editores e redes de publicidade precisam seguir as recomendações de segurança descritas em https://anti-malvertising.withgoogle.com/.

Ferramentas de detecção de malware e tecnologias reservadas do Google são usadas para verificar regularmente todos os criativos. Chamadas de terceiros indiretos ou subdistribuição a anunciantes ou fornecedores não certificados são proibidas. Os anúncios que distribuírem malware serão eliminados para proteger os usuários. Qualquer Authorized Buyer que veicule criativos com malware está sujeito a uma suspensão mínima de três meses. Se você tiver um criativo que viola a política, saiba como resolver o problema.

Criativos que acionam redirecionamentos automáticos ou pop-ups

Os redirecionamentos automáticos são uma forma de malvertising que, quando renderizados, geram cliques automáticos e levam os usuários a outro site de maneira inesperada no navegador ou em um aplicativo para dispositivos móveis. Os pop-ups também são um tipo de malvertising que renderiza caixas de diálogo do sistema sobre o site, estimulando o usuário a clicar no conteúdo.

O Google proíbe esse comportamento e trabalha constantemente para melhorar as proteções do editor. A grande maioria das demandas do Ad Exchange e do Google usa uma infraestrutura técnica chamada sandbox para bloquear esses criativos maliciosos no Chrome e em outras plataformas.

Talvez outras trocas, redes e parceiros negociados por meio de lances de cabeçalho e itens de linha não tenham as mesmas políticas e proteções. Verifique se as origens de demanda têm políticas adequadas para proibir esse comportamento e proteger os usuários contra ele.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?