Perguntas frequentes sobre agentes do gerenciamento de dispositivos Android

O app de gerenciamento instalado nos dispositivos define como e o que você controla nos dispositivos Android dos usuários como administrador usando o gerenciamento avançado de dispositivos móveis. O app de gerenciamento é um agente que dá acesso às informações e configurações do dispositivo à organização. Desde setembro de 2019, o gerenciamento de endpoints do Google vem desenvolvendo o Android Device Policy, um app de gerenciamento que substitui o app Google Apps Device Policy. O app Android Device Policy oferece novos recursos e altera o funcionamento de alguns recursos atuais.

Perguntas frequentes

Quais recursos estão disponíveis apenas no Android Device Policy?
  • Registro sem toque: implante os dispositivos da empresa em massa sem configurar cada um manualmente. Saiba mais
  • Gerenciamento avançado de senhas: defina os requisitos avançados de senha. Por exemplo, não permita caracteres repetidos ou sequenciais. Saiba mais
  • Gerenciamento avançado de VPN: especifique um app para ser uma VPN (Rede privada virtual) sempre ativada. Saiba mais
  • Gerenciamento de recursos da tela de bloqueio: desative notificações, agentes de confiança, desbloqueio com impressão digital e recursos de proteção de teclado em dispositivos totalmente gerenciados. Saiba mais
  • O Google pode adicionar recursos de segurança automaticamente.
Qual app de gerenciamento do Android minha organização deve usar?

Para usar o Android Device Policy, o dispositivo precisa atender aos seguintes requisitos:

  • Ele precisa ter o Android 6.0 Marshmallow ou versões posteriores.
  • Ele precisa ser compatível com um perfil de trabalho e com o Modo dispositivo da empresa (totalmente gerenciado).
  • O gerenciamento avançado de dispositivos móveis precisa estar ativado na conta do usuário.

Além disso, o Android Device Policy precisa estar disponível para a organização. O administrador do Google Workspace ou do Cloud Identity receberá um e-mail algumas semanas antes da disponibilização do Android Device Policy.

Depois que todas essas condições forem atendidas, os usuários receberão automaticamente uma solicitação para configurar o Android Device Policy quando configurarem novos dispositivos.

Os usuários precisam configurar o app Google Apps Device Policy para novos dispositivos que fazem parte do gerenciamento avançado nos seguintes casos:

  • O dispositivo não atende aos requisitos do Android Device Policy.
  • A organização ainda não disponibilizou o Android Device Policy.

Observação: para que os usuários configurem perfis de trabalho, os dispositivos precisam ter o Android 5.0 Lollipop e versões posteriores. Para que os usuários configurem dispositivos pessoais como propriedade da organização, os dispositivos precisam ter o Android 6.0 Marshmallow e versões posteriores.

Os dispositivos que já têm o app Google Apps Device Policy continuam sendo gerenciados por ele. Você pode fazer a transição dos dispositivos para o Android Device Policy se isso for necessário e viável.

Como descubro qual app de gerenciamento está instalado em um dispositivo?
  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. Clique em Dispositivos móveis.
  4. Para ver detalhes, clique na linha do dispositivo.
  5. Clique em Segurança do dispositivo.

    O gerenciamento do dispositivo está listado em User agent.

Como o usuário instala os apps Google Apps Device Policy ou Android Device Policy?

Google Apps Device Policy: o usuário precisa instalar o app ao adicionar a Conta do Google gerenciada ao dispositivo pela primeira vez.

Android Device Policy: o usuário não precisa instalar nada, mas recebe uma solicitação para configurar um perfil de trabalho nos dispositivos pessoais. Como o Android Device Policy está sendo lançado, talvez ele ainda não esteja disponível nos dispositivos dos usuários. Você receberá um e-mail quando o Android Device Policy estiver disponível para a organização.

Se o app Google Apps Device Policy for instalado em um dispositivo após a configuração do Android Device Policy, o app alertará o usuário para remover o perfil de trabalho criado pelo Android Device Policy. Para resolver o conflito, o usuário precisa desinstalar ou desativar o app Google Apps Device Policy.

Como faço a transição do app Google Apps Device Policy para o Android Device Policy nos dispositivos Android da organização?

O processo de transição depende de como o dispositivo é configurado:

Dispositivo pessoal com um perfil de trabalho

O privilégio de gerenciamento da organização é "Proprietário do perfil"

No dispositivo, o usuário remove o perfil de trabalho e adiciona a conta de trabalho novamente. Uma solicitação para configurar o Android Device Policy será exibida.

Observação: se o dispositivo não for compatível com o Android Device Policy, o usuário precisará configurar o app Google Apps Device Policy.

Dispositivo pessoal sem um perfil de trabalho

O privilégio de gerenciamento da organização é "Administrador do dispositivo"

No dispositivo, o usuário segue estas etapas:

  1. Abra o Google Apps Device Policy.
  2. Toque em Cancelar o registro. A conta de trabalho é removida do dispositivo.
  3. Abra o app Configurações e toque em Contas.
  4. Adicione a conta de trabalho novamente e configure o Android Device Policy. Durante a inscrição, o usuário precisa configurar um perfil de trabalho, porque ele é necessário para o Android Device Policy.

    Observação: se o dispositivo não for compatível com o Android Device Policy, o usuário precisará configurar o app Google Apps Device Policy.

Dispositivo da empresa ou um dispositivo pessoal que os usuários definem como somente para trabalho

O privilégio de gerenciamento da organização é "Proprietário do dispositivo"

Para iniciar a migração, o administrador ou o usuário (se permitido) precisam redefinir o dispositivo. Em seguida, o usuário adiciona a conta de trabalho novamente e configura o Android Device Policy. Observação: se o dispositivo não for compatível com o Android Device Policy, o usuário precisará configurar o app Google Apps Device Policy.

Para redefinir o dispositivo no Admin Console, faça o seguinte:

  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Dispositivos.
  3. Clique em Dispositivos móveis.
  4. Aponte para o dispositivo e clique em Mais ""e depoisExcluir o dispositivo permanentemente.

Se você permitir que os usuários redefinam os dispositivos, eles poderão aplicar as configurações originais.

Onde fica o ícone do Android Device Policy no dispositivo?

O Android Device Policy é integrado diretamente ao sistema operacional do dispositivo, por isso ele não aparece como um app independente. Se necessário, acesse o app no Google Play. No dispositivo, toque em Play Store e pesquise Android Device Policy.

O que acontece quando eu excluo permanentemente uma conta ou um dispositivo no modo remoto?

Os dados removidos de um dispositivo dependem do privilégio de gerenciamento da organização:

Tipo de dispositivo

Excluir o dispositivo permanentemente Excluir a conta permanentemente

Dispositivo pessoal com um perfil de trabalho

O privilégio de gerenciamento da organização é "Proprietário do perfil"

O perfil de trabalho do usuário é removido. Isso inclui a conta de trabalho e todos os apps e dados associados.

Os dados e apps pessoais permanecem no dispositivo.

O mesmo que "Limpar dispositivo"

Dispositivo pessoal sem um perfil de trabalho

O privilégio de gerenciamento da organização é "Administrador do dispositivo"

Esta opção de gerenciamento está disponível apenas para dispositivos com o Android 9.0 ou anterior e o app Google Apps Device Policy.

O dispositivo é redefinido com as configurações originais.

Todos os apps e dados pessoais e de trabalho são removidos.

Se o dispositivo tiver um cartão SD, os dados também serão removidos desse cartão. Observação: a remoção é uma limpeza rápida, não uma limpeza segura do cartão SD. Apenas os cartões SD principais montados são limpos. Os cartões somente leitura não são limpos.

A conta de trabalho é removida. Os dados e apps pessoais permanecem no dispositivo. Se o dispositivo estiver no modo totalmente gerenciado e a conta de trabalho for adicionada novamente, todos os apps serão removidos do dispositivo.

Observação: no Android 5.1 Lollipop e versões posteriores, não será possível remover uma conta se ela for a única no dispositivo. Quando você exclui a conta permanentemente, os novos dados de trabalho param de ser sincronizados, mas os atuais permanecem no dispositivo. Para remover a conta e os dados, exclua permanentemente todos os dados do dispositivo.

Dispositivo da empresa (ou um dispositivo pessoal que os usuários definem como somente para trabalho)

O privilégio de gerenciamento da organização é "Proprietário do dispositivo"

O dispositivo é redefinido com as configurações originais.

Todos os dados de trabalho e pessoais são removidos.

Dispositivos Android com Device Policy: o dispositivo é redefinido para as configurações originais de fábrica. Todos os dados de trabalho e pessoais são removidos.

Dispositivos com o Google Apps Device Policy: a conta de trabalho é removida. Os dados e apps pessoais permanecem no dispositivo. Se o dispositivo estiver no modo totalmente gerenciado e a conta de trabalho for adicionada novamente, todos os apps serão removidos do dispositivo.

 

Posso desativar o requisito de configuração do perfil de trabalho no Android Device Policy?

Não. Para acessar os dados de trabalho, você precisa instalar um perfil de trabalho nos dispositivos Android pessoais controlados pelo gerenciamento avançado de dispositivos móveis e definidos como propriedade do usuário durante a configuração com a opção Para trabalho e uso pessoal.

Observação: o usuário precisa criar um perfil de trabalho mesmo quando você desativa o perfil ou o torna opcional. No Admin Console, acesse Dispositivose depoisConfiguraçõese depoisConfigurações do Androide depoisPerfil de trabalhoe depoisConfiguração do perfil de trabalho.

O perfil de trabalho não é necessário quando os usuários selecionam Somente para trabalho ao configurar o dispositivo pessoal. No entanto, o dispositivo é totalmente gerenciado pela organização, e o usuário não pode adicionar contas pessoais. Se a conta for excluída permanentemente de modo remoto, o dispositivo será redefinido para as configurações originais e todos os dados serão removidos.

Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.