Adicionar rotas de e-mail para a entrega avançada do Gmail

Geralmente, as mensagens do Gmail são configuradas para entrega direta. Essa opção envia todos os e-mails dos usuários em um domínio para a Caixa de entrada do Gmail. As instruções básicas de configuração do seu domínio descrevem como configurar a entrega direta.

Mas talvez você precise configurar outras opções de entrega. Por exemplo, para encaminhar os e-mails dos usuários do Microsoft Exchange, primeiro adicione uma rota a cada servidor local. Depois, crie configurações de roteamento que usem essas rotas para determinados domínios ou usuários.

É possível definir essas configurações por unidade organizacional.

Para ver mais casos de uso e exemplos de roteamento de e-mail, consulte Roteamento e entrega de e-mails.

Adicionar uma rota de e-mail para um domínio

  1. Faça login no Google Admin Console.

    Faça login com sua conta de administrador (não termina em @gmail.com).

  2. Na página inicial do Admin Console, acesse Appse depoisGoogle Workspacee depoisGmaile depoisConfigurações avançadas.

    Dica: para ver "Configurações avançadas", role até a parte inferior da página do Gmail.

    Observação: você pode acessar essa configuração em Appse depoisG Suitee depoisGmaile depoisHosts.

  3. Clique em Hosts.
  4. Clique em Adicionar rota.
  5. Digite o nome de uma rota. Use um nome que ajude a lembrar a rota.
  6. Especifique os servidores de e-mail da rota.
  7. Se você selecionar Host único, digite o nome do host (recomendado) ou o endereço IP da rota. Digite o número da porta: 25, 587 ou um número de 102465535. A porta 465 não é permitida nem compatível com um único host.
  8. Se você selecionar Múltiplos hosts, especifique vários hosts principais e secundários para balanceamento de carga e failover.

    Para adicionar mais hosts, clique em Adicionar e digite o nome do host, o número da porta e a porcentagem de carregamento de cada host. Essa porcentagem precisa totalizar 100% em cada categoria, principal e secundária. Por exemplo, se você tiver dois hosts principais, digite 50 para cada.

  9. Selecione as opções que você quer ativar para a rota. As seguintes opções Recomendado são ativadas por padrão para novas rotas:
    • Realizar consulta MX no host: entrega os e-mails para os hosts MX associados ao nome de domínio especificado.

    • Exigir que o e-mail seja transmitido por uma conexão segura TLS (recomendado): criptografe as mensagens entre os servidores de envio e recebimento de e-mail com o Transport Layer Security (TLS).

    • Exigir um certificado assinado pela autoridade de certificação (recomendado): o servidor SMTP do cliente precisa apresentar um certificado assinado por uma autoridade de certificação que tem a confiança do Google.

    • Validar o nome do host do certificado (recomendado): verifique se o nome do host de recebimento corresponde ao certificado apresentado pelo servidor SMTP.

  10. Clique em Testar conexão TLS para verificar a conexão com o servidor de e-mail de recebimento.

  11. Na parte inferior, clique em Salvar.

Pode levar até 24 horas para que as mudanças sejam propagadas no sistema. Você pode rastreá-las no Registro de auditoria do Admin Console.

Se você receber o erro "Não foi possível validar o certificado"

Ao clicar em Testar conexão TLS, você talvez veja o erro "Não foi possível validar o certificado…". Se isso acontecer, você poderá salvar a nova rota de e-mail, mas as mensagens enviadas da sua organização serão rejeitadas. 

Para corrigir o erro, tente uma ou mais destas soluções:

  • Se o servidor de e-mail tiver mais de um nome de host, verifique se você está usando o que aparece no certificado do servidor.

  • Se você tiver acesso ao servidor de e-mail na rota, instale um novo certificado de uma autoridade de certificação confiável. Verifique se o nome de host no novo certificado está correto.

  • Se você usa um serviço de redirecionamento de e-mail de terceiros, entre em contato com o provedor de serviços.

  • Desative uma ou mais destas opções:
    • Exigir que o e-mail seja transmitido por uma conexão segura TLS
    • Exigir um certificado assinado pela autoridade de certificação
    • Validar o nome do host do certificado 

      Importante: recomendamos que essas opções fiquem ativadas sempre que possível para que a conexão seja verificada.


Google, Google Workspace e marcas e logotipos relacionados são marcas registradas da Google LLC. Todos os outros nomes de empresas e produtos são marcas registradas das empresas às quais eles estão associados.
Isso foi útil?
Como podemos melhorá-lo?

Precisa de mais ajuda?

Faça login e veja mais opções de suporte para resolver o problema rapidamente.