O que há de novo no G Suite Password Sync

Estas notas da versão descrevem adições e melhorias nas versões mais recentes do G Suite Password Sync (GSPS). Você pode encontrar informações detalhadas sobre como configurar o GSPS em Configurar o G Suite Password Sync.

Observação: como a Microsoft não oferece mais suporte para as plataformas, o suporte ao Windows XP e ao Server 2003 nos nossos produtos de migração de dados e sincronização foi encerrado em 31 de dezembro de 2018. Saiba mais

Versão 1.7.6
16 de setembro de 2019

O que há de novo
  • Agora o GSPS funciona quando a proteção de LSA adicional está ativada em um Windows Server.
  • Não é mais necessário digitar o nome de domínio.
  • Adicionamos ao arquivo de registros informações (endereço de e-mail do administrador e código da conta de serviço) que melhoram o diagnóstico.
O que foi corrigido
  • Corrigido o texto de ajuda da mensagem de erro exibida quando o acesso anônimo era usado em um sistema onde esse recurso não é permitido.
  • Corrigido um problema que impedia que as pesquisas LDAP registrassem um nome de usuário incorreto (geralmente, dados incorretos em vez do nome de usuário).
  • Pequenas correções nos registros.

Versão 1.6.17
30 de janeiro de 2017

O que foi corrigido
Corrigido o seguinte problema: dependendo da ordem na qual os filtros eram instalados, o GSPS podia interferir na funcionalidade de outros filtros de senha instalados.

Versão 1.6.13
8 de novembro de 2016

O que há de novo
O Google Apps Password Sync tem um novo nome: G Suite Password Sync (GSPS).

Versão 1.6
30 de junho de 2016

O que há de novo
  • Adicionado suporte às instalações do Windows Server Core 2008 e 2012.
  • Adicionado suporte à conta de serviço para a autenticação do G Suite. Isso é exigido em instalações Server Core e opcional em outras instalações.
  • Agora o GSPS pode ser instalado e configurado na linha de comando.
  • Agora a configuração LDAP pode usar o contexto de segurança do serviço GAPS, o que acaba com a necessidade de informar credenciais de administrador do Active Directory.
  • As mensagens de erro foram melhoradas no assistente de configuração.
  • Relatórios de erros foram adicionados. Os relatórios são armazenados no servidor GAPS e não são transmitidos para o Google.
  • O Windows Server 2003 não é mais compatível.
O que foi corrigido
  • Agora a interface do usuário do GSPS exibe um ícone de cronômetro ao executar tarefas decorrentes de outras ações. Por exemplo, isso acontece quando o usuário pressiona os botões Anterior, Próxima e Autorizar agora.
  • O GAPS tentará novamente os tempos limites da rede e os erros de servidor 5xx encontrados ao atualizar o token de acesso OAuth.
  • Os usuários que não forem administradores de domínio do Windows não poderão mais iniciar o assistente de configuração do GAPS. Antes, eles podiam abrir o assistente, mas recebiam um erro quando tentavam salvar a configuração.

Versão 1.5
16 de fevereiro de 2016

O que há de novo

Agora o GSPS usa a função de hash Crypt (hashes SHA512 com "salt", em vez de SHA1) ao atualizar a senha com a Directory API.

São usados novos endpoints do OAuth2 para autorizar e atualizar tokens (evita conflitos ao modificar o DNS para aplicar o SafeSearch).

O feedback na interface do usuário de configuração foi melhorado para ajudar a diagnosticar problemas de autorização. Foram melhorados o registro de rastreamento e as mensagens de sistema do log de eventos do Windows.

O número de eventos do log foi reduzido quando uma senha de conta de computador não é sincronizada.

Foram melhorados os registros de diagnóstico. Os problemas de autorização agora podem ser encontrados nos registros de autorização do serviço.

Observação: existe uma nova versão da ferramenta de suporte do GSPS disponível para ajudar a resolver problemas na instalação do GSPS.

Versão 1.4

O que foi corrigido

Corrigido um problema que causava uma falha no GSPS quando o atributo de endereço de e-mail de uma conta do Active Directory não era recuperado.

Observação: esse problema só foi observado no Windows Server 2003, mas recomendamos o upgrade independentemente da versão do Windows Server.

Versão 1.3

O que há de novo

O GAPS agora utiliza a Directory API do Admin SDK (versão 1).

Agora as páginas "Configurar o G Suite" e "Configurar o Active Directory" fazem validação. Se você digitar informações incorretas nessas páginas, o programa emitirá um alerta.

O que foi corrigido

Os arquivos de registros gerados pelo GSPS não mostram mais linhas irrelevantes com menções ao Outlook.

Na página do assistente "Configurar o G Suite", pressionar "Enter" solicita sua autorização, em vez de levar você de volta à página anterior.

Versão 1.2

O que há de novo

Agora os eventos "Senhas do G Suite" aparecem no log de eventos do aplicativo. O GSPS registra os detalhes de sincronizações de senhas e falhas em sincronizações de senhas no log de eventos.

O que foi corrigido

A ordem das etapas listadas na página do assistente de configuração inicial, que estava incorreta, foi corrigida.

O GAPS registrava hashes de senha em alguns casos quando a senha não era sincronizada. Esse problema foi corrigido. O GAPS não registra mais hashes de senha.

O GAPS tentava sincronizar senhas que continham caracteres não compatíveis (caracteres não US-ASCII). Esse problema foi corrigido. Agora o GAPS registra um aviso.

Agora o GAPS identifica corretamente falhas na sincronização de senhas quando uma resposta de erro de servidor é retornada.

Os problemas de formatação nos registros DLL do GAPS foram corrigidos.

Versão 1.1

O que há de novo

A opção "Usar o acesso anônimo para consultar o Active Directory" agora fica desmarcada por padrão. A maioria dos ambientes do Active Directory não permite conexões LDAP anônimas. Portanto, isso simplifica o processo de configuração.

O GAPS de 32 bits não poderá mais ser instalado em sistemas de 64 bits. Anteriormente, a instalação era concluída sem erro, mas a sincronização de senhas não funcionava. Agora os dois instaladores não são mais confundidos.

Fluxo de autorização do Google aprimorado. O novo fluxo de autorização está mais claro e simples de usar.

Detectar automaticamente o DN de base. Ao executar o assistente de configuração pela primeira vez, o campo "DN de base" será pré-preenchido com o DN de base padrão do domínio.

O que foi corrigido

Foi corrigido um erro no qual os registros mostravam incorretamente a mensagem "Erro ao proteger a chave: 0", mesmo quando não ocorria erro ao salvar as configurações.

Foram corrigidos vários problemas na etapa de autorização do Google da configuração que fazia a autorização falhar sem explicação.

Foi corrigido um problema que impedia a inicialização do serviço do GAPS em alguns sistemas porque o caminho do serviço do GAPS estava registrado no sistema sem aspas.

Foi corrigido um problema que fazia o GAPS falhar quando havia configurações de proxy incorretas na rede.

Google, G Suite e marcas e logotipos relacionados são marcas registradas da Google LLC. Todos os outros nomes de empresas e produtos são marcas registradas das empresas às quais eles estão associados.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?