Autenticar e-mail com o DKIM

Atualizar registros DNS para um subdomínio

Se você enviar e-mails de um subdomínio, talvez não seja possível adicionar um registro TXT para esse subdomínio. Para usar a autenticação DKIM, você pode adicionar o registro TXT necessário ao domínio pai.

Se o registrador do seu domínio permitir a criação de registros DNS para o subdomínio, crie o registro TXT para o subdomínio da mesma forma como você cria esse registro para um domínio. Siga as instruções abaixo apenas ao criar o registro TXT no domínio pai.

Quando você gera uma chave de domínio, o Google Admin Console exibe o nome do registro TXT que deve ser criado. O nome tem o formato selector._domainkey, sendo selector o prefixo do seletor para a chave (google, por padrão). Para usar o registro TXT em e-mails enviados de um subdomínio, adicione um ponto e o nome do subdomínio ao final do nome do registro.

Por exemplo, imagine que você adicionou um registro TXT ao domínio meudomínio.com.br para autenticar e-mails enviados do subdomínio mail.meudomínio.com.br. O nome do registro será google_chavededomínio.mail.

Para adicionar o registro TXT aos registros DNS do domínio pai:

  1. Gere a chave de domínio do subdomínio no Google Admin Console.

    O Admin Console exibirá o nome e o valor do registro TXT necessário.

  2. Faça login no console do administrador fornecido pelo provedor do domínio.
  3. Localize a página na qual você pode atualizar os registros DNS do domínio pai.
  4. Crie um registro TXT com o nome e o valor a partir do Google Admin Console.

    Diferentes registros de domínio usam diferentes nomes para os campos associados a um registro TXT. Por exemplo, o GoDaddy tem campos chamados "TXT Name" e "TXT Value", e o Name.com denomina os mesmos campos como "Record Host" e "Record Answer". Independentemente do provedor, digite o texto de Nome de registro TXT do DNS no primeiro campo e o texto de Valor no segundo campo.

    Se o provedor de domínio permitir uma chave de domínio de 2.048 bits, mas limitar o tamanho do valor de registro TXT a 255 caracteres, não será possível digitar a chave DKIM como uma única entrada nos registros DNS. Nesse caso, divida a chave em várias strings de texto entre aspas e digite-as juntas no campo de valor do registo TXT. Por exemplo, você pode dividir a chave DKIM em dois registros da seguinte forma:

    "k=rsa; p=MIIBIjANBgkqhkiG9w0BAQEFAAOCAQ8AMIIBCgKCAQEAraC3pqvqTkAfXhUn7Kn3JUNMwDkZ65ftwXH58anno/bElnTDAd/idk8kWpslrQIMsvVKAe+mvmBEnpXzJL+0LgTNVTQctUujyilWvcONRd/z37I34y6WUIbFn4ytkzkdoVmeTt32f5LxegfYP4P/"

    "w7QGN1mOcnE2Qd5SKIZv3Ia1p9d6uCaVGI8brE/7zM5c/zMthVPE2WZKA28+QomQDH7ludLGhXGxpc7kZZCoB5lQiP0o07Ful33fcED73BS9Bt1SNhnrs5v7oq1pIab0LEtHsFHAZmGJDjybPA7OWWaV3L814r/JfU2NK1eNu9xYJwA8YW7WosL45CSkyp4QeQIDAQAB"

  5. Adicione um ponto (.) e o nome do subdomínio ao final do nome do registro.

    Por exemplo, para autenticar e-mails enviados do subdomínio mail.meu dominio.com, o nome do registro seria google._domainkey.mail.

  6. Salve as alterações.
Este artigo foi útil para você?
Como podemos melhorá-lo?