Configurar um banco de dados do Cloud SQL para o App Maker

Ao configurar uma instância padrão do Cloud SQL que os apps do App Maker poderão usar para armazenar dados de apps:

  • os desenvolvedores poderão adicionar rapidamente modelos de dados aos próprios apps com apenas alguns cliques;
  • o App Maker assumirá as interações SQL, permitindo que os desenvolvedores deleguem as tarefas de gerenciamento do banco de dados e se concentrem na criação de bons apps;
  • você poderá garantir que os dados do G Suite da organização serão armazenados em um banco de dados controlado por ela;
  • os desenvolvedores poderão usar uma instância personalizada para implantações de produção.

O Cloud SQL exige que o Google Cloud Platform (GCP) esteja ativado na sua organização. O GCP tem sua própria estrutura de preços.

Se você não fornecer um banco de dados padrão do Cloud SQL, os desenvolvedores poderão implantar apps que usam bancos de dados externos, como um banco de dados MySQL fora do Google Cloud.

Configurar uma instância padrão do Cloud SQL para o App Maker

Antes de começar: se você quiser aplicar a configuração a determinados usuários, coloque as contas deles em uma unidade organizacional (para controlar o acesso por departamento) ou em um grupo de configuração (para controlar o acesso por departamento).

  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina com @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin console, acesse Apps e Serviços adicionais do Google e App Maker.
  3. Clique em Configurações do banco de dados.
  4. Para aplicar a configuração a todos, deixe a unidade organizacional mãe selecionada. Caso contrário, selecione uma unidade organizacional filha ou um grupo de configuração.
  5. Clique em Ajude-me a configurar o Cloud SQL. O Admin Console identifica automaticamente se seu domínio tem um recurso Organização do Google Cloud Platform configurado, se você tem acesso ao Google Cloud Platform e se a organização tem projetos do Cloud SQL e instâncias adequadas:

    Se um recurso Organização do Google Cloud Platform não estiver configurado para seu domínio, você deverá configurá-lo. Clique no link para abrir o Console do GCP e criar uma conta. Talvez você esteja qualificado para ter uma avaliação gratuita. Depois que o GCP estiver configurado, retorne às configurações do banco de dados do App Maker e continue com a configuração do Cloud SQL.

    Quando um recurso da organização do GCP estiver configurado para seu domínio:

    • Se sua organização tem projetos e instâncias do Cloud SQL que você pode acessar, selecione o projeto e a instância no menu. Você também pode criar uma instância para ser usada pelo App Maker, conforme descrito na próxima seção.
    • Se você não tiver acesso a um projeto existente do Cloud SQL e não conseguir criar um, clique no link para enviar uma solicitação ao administrador do GCP da sua organização. Ele pode configurar o Cloud SQL para você.
    • Se você puder acessar um projeto do Cloud SQL, mas nenhuma instância, crie uma:
      1. Selecione o projeto do Google Cloud Platform para a nova instância.
      2. Clique em Criar nova instância do SQL. A caixa de diálogo levará você ao Console do Google Cloud Platform onde a instância será configurada.
      3. Configurações obrigatórias da instância:
        • Mecanismo de banco de dados: MySQL (obrigatório)
        • Tipo de instância: segunda geração (obrigatório)
        • Região: us-central1 (recomendado)

          Recomendamos que você use a região us-central1 para a nova instância, mesmo que ela esteja em outra localização geográfica. É possível selecionar uma região diferente, mas o desempenho do app talvez não seja satisfatório porque os apps são executados em us-central.

        • Tamanho (tipo de máquina): micro, pequena ou padrão para começar (recomendado)

          Você pode começar com uma instância menor e aumentar o tamanho à medida que mais usuários e desenvolvedores adotarem o App Maker. Observação: instâncias micro e pequenas não têm um contrato de nível de serviço, e o tempo de atividade não é garantido.

      4. Retorne ao Admin Console para concluir a configuração. Atualize a página e selecione a nova instância.

    Por padrão, todos os usuários do G Suite no seu domínio terão acesso de leitura e gravação à instância do Cloud SQL que você configurou no App Maker. Eles não terão permissão para criar e gerenciar bancos de dados do Cloud SQL fora do App Maker. No entanto, somente desenvolvedores do App Maker realmente precisam ter acesso à instância do Cloud SQL. Os usuários do app não precisam de acesso para usar os aplicativos. Você pode editar as funções associadas ao projeto do GCP para restringir ou permitir o acesso de determinados usuários, Grupos do Google ou domínios na organização. Saiba como editar funções.

  6. Clique em Salvar. Se você tiver configurado uma unidade organizacional ou um grupo, poderá Herdar/Modificar uma organização ou Desativar um grupo.

  7. A instância padrão do Cloud SQL normalmente é ativada no App Maker assim que você salva as alterações no Admin Console. No entanto, pode levar até 24 horas para entrar em vigor. Abra o App Maker e confirme que você pode criar um modelo do Cloud SQL. Saiba como.

Criar uma instância e editar as funções do Cloud SQL

Criar manualmente uma instância do Cloud SQL para o App Maker
  1. Acesse a página Instâncias do Cloud SQL no GCP.
  2. Clique em Criar instância para configurar uma nova instância com as seguintes configurações:
    • Mecanismo de banco de dados: MySQL (obrigatório)
    • Tipo de instância: segunda geração (obrigatório)
    • Região: us-central1 (recomendado)

      Recomendamos que você use a região us-central1 para a nova instância, mesmo que ela esteja em outra localização geográfica. É possível selecionar uma região diferente, mas o desempenho do app talvez não seja satisfatório porque os apps são executados em us-central.

    • Tamanho (tipo de máquina): micro, pequena ou padrão para começar (recomendado)

      Você pode começar com uma instância menor e aumentar o tamanho à medida que mais usuários e desenvolvedores adotarem o App Maker. Observação: instâncias micro e pequenas não têm um contrato de nível de serviço, e o tempo de atividade não é garantido.

  3. Neste momento, você pode acessar as configurações de banco de dados do App Maker no Admin Console e clicar em Ajude-me a configurar o Cloud SQL para selecionar a nova instância em uma lista e configurar permissões automaticamente. Para configurar permissões e adicionar manualmente a instância ao App Maker, vá para a próxima etapa.

  4. Abra o IAM e administrador no GCP para conceder as permissões necessárias. O App Maker precisa da função administrador do SQL para criar e gerenciar bancos de dados. A função cliente do SQL é necessária para que os apps leiam e gravem dados. Os desenvolvedores do App Maker da sua organização precisam da função de cliente SQL para que os apps possam ler e gravar dados em nome dos usuários do app. 

  5. Clique em Selecionar um projeto na parte superior da página e selecione o projeto que contém a instância SQL.
  6. Clique em Adicionar Adicionar pessoas na parte superior da página para adicionar um membro ao seu projeto.
  7. Cole appmaker-maestro@appspot.gserviceaccount.com no campo Novos membros.
  8. Clique na lista suspensa Papéis e selecione o seguinte:
    • Cloud SQL e Administrador do Cloud SQL
    • Cloud SQL e Cliente do Cloud SQL
  9. Clique em Salvar.
  10. Para conceder a um usuário, grupo ou domínio acesso à instância do SQL:
    1. Clique em Adicionar Adicionar pessoas na parte superior da página para adicionar um membro ao seu projeto.
    2. Defina o nome do membro como o endereço de e-mail do usuário, o endereço de e-mail do grupo ou o domínio.
    3. Clique na lista suspensa Papéis e atribua o papel Cloud SQL e Cliente do Cloud SQL.
    4. Clique em Salvar.
  11. Acesse as instâncias do SQL e clique na instância que você está usando para o App Maker.
  12. Localize o campo Nome de conexão da instância e clique em Copiar Copiar.
  13. Abra as configurações do App Maker no Admin Console.
  14. Clique em Configurações do banco de dados.
  15. Selecione a unidade organizacional onde você quer definir a instância padrão do Cloud SQL. É possível definir uma instância padrão diferente para cada unidade organizacional. Saiba mais sobre as unidades organizacionais.
  16. Cole o nome da conexão da instância no campo nome de conexão da instância e clique em Salvar.
  17. A instância padrão do Cloud SQL normalmente é ativada no App Maker assim que você salva as alterações no Admin Console. No entanto, as alterações podem levar até 24 horas para serem propagadas para todos os usuários na sua organização. Abra o App Maker e confirme que você pode criar um modelo do Cloud SQL. Saiba como.
Editar funções do Cloud SQL

Quando você define uma instância do Cloud SQL no Admin Console, todas as pessoas no domínio são adicionadas à função de Cliente do Cloud SQL. É possível personalizar a função de Cliente do Cloud SQL para adicionar ou remover usuários, Grupos do Google ou domínios que pertençam à sua organização. 

  1. Acesse IAM e administrador no GCP.
  2. Clique em Selecionar um projeto na parte superior da página e selecione o projeto que contém a instância do Cloud SQL.
  3. Se você não tiver criado o projeto do Cloud SQL por meio do Admin Console, verifique se as funções necessárias da conta de serviço estão definidas:
    1. Clique em Adicionar Adicionar pessoas na parte superior da página para adicionar um membro ao seu projeto.
    2. Cole appmaker-maestro@appspot.gserviceaccount.com no campo Novos membros.
    3. Clique na lista suspensa Papéis e selecione o seguinte:
      • Cloud SQL e Administrador do Cloud SQL
      • Cloud SQL e Cliente do Cloud SQL
    4. Clique em Salvar.
  4. Para conceder a um usuário, grupo ou domínio acesso à instância do SQL:
    1. Clique em Adicionar Adicionar pessoas na parte superior da página para adicionar um membro ao seu projeto.
    2. Defina o nome do membro como o endereço de e-mail do usuário, o endereço de e-mail do grupo ou o domínio.
    3. Clique na lista suspensa Papéis e atribua o papel Cloud SQL e Cliente do Cloud SQL.
    4. Clique em Salvar.
  5. Para remover usuários, grupos ou domínios de uma função:
    1. Clique em Funções para ver as permissões por função.
    2. Clique na seta para baixo Seta para baixo ao lado de um papel para ver os respectivos membros.
    3. Na linha do usuário, grupo ou domínio, clique em Excluir Excluir.
    4. Na caixa de diálogo de confirmação, clique em Remover.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?